Modernização

Mercure dá Início a Modernização de Seus 65 Hotéis no Brasil

A expectativa é que até 2011 estejam reformados 30 hotéis num investimento de aproximadamente R$93 milhões
entre Accor e investidores

 

A rede Mercure está comemorando dez anos de atividades no Brasil e deu início a um audacioso plano de modernização de suas unidades que terão um novo design internacional em seus apartamentos e áreas sociais. Segundo Guilherme Boujadi, Gerente de marketing da rede, o novo conceito dos apartamentos é fruto de um estudo de 24 meses e o objetivo é criar apartamentos mais modernos, funcionais, confortáveis e sustentáveis. De acordo com Roland de Bonadona, CEO da Accor Hospitality para América Latina a previsão é que dentro de dois a três anos todas as 65 unidades Mercure no Brasil estejam renovadas. “Estamos nos preparando para atender às necessidades do mercado que muda em ritmo acelerado e necessitamos acompanhar esta dinâmica, até porque temos pela frente uma Copa do Mundo e Olimpíadas”, enfatiza Bonadona. Segundo ele, as mudanças foram pensadas para dar espaço aos hóspedes e devem gerar mais rendas para a rede, pois a marca terá um diferencial recebendo novo valor.  “Cerca de 30 hotéis serão reformados até 2011, num investimento de aproximadamente R$ 93 milhões entre Accor e investidores”, revela Bonadona.
A Arquiteta Ana Vidal, da Vidal & Sant´Anna Arquitetura está realizando esta modernização em conjunto com a equipe de implantação da Accor, comandada por Paulo Mancio e segundo Ana, as principais solicitações residem nas questões estéticas, operacionais e tecnológicas. Os novos projetos deveriam ser arrojados, modernos, sofisticados e confortáveis. “A idéia principal dos novos apartamentos é obter um produto de estética vanguardista que consiga passar para o usuário a sensação de estar hospedado em um ambiente moderno, novo e confortável. A composição cromática busca dar vida e vibração ao ambiente sem perder harmonia. As paredes e tecidos têm o compromisso de ser o elemento de vibração em contraste com a marcenaria que, pela escolha das tonalidades da madeira, estabelece o tom de calor adequado. A escolha das peças de mobiliário e iluminação é guiada pela opção de linhas de design contemporâneo e arrojado, com o uso de cromados e tecidos com texturas confortáveis.  A escolha de peças de decoração como esculturas de parede e fotos assinadas pretende dar um toque de sofisticação e personalização. As peças de iluminação são escolhidas aliando o fator estético ao desempenho de consumo das lâmpadas. Optamos por peças de tecnologia mais econômica e com vida útil mais longa”, destaca a Arquiteta Ana.

 

Sofisticação e sustentabilidade
Segundo ela, cada projeto será personalizado levando em conta elementos locais e valorizando a sofisticação e sustentabilidade e o projeto  para cada apartamento dura em media 40 dias, entre o levantamento da situação existente, a definição do partido estético e o desenvolvimento do projeto executivo. “Preocupações como economia de energia e água estão sendo levadas em consideração substituindo as peças existentes por peças com melhor performance e com preocupações de uso seletivo. Os laminados utilizados nas peças de marcenaria possuem selo de certificação de manejo sustentável”, salienta a Arquiteta Ana. Entre alguns dos novos diferenciais destas unidades habitacionais estão: TV LCD, iluminação LED para leitura nas camas, conector na base de trabalho que permite o hóspede conectar o notebook e assistir o conteúdo na TV.
O hotel Mercure Pamplona, localizado na Rua Pamplona, 1315, no bairro dos Jardins, em São Paulo, será o primeiro hotel da rede a receber totalmente o novo design internacional em seus apartamentos e áreas sociais. Como esta reforma será bem radical, o empreendimento fechou as portas no último dia 12 de abril e pretende reabrir no próximo mês de setembro completamente renovado. “A modernização se dará por um retrofit quase que completo, ou seja, banheiros, rede hidráulica, quartos, recepção, restaurante e fachada, diante disto, como se trata de uma renovação ampla, surge à necessidade de uma paralisação temporária da unidade. Teremos um Hotel novo e atual com um especial conforto e mais segurança”, explica Helenice Silva, Diretor administrativa da Castor Participações, proprietária do empreendimento.
Os 67 apartamentos do Mercure, além do lobby, restaurante, bar e fachada receberão uma decoração inovadora e funcional. “A idéia principal dos novos apartamentos é obter um produto de estética vanguardista que consiga passar para o usuário a sensação de estar hospedado em um ambiente moderno, novo e confortável”, revela a Arquiteta Ana Vidal.
De acordo com Gerente nacional de Operações Mercure no Brasil, José Ramos Marques Filho, a expectativa é que a modernização do hotel Mercure Pamplona consuma cerca de R$ 1,8 milhão e o Mercure Saint German, o Mercure Pinheiros e o Mercure Brasília Líder serão os próximos hotéis a iniciar as reformas.

Publicidade
Ameris

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo
CLICK AQUI PARA ESCOLHER O IDIOMA DA LEITURA
error: ARQUIVO NÃO AUTORIZADO PARA IMPRESSÃO E CÓPIA