HOME Matérias Aconteceu O legado dos eventos esportivos é debatido no XIV Encontro Comercial FOHB

O legado dos eventos esportivos é debatido no XIV Encontro Comercial FOHB

40
0
SHARE

Terminou agora há pouco no XIV Encontro Comercial FOHB que acontece no hotel Grand Hyatt São Paulo, localizado na zona Sul da capital paulista, a palestra que abordou como tema “O Legado dos eventos esportivos” e teve como moderador a Diretora executiva do FOHB, Flavia Matos e os painelistas: Gilson Novo do Grupo Águia, Diogo Canteras, Diretor da HotelInvest, Adriana Martins da Visit Berlim e  Samuel Lloyd da Visit Britain.

 

O painel iniciou os palestrantes mostrando alguns cases de planejamento, parcerias, campanhas, divulgação e organização de grandes eventos em outros países, e um deles os Jogos Olímpicos e a Copa do Mundo da Alemanha que gerou um aquecimento no setor de turismo e hotelaria durante e pós-evento. “Foram 2,5 milhões de pernoites geradas nos hotéis por turistas estrangeiros e 180 mil vagas de trabalho no período da Copa, crescimento do PIB no segundo trimestre de 2,4 % em comparação ao mesmo período do ano anterior ao evento”, pontuou Adriana.

 

Já Lloyd falou da importância dos Jogos Olímpicos na atração de novos turistas e do crescimento da economia no período e dos investimentos em campanhas de divulgação. “Investimentos cerca de 25 milhões de libras em imagem que visou apresentar o destino a novos mercados, e retornou em 650 mil visitas no período do evento, 88% de taxa de ocupação hoteleira, e o gasto médio dos turistas cresceu 23% . Até 2020 pretendemos chegar a 40 milhões de visitantes”, frisou.

 

Para Canteras um dos legados da Copa do Mundo para a hotelaria é a maior profissionalização no desenvolvimento de hotéis e na atração de grandes investidores de redes hoteleiras internacionais. “As duas principais cidades que serão beneficiadas com a Copa do Mundo serão São Paulo e Rio de Janeiro, que terão uma grande concentração e fluxo de turistas e isto impactará positivamente no segmento hoteleiro em diária média e taxa de ocupação. Estes eventos estão sendo também uma grande vitrine para atrair outros, como congressos mundiais, grandes feiras e conseguir trazer a Expo 2020 para São Paulo”, afirmou.

 

Segundo Gilson a Copa do Mundo trará um volume significativo de turistas estrangeiros de várias nacionalidades, e o país precisa estar preparado para atender esta demanda e souber lidar com o multi-cultural, melhorar a infraestrutura de mobilidade urbana e entre as cidades, hotelaria com número de acomodações suficiente e de qualidade e segura. “Uma das principais dificuldades da Copa do Mundo do Brasil será em questão de logística e mobilidade, porque o país tem uma grande dependência do transporte aéreo e uma grande distância geográfica entre as cidades-sedes, devido à fraca malha ferroviária e rodoviária estará saturada no período”, observou.

 

Ao final os painelistas ressaltaram que a grande importância do legado dos eventos esportivos é maior visibilidade do país, crescimento do setor hoteleiro e dos investimentos em infraestrutura no país.

SHARE

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here


CAPTCHA Image
Reload Image