AconteceuÚltimas Notícias

Estande do Paraná se destaca na WTM Latin America 2024

O turismo é política do estado que possui um boa infraestrutura e incentivos para se consolidar ainda mais

O estande do estado do Paraná é um dos destaques da WTM Latin America 2024, que se encerra hoje no Expo Center Norte. Muitas novidades estão sendo apresentadas para fomentar ainda mais o potencial desse destino. O próprio Secretário de Turismo, Márcio Nunes, se encontra no estande para reforçar o desafio de transformar o estado do Paraná, que é o que mais produz por m² de grãos no mundo, também num potencial turístico.

Publicidade
Harus

E ele destaca que: “O Paraná é muito forte no agronegócio e também no ramo industrial com as fabricantes de automóveis. Queremos transformar nosso estado numa indústria limpa, que não polui, que gera emprego com pouco recurso empregado. Gerar um emprego na indústria do turismo é muito mais barato. O turismo é uma política de estado no Paraná e estamos focando esforços em fazer essa grande transformação. Entendemos que o turismo que mais vai crescer no mundo é o turismo dos grandes negócios ligados ao meio ambiente, a natureza, o turismo responsável, de novas experiências, mais regenerativo e mais inclusivo. Nosso estado atende todos esses modelos e inclusive apresentamos comunidades tradicionais, voltadas para conhecer a realidade local, gastronomia, artesanato, cultura, atrativos naturais. Por isso, estamos trabalhando duro para a transformação desse Estado para poder mostrar o que temos de potencial e fazer geração de emprego”, enfatizou o Secretário Nunes.

Estande do Paraná se destaca na WTM Latin America 2024
Estande do Paraná na WTM 2024
Publicidade
Desbravador

Ele se mostra muito motivado com os dados já alcançados no Paraná e segundo o CAGED, em 2023 foram gerados oito mil empregos, no setor turístico que cresceu a 10%, enquanto a média no Brasil ficou em apenas 2,9%. No Paraná o turismo internacional teve um aumento de 51% e de 37% no turismo rodoviário. “São números muito sólidos do Paraná, que nos deixaram muito satisfeitos e coisas importantes aconteceram. Pela primeira vez na história, o Paraná recebeu navios de cruzeiros, dando a possibilidade das pessoas embarcarem para o Paraná e conhecerem mais dois países, Argentina e Uruguai, isso fez com que recebêssemos no Paraná, por Paranaguá e nosso litoral mais 30 mil turistas. A chegada de novos voos ano passado ligando Curitiba a Montevideu e esse ano voo conectando Curitiba a Santiago, no Chile, Buenos Aires e Assunção, no Paraguai. São novos voos internacionais fazendo com que essa movimentação no Estado do Paraná aconteça. Esses números são muito positivos, que nos deixa muito felizes, e nos dá a certeza de que a gente está no caminho certo”, enfatiza o Secretário.

Virada de chave

Ele lembra que para dar essa grande ‘virada de chave’ foi necessário criar leis e grandes programas através do incentivo do poder executivo e aprovados por lei na Assembleia Legislativa, que são: o Paraná mais eventos, que dá possibilidade do Paraná de apoiar eventos de toda natureza, desde de que seja turístico. O Paraná mais infraestrutura turística adota as estruturas turísticas, as vezes um paisagismo, as vezes um píer, um deck, uma marina pública pra poder organizar o Turismo. E o terceiro programa é o Mais viagens, que possibilita que as viagens dentro do Estado do Paraná, principalmente com o público 60+, sejam estimulados, podendo fazer com que as pessoas que ajudaram a construir o Paraná, ajudem a escrever a história do estado.

Estande do Paraná se destaca na WTM Latin America 2024
Foz do Iguaçu já é um dos principais destinos turísticos do país – Divulgação
Publicidade
Ameris

O Secretário Nunes entende que tem um trabalho muito grande em termos de regionalização do turismo e elenca os principais. “Primeiro temos um grande plano de mídia, marketing e divulgação. O Paraná vai investir R$ 25 milhões esse ano na divulgação bem estruturada, com agência contratada, para mostrar aquilo que nós temos como diferencial que é a infraestrutura, pois sem isso o turista não visita um destino. A infraestrutura e o turismo têm que andar de braços dados. Estamos focando também em treinamento e qualificação, com muita organização, formando mão de obra, dando qualidade no serviço. Mas quando falamos no turismo regional que estamos desenvolvendo através dessas linhas mestras, não podemos esquecer que temos duas grandes estrelas na minha visão. Uma é Foz do Iguaçu, que está entre as sete maravilhas naturais do mundo, é segundo ponto mais visitado do Turismo internacional e do Brasil. E o outro é a Ilha do Mel, que está muito próximo de Curitiba, no coração da reserva de Mata Atlântica. São as duas grandes estrelas, alavancadas por Curitiba que ganhou o prêmio de cidade inteligente do mundo. Vamos aproveitar essas duas estrelas, e dando luz para restante do turismo do estado do Paraná, como Campos Gerais, Vila Velha, entre outros. O entorno de Curitiba tem um turismo maravilhoso, assim como Londrina, Foz do Iguaçu e Cascavel, sempre procurando facilitar a porta de entrada em grandes centros. Isso faz com que o turismo possa acontecer, com indicações geográficas, de queijos, de vinhos, uma série de produtos que podem ser desenvolvidos”, assegura.

Estande do Paraná se destaca na WTM Latin America 2024
O Jardim Botânico é um dos cartões postais de Curitiba (Foto: Pixabay/jerzykwpodrozy)
Publicidade
Fispal

Questão cultural

O Secretário Márcio Nunes lembra que é necessário fazer um trabalho muito grande, porque o paranaense não foi preparado para vender Turismo, é isso é uma questão cultural. “Estamos fazendo um grande trabalho para estimular e mostrar que as pessoas podem vir empreender no Estado do Paraná. Nós entendemos que o maior programa social do mundo é a geração de emprego. E com os dados de 2023 e de 2024, no início do mês de abril, mais de 2 mil empregos gerados, o crescimento é sólido. Não tenho dúvida nenhuma que o Turismo do Paraná, que hoje é o que mais cresce no Brasil, vai se consolidar, mas em cima da base da sustentabilidade, turismo com responsabilidade, cuidando do meio ambiente e da biodiversidade. Outra área que eu acredito que virá com força total, é dos animais. Ter locais que recebem pequenos animais, a questão pet vem com muita força. Mas principalmente em cima do turismo sustentável vamos construir uma base muito sólida para o nosso turismo. Lembrando que o Paraná além de praias maravilhosas, também tem praias de água doce, do Rio Paraná, temos o Rio Paranapanema e Iguaçu, e uma Costa do Oceano Atlantico. Então esse turismo ligado a parte náutica, vai crescer muito, e o estado do Pará está fazendo investimentos robustos em infraestrutura que conectam cidades as praias de água doce do Rio Paraná.  E vale lembrar que temos também um parque hoteleiro grande e diversificado para atender a todo tipo de visitante. Existe uma possibilidade muito grande de novos investimentos, por isso nós estamos buscando investidores, inclusive com incentivos fiscais, para que possamos atrair a rede hoteleira, para dar vazão a esse grande crescimento, esse grande desenvolvimento”, concluiu o Secretário Márcio Nunes.

Publicidade
Clima ao Vivo

Edgar J. Oliveira

Diretor editorial - Possui 31 anos de formação em jornalismo e já trabalhou em grandes empresas nacionais em diferentes setores da comunicação como: rádio, assessoria de imprensa, agência de publicidade e já foi Editor chefe de várias mídias como: jornal de bairro, revista voltada a construção, a telecomunicações, concessões rodoviárias, logística e atualmente na hotelaria.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo
CLICK AQUI PARA ESCOLHER O IDIOMA DA LEITURA
error: ARQUIVO NÃO AUTORIZADO PARA IMPRESSÃO E CÓPIA