Publicidade
Encontro da Hotelaria Mineira

Refúgio Ecológico Caiman lança projeto inovador em ecoturismo

O Dia e horário dessa postagem está no final, assim como nome do autor. O tempo estimado de leitura é de 2 minutos

O hotel Renaissance São Paulo, localizado próximo a Avenida Paulista, foi palco na noite de ontem (21/03) do lançamento oficial do projeto Onçafari, que é feita em conjunto entre a equipe da pousada Refúgio Ecológico Caiman, que fica em Miranda, na Região Sul-matogrossense – Pantanal e do ICMBIO CENAP. No evento estavam presentes Roberto Kablin, Sócio-gerente da pousada, Mario Haberfeld, Simon Bellighan e Marcelo Oliveira idealizadores do projeto, agentes e operadores de viagens.

 

O projeto Onçafari visa a preservação do Pantanal através do ecoturismo que possibilite a observação da onça-pintada em seu habitat natural, uma espécie de safári, como as que são realizadas no continente africano. “Estamos adaptando técnicas criadas na África do Sul desde o ano de 2010, que consistem em habituar animais selvagens como a onça-pintada do Pantanal a presença do carro, a fim de serem observados em seu habitat natural e estimular o ecoturismo na região. Entre as técnicas utilizadas como pesquisa estão as instalações de câmeras traps em alguns pontos da mata que circunda a pousada, a fim de observar os hábitos dos animais, e a captura de algumas onças-pintadas para fazer a catalogação, biometria, amostragem biológica e colocação de colar com GPS para monitora-las”, destacou Haberfeld.

 

Além disso, Haberfeld frisou que habituar as onças com a presença do carro não consiste em domesticá-las, apenas fazer com que elas deixem ser avistadas em seu estado natural e parem de enxergar esses veículos como ameaça. “Com o projeto, a nossa meta é fazer com que a onça-pintada seja vista, no Mato Grosso do Sul, mais rentável economicamente viva do que morta, assim como o leopardo e o leão na África, mostrando que a espécie tem potencial para gerar renda através da indústria de observação de animais selvagens. Essa prática é uma das maiores fontes de renda para vários países da África, como por exemplo, na Uganda. Também sirva como modelo de preservação sustentável podendo ser replicado por todo o Pantanal”, frisou Haberfeld.

 

O primeiro “safári teste” para observar as onças-pintadas em seu habitat natural, após mais de um ano de pesquisas através das técnicas, será realizado no mês de agosto deste ano no Refúgio Ecológico Caiman. “Este safári será para verificar se realmente as técnicas empregadas estão dando retorno, ou seja, um feedback do nosso trabalho. Esperamos que as onças-pintadas estejam adaptadas aos veículos para proporcionarmos aos visitantes um passeio inesquecível”, concluiu Haberfeld. 

 

Se você estivesse nos seguindo pelo twitter teria recebido esta informação em tempo real. Venha nos seguir, acesse www.twitter.com/revistahoteis ou então pelo Facebook acessando nossa página através do link http://migre.me/4G5ac . Conheça também nossa página no Flickr acessando o link http://migre.me/4DT8x e no Tribt http://tribt.net/profile/revistahoteis

Publicidade
Soluções RH

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *


CAPTCHA Image
Reload Image

CLICK AQUI PARA ESCOLHER O IDIOMA DA LEITURA
error: ARQUIVO NÃO AUTORIZADO PARA IMPRESSÃO E CÓPIA