Publicidade
Leceres

A falta de mão de obra na hotelaria

O Dia e horário dessa postagem está no final, assim como nome do autor. O tempo estimado de leitura é de 2 minutos

Artigo de Luiz Arthur Medeiros*

Com uma economia crescendo ao passo de 3% ao ano, facilidades de crédito para consumo e bons níveis de investimento externo, hoje o Brasil tem uma taxa de desemprego que gira em torno de 6,5% certo? Pois bem, vamos tentar fazer a mesma análise apenas para o setor hoteleiro para entender o título deste artigo. A hotelaria cresce algo em torno de 15% ao ano no Brasil, a demanda aumenta em ritmo voraz, os investimentos em novos empreendimentos hoteleiros se multiplicam e… não temos mais mão de obra para trabalhar em nossos hotéis.

Os departamentos de RH das administradoras hoteleiras têm programas de atração e retenção de talentos, os grandes hotéis ainda conseguem manter parte de seu corpo de colaboradores, mas os outros 92% dos hotéis do país que são independentes, isso mesmo, 92%,  vem enfrentando dificuldades enormes para completar seus quadros.

Os motivos para isso são muitos e tem origem em todas as etapas da cadeia trabalhista do mercado hoteleiro. Não há formação técnica suficiente para funções operacionais básicas da hotelaria. Também não há, nos poucos cursos de formação técnica que existem, alunos em número suficiente para formar turmas. Existe um forte movimento migratório da mão de obra básica operacional para setores da indústria ou comércio que operam de maneira mais branda, apenas em dias úteis e horários comerciais, ou seja, bem diferente de um hotel, que nunca fecha suas portas. Colaboradores antigos não vêm passando por reciclagens necessárias para compreender as novas técnicas e tecnologias envolvidas no dia a dia de um hotel. E para terminar esta equação perversa temos o pior de todos os motivos; estamos pagando salários muito defasados aos profissionais da hotelaria, principalmente naquelas posições mais básicas e operacionais.

Quem hoje quer, por exemplo, ser camareira de hotel trabalhando em escalas puxadas, se numa indústria qualquer essa mesma pessoa consegue ganhar mais, trabalhar de segunda a sexta e ter mais benefícios? E quem quer estudar e se formar em funções técnicas da hotelaria se a perspectiva de ganho é acanhada?

Este problema é o grande gargalo da hotelaria hoje. Através de minha empresa e dos clientes que tenho em diversas localidades percebo que a questão é sempre a mesma. O empresário investe em seu empreendimento, dedica-se a investir em tecnologia e conforto ao hóspede e, na hora de contratar, de empregar pessoas, esbarra na falta de capacitação e de interesse da mão de obra potencial, e isso quando ela existe.

Essa é hoje minha grande preocupação. Vamos construir vários e lindos hotéis e vamos colocar quem para trabalhar neles? Todos precisam mudar um pouco nessa história. Empresários precisam se conscientizar e pagar mais, sindicatos precisam ser mais flexíveis em suas draconianas políticas, o governo poderia dar uma aliviada nos encargos e tributos que incidem sobre a atividade e, por fim, os próprios colaboradores poderiam se preocupar mais em agradar o hóspede, afinal hoje os hotéis estão lotados pela demanda da conjuntura econômica e não porque estejamos prestando um bom serviço. Temos ainda muito a crescer, muito a evoluir. Temos ainda uma enorme estrada rumo à profissionalização de toda a cadeia hoteleira, de empresários e gestores ao mensageiro do hotel.

*Luiz Arthur Medeiros é Consultor e Diretor da Concierge Hotelaria – Contato – arthur@concirgehotelaria.com.br 

Publicidade
APP da Revista Hoteis

Comments

Rui Pereira

Atuo na área a 40 anos ,desde que me conheço por gente , hotéis bares restaurantes e tudo que é ligado ao setor sempre teve problema de mão obra , bem como a construção civil ,problema é o baixo salario em todas as categorias ,culpado disso é o governo com essa carga tributaria e essa Clt burra da idade da pedra..Esta na hora de pararmos de inventar desculpa e iludir a população…

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *


CAPTCHA Image
Reload Image

CLICK AQUI PARA ESCOLHER O IDIOMA DA LEITURA
error: ARQUIVO NÃO AUTORIZADO PARA IMPRESSÃO E CÓPIA