Publicidade
Retomada do turismo

Futuro da hotelaria é discutida no painel da Travel Tech Online

No último painel do penúltimo dia da Travel Tech Online, movimento idealizado por Vinicius Geraldo, CEO da HS LATAM com apoio da Revista Hotéi, o assunto comentado foi o futuro da hotelaria. Quem participou deste encontro foi Roberto Bertino, Fundador & Presidente do Grupo Nobile, Sergio Assis,  COO na Transamerica Hospitality Group, Jorge Eduardo Süffert, Diretor Qualitin e Paulo Brazil, Diretor Comercial B Hotel Brasília. No primeiro painel do dia pela manhã, foi abordado assuntos em relação a tecnologia nas viagens nos próximos anos.

Publicidade
Harus

Investidores

Sergio Assis: “Temos que levar em conta quanto tempo vamos ficar nessa crise”

Sergio Assis, COO na Transamerica Hospitality, foi questionado o tempo dos investidores conseguem se manter durante essa crise. “Essa é uma pergunta que assusta. Temos que levar em conta quanto tempo vamos ficar nessa crise. Diferente de outras, H1N1, mundial em 2008… Essa atípico. Precisamos levar em conta quanto tempo teremos para essa retomada. Isso depende do empreendimento, quem tem fundo de reserva… a área financeira ficou bem delicada. Precisamos segmentar os tipos de investidores, e ai que vejo a situação crítica. Esse tipo de investidor recebia por aluguel, e agora eles precisam pagar as contas básicas. Infelizmente tivemos demissão, reduziram muito. E até os que ficaram fechados tem custo, e a dificuldade de crédito dificulta muito”, sinalizou.

Competitividade no “novo normal”

Roberto Bertino: “com “novo normal”, as pessoas vão escolher primeiro pelas experiências desde a compra, do primeiro contato, por site, no hotel, como ele está sendo colocado na prateleira”

Roberto Bertino, Fundador & Presidente do Grupo Nobile, foi questionado por Vinicius Geraldo sobre o momento das novas ações nesta nova fase pós COVID-19. “Eu acho que é um tema interessante. Antes estávamos vivendo um momento da escolha do cliente na localização e o preço como fator relevante. Agora, com “novo normal”, as pessoas vão escolher primeiro pelas experiências desde a compra, do primeiro contato, por site, no hotel, como ele está sendo colocado na prateleira. E a segurança, com os protocolos, como as coisas vão funcionar na sua experiência dentro do hotel. E esses clientes que tem boas experiências, e que sentem segurança, vão ser menos sensíveis ao preço”, finalizou.

Paulo Brazil, Diretor Comercial B Hotel, também opinou sobre o assunto. “Eu acho estamos sofrendo um questionamento de todos seus alicerces. A hotelaria está sendo impactada. A gente lida com gente, estamos confinados em casa. O Roberto colocou muito bem, temos que resgatar a hotelaria da confiança. Nossos clientes são os focos principais”, alertou.

Preço

Paulo Brasil: “Se não houver esse entendimento, não vai ser preço que resolva isso”

Paulo Brazil foi questionado em relação ao combate em produto x preço. “Minha visão sobre isso é que essa situação trouxe coisas com muita clareza. Os hotéis dependem de agencias, que depende dos operadores, que depende do cliente final… Eu acho que hoje, a primeira visão era baixar preço. Eu não acredito que seja esse o caminho. O mercado vai criar uma nova dinâmica. Ficou claro que se não tiver parceria, precisamos estar juntos. Se não houver esse entendimento, não vai ser preço que resolva isso. O mercado vai voltar ao normal, o brasileiro vive do contato, é a nossa cultura. Esses tempos difíceis nos afastaram das pessoas, tenho poucos contatos com as pessoas. Eu acho que mercado tem de se recompor”, apontou.

Importância dos colaboradores

Jorge Eduardo Süffert, Diretor da Qualitin, opinou sobre o comprometimento dos funcionários do hotel nesta etapa. “Primeira coisa que eu acho, para garantir uma boa experiência, eu preciso de um colaborador. É isso que vai garantir a boa experiência do meu hóspede. Em especial e cada vez mais, porque no mundo inteiro, os serviços estão cada vez melhores, cada vez mais as pessoas têm acesso a serviços mais elaborados. Temos críticas, mas se olharmos 30 anos atrás, temos essa percepção. Então, a direção da hotelaria do futuro é pela excelência. Tenho que ser melhor em alguma coisa”, disse.

Jorge Eduardo Süffert

Jorge Eduardo Süffert: “O colaborador é quem vai garantir a boa experiência ao hóspede”

 

Novos protocolos

Roberto Bertino fez algumas considerações sobre o assunto tão falado neste momento. “Essa é a pergunta de 1 milhão de dólares. Eu acho que todos momentos de crise, passa por uma análise. Coisas de já deveriam ter feito lá atrás, só vamos mudar num momento de dor. Não há uma empresa hoje que não esteja revendo seus processos, analisando. Eu acho que esse é o caminho. Na hotelaria nós vivemos um momento de alto valor de investimento. O que recebemos de proposta, de tecnologia… essa conta não vai fechar. A gente tem que se preparar para usar aquilo que a gente tem hoje e usar bem usado. Mas ai vem muitas informações. Como vou fazer investimento em tecnologia se meu caixa está baixo? Deve ter um equilíbrio de interesses do investidor e hoteleiro. Aqui treinamos equipe, abrimos os hotéis. Foi um desafio grande, fazendo contas. Então eu acho que temos que simplificar as coisas, com a consciência que vamos sair mais pobres dessa pandemia”, finalizou.

Confira todos os painéis deste evento:

Travel Tech Online debateu a distribuição no mercado corporativo no pós COVID-19

Travel Tech Online aborda as ações marketing digital em relações as vendas diretas

Ferramenta de gerenciamento e transformação digital são temas na abertura da Travel Tech online

Travel Tech debateu tendências tecnológicas para viagens nos próximos anos

Segundo dia da Travel Tech Online examinou o novo comportamento do viajante no pós-pandemia

Publicidade
APP da Revista Hoteis

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *


CAPTCHA Image
Reload Image

CLICK AQUI PARA ESCOLHER O IDIOMA DA LEITURA
error: ARQUIVO NÃO AUTORIZADO PARA IMPRESSÃO E CÓPIA