HOME Matérias Aconteceu Perspectivas do turismo nacional e catarinense é abordado em palestra da 27º...

Perspectivas do turismo nacional e catarinense é abordado em palestra da 27º Encatho

2
0
SHARE

O Diretor do SBTur e ex-Secretário Nacional de Políticas de Turismo, Milton Zuanazzi, acabou de ministrar uma palestra dentro da grade de programação do 27º Encatho – Encontro de Catarinense de Hoteleiros que se realiza no Centro Sul, na capital catarinense, e conta com o apoio de mídia da Revista Hotéis. O tema da palestra abordou as Perspectivas do turismo nacional e catarinense, e ainda teve como moderador Volnei Koch, Diretor da rede de hotéis Praiatur e SBTur, ex-presidente e membro do Conselho Deliberativo da ABIH-SC.

 

Zuanazzi iniciou a sua palestra falando sobre os principais problemas enfrentados pelo setor de turismo tanto no estado de santa Catarina como em todo o país, e enfatizou que todos segmentos que englobam este setor necessitam estar unidos para enfrentar estas dificuldades como capacitação, infraestrutura, câmbio flutuante, falta de divulgação do destino e mobilidade urbana.

 

Segundo ele um destes problemas no turismo o mais latente de Santa Catarina é em relação ao câmbio e a mobilidade, como a necessidade de melhorias na infraestrutura do aeroporto de Florianópolis, e de outros aeroportos do estado, além da duplicação da BR 101, no trecho Sul para facilitar a locomoção destes turistas. “Necessitamos destas melhorias, pois o estado tem tido um crescimento expressivo de turistas estrangeiros e domésticos, a cada ano no que se refere a turismo de lazer. Cobrar politicas nacionais de turismo e participação de Santa Catarina nos programas de atração de turistas estrangeiros da Europa, América Latina e EUA. Fornecendo uma melhor infraestrutura conseguimos atrair mais estes turistas estrangeiros e domésticos para fomentar nossa economia”, destacou.

 

Para o executivo as expectativas para o crescimento do setor turístico são bastante positivas para os próximos anos, devido à ascensão da classe C, que deseja viajar mais e ter novas experiências. “Esta nova classe é um novo nicho de mercado ainda pouco explorado e pelos hoteleiros, que poderiam buscar os sindicatos e associações destes trabalhadores para investirem em parcerias e convênios para atrair este público para o hotel e consequentemente beneficiar economicamente o destino onde fica o empreendimento”, concluiu. 

______________________________________________________________________________________________
Você necessita receber informação em tempo real para tomada de decisão e negócios ou mesmo para ficar bem atualizado?    

· Então, clique aqui e curta a nossa página no Facebook,
· Ou seja nosso seguidor no Twitter – www.twitter.com/revistahoteis   

______________________________________________________________________________________________

SHARE

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here


CAPTCHA Image
Reload Image