Publicidade
Expo Retomada

Delta continua bloqueando assentos do meio para manter redução de poltronas

A Delta está ampliando o compromisso de criar mais espaço para viagens mais seguras e continuará a bloquear determinados assentos do meio e a limitar a capacidade de poltronas em todas as cabines até 30 de setembro de 2020.

Bill Lentsch, Diretor executivo de Experiência do Cliente, esclarece que.“Reduzir o número geral de clientes em todas as aeronaves da frota é uma das medidas mais importantes que podemos tomar para garantir uma experiência segura para nossos clientes e funcionários”, disse.“A Delta está oferecendo os mais altos padrões de segurança e limpeza, por isso estamos prontos para os clientes quando eles estiverem prontos para voar novamente”, completa.

Publicidade
RAP Engenharia

Aqui estão as iniciativas mais recentes:

  • Ampliação da política de limitação de assentos: Até 30 de setembro, a Delta garantirá mais espaço para os clientes em todas as aeronaves, limitando a capacidade de passageiros a 50% na First Class; 60% na Main Cabin, Delta Comfort+ e Delta Premium Select; e a 75% na Delta One para reduzir o número total de viajantes a bordo.
  • Continuidade do bloqueio dos assentos do meio: Até 30 de setembro, todos as poltronas do meio continuarão sendo mostradas como indisponíveis ou não reserváveis ao selecionar assentos pelo aplicativo Fly Delta ou pela internet. A empresa também continuará a bloquear alguns assentos de corredor em aeronaves com configuração de poltronas 2×2.
  • Reinício dos upgrades automáticos do Medallion: A partir de 10 de junho, a companhia retomará os upgrades automáticos do Medallion concedidos antecipadamente para a Delta One (válidos para voos domésticos nos Estados Unidos), First Class e Delta Comfort+, que anteriormente estavam sendo gerenciados no portão de embarque. Os upgrades estão sujeitos à disponibilidade e à limitação da capacidade a bordo.
  • Adição de voos onde a procura é grande: Em rotas em que o aumento da demanda de clientes está aproximando a ocupação dos voos do limite definido pela Delta, a companhia procurará oportunidades de usar um tipo de aeronave maior ou adicionar mais frequências.

Como tem feito durante toda a pandemia de COVID-19, a companhia aérea continua a avaliar suas práticas para garantir que está atendendo às necessidades dos clientes.

Publicidade
Totaline

Desde o check-in até a retirada da bagagem, a Delta está oferecendo uma experiência de viagem mais segura com medidas que incluem:

  • Exigência para que clientes e funcionários usem coberturas faciais durante toda a viagem para garantir mais proteção.
  • Instalação de protetores de plexiglass em todos os balcões de check-in Delta, nos Delta Sky Clubs e nos balcões junto aos portões de embarque em todo o mundo.
  • Colocação de marcadores de distância social nos saguões de check-in, nas áreas de check-in do Delta Sky Club e no portão e na ponte de embarque para incentivar os clientes a guardar distância uns dos outros. Os funcionários da companhia e mensagens em todo o aeroporto também lembram os clientes de manter o espaçamento.
  • Limpeza, muitas vezes ao dia, dos saguões de check-in, quiosques de autoatendimento e balcões junto aos portões de embarque e aos pontos de retirada de bagagens. E, até o terceiro trimestre, os funcionários usarão a aspersão eletrostática em todos os aeroportos em que a empresa opera nos Estados Unidos, mesma medida já usada pela companhia em todos os seus voos antes do embarque. Em mercados-chave, a Delta também iniciou o processo de aspersão eletrostática nos pontos de verificação da Administração de Segurança no Transporte (Transport Security Administration – TSA) e está trabalhando com eles para fornecer esse procedimento de desinfecção a todos os pontos de checagem nos aeroportos que a companhia atende nos Estados Unidos.
  • Uso de sistemas de circulação de ar de ponta com filtros HEPA de nível industrial em muitas aeronaves da Delta, que extraem mais de 99,99% das partículas, incluindo vírus.
  • Embarque, em todos os voos, do fundo para a frente da aeronave, reduzindo as instâncias de clientes precisarem passar uns pelos outros para alcançar seus assentos.
  • Simplificação do serviço de alimentos e bebidas a bordo em todos os voos e incentivo para que os clientes tragam suas próprias comidas e bebidas não alcoólicas, de modo a diminuir os pontos de contato físico.
  • Fornecimento de suprimentos diretamente aos clientes, quando disponíveis, incluindo desinfetante para as mãos, kits de cuidados e outros equipamentos de proteção para minimizar a propagação da COVID-19.
  • Continuação do trabalho com especialistas em saúde, parceiros e líderes do setor de saúde para a adoção das melhores práticas.
Publicidade
Harus

A partir de 10 de junho, a companhia retomará os upgrades automáticos do Medallion concedidos antecipadamente para a Delta One (válidos para voos domésticos nos Estados Unidos), First Class e Delta Comfort+, que anteriormente estavam sendo gerenciados no portão de embarque. (Foto: Pixabay / RainerPrang)

Isenção da taxa de alteração estendida até 30 de junho

Enquanto está redefinindo o padrão de limpeza do setor aéreo e proporcionando mais espaço a bordo para os clientes, a Delta também continua oferecendo flexibilidade adicional se os planos de viagem mudarem. É por isso que estendeu até 30 de junho a isenção de taxa de alteração para novos voos comprados, oferecendo aos clientes a opção de remarcar suas viagens sem taxa por um ano a partir da data da compra. E lembre-se: essa isenção também se aplica a bilhetes-prêmio e taxas para redepósito.

Uma visão abrangente das atualizações e mudanças pode ser encontrada na Central de Atualização do Coronavírus, disponível no site delta.com.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *


CAPTCHA Image
Reload Image