HOME Matérias Especial Praia Grande Construtora / Solbrasil e Paes e Gregori erguem edificação sustentável

Praia Grande Construtora / Solbrasil e Paes e Gregori erguem edificação sustentável

390
0
SHARE
Nestor Gregori: “A construção desta edificação exigiu um bom planejamento para superar os desafios”

A Praia Grande Construtora / Solbrasil e a Paes e Gregori se uniram para erguer uma edificação de 12 mil m² de área construída em Jundiaí que é um modelo de sustentabilidade em razão dos métodos e sistemas construtivos. O principal ponto observado foi a elaboração de um projeto executivo consistente, com a presença coordenada de todos os projetos de instalações, estrutura e sistemas, tendo como base o projeto arquitetônico e isto é fundamental para evitar retrabalhos e cumprir cronogramas de prazo de entrega.

E mesmo com projetos bem elaborados e um intenso planejamento, as dificuldades já se apresentaram logo no início, com a recolocação da rede de água municipal e a conformação do terreno, com a incidência de aclive acentuado. Para superar este desafio, foi necessário realizar a contenção das vias públicas na periferia do lote sem sobrecarregar a estrutura do prédio. “A solução adotada foi a utilização do método denominado solo grampeado, bastante utilizado na construção de rodovias e que recentemente vem sendo aplicado em edificações com maior frequência. Este sistema permitiu executar todo o movimento de terra evitando a cravação de perfis que causariam problemas na vizinhança e sem a necessidade de travamento na estrutura do prédio. Isto permitiu um canteiro limpo e maior rapidez no processo”, revela o Diretor da Paes e Gregori, Nestor Gregori.

Como esta edificação era de um hotel de rede internacional, erguer de forma rápida era uma necessidade, assim como a preocupação com o conforto e segurança dos hóspedes. Para isto, foi adotado sistema de alvenaria estrutural que permitiu iniciar as instalações e até a decoração antes mesmo de finalizada a estrutura, agregando velocidade e otimizando os recursos. A presença de fornecedores de qualidade em todos os setores, tais como instalações hidráulica e elétrica, ar condicionado, dry-wall (parede de gesso acartonado) com tratamento acústico, portas especiais com alto desempenho acústico e resistência a fogo, forros de gesso e o controle rigoroso de qualidade adotado pela PGC / Sol Brasil, baseado em processo certificados, garantiram o alto nível de acabamento.

Os caixilhos de segurança em PVC com isolamento acústico da marca Primeira Linha, sistema de recirculação de água quente que aumenta a rapidez na chegada de água quente à torneira, dentre outras medidas, foram soluções aplicadas na construção visando garantir o conforto e a qualidade da estadia. Outro sistema importante instalado visando facilitar a manutenção, foram às instalações hidráulicas dos apartamentos todas em tubos pex da marca Astra embutidos em conduites dentro das paredes de dry-wall, com fácil remoção e troca em caso de uma possível manutenção. E na segurança, se destaca o sistema de automação monitorado implantado pela empresa TS 4 que pode ser acessado através de um painel na sala da gerência. No quadro de comando é possível acompanhar o status dos principais sistemas do hotel, como: sistema de reuso, alarme e incêndio, ar condicionado, bombas de água, válvulas de gás, gerador, aquecimento de água.

Outro aspecto importante foi o planejamento dos projetos para evitar retrabalhos e isto incluiu os projetos de decoração das áreas comuns, paisagismo, comunicação visual e luminotécnica visando realçar as formas arquitetônicas e valorizar os espaços generosos das áreas comuns. Na fachada a iluminação em led criou uma visibilidade noturna e o diálogo com a principal avenida da cidade.  Como neste hotel existe um setor de eventos com a presença de um grande terraço descoberto, estes projetos assumiram importância ainda maior.

O sistema de ar condicionado do tipo VRF instalado na cobertura da edificação faz parte das ações sustentáveis
O sistema de ar condicionado do tipo VRF instalado na cobertura da edificação faz parte das ações sustentáveis

A segurança da edificação também foi aliada a sustentabilidade. Buscando a maior economia e eficiência para o aquecimento de água, partiu-se para um estudo do melhor sistema a ser implantado. Foram levantados gastos com implantação e gastos operacionais dos sistemas, como: aquecimento a gás, aquecimento através de bombas de calor (elétrico) e sistema de aquecimento solar com outro sistema auxiliar . “Em termos de economia podemos destacar os coletores solares da marca Jelly Fish, adotados como o sistema principal de aquecimento, que apesar de apresentarem um custo inicial de implantação superior aos demais, proporcionam custo zero de operação no aquecimento (custo somente para circulação, através de bomba, da água dos reservatórios para as placas e retornando aos reservatórios). Como sistema complementar ou de back-up, foram adotados aquecedores a gás da marca Rinnai, com menor custo de implantação e previsão de baixíssima utilização”, assegura o Diretor de obras da PGC/Sol Brasil, José Maria Neves Baptista.

As instalações hidráulicas dos apartamentos em tubos pex são embutidas em conduites dentro das paredes de dry-wall para facilitar a manutenção
As instalações hidráulicas dos apartamentos em tubos pex são embutidas em conduites dentro das paredes de dry-wall para facilitar a manutenção

Ele destaca que o dimensionamento do sistema de aquecimento solar de água levou em consideração dados específicos do hotel como localização e sazonalidades climáticas. Após o cálculo de consumo de água quente para os 180 apartamentos, foi dimensionado o sistema híbrido (solar e apoio a gás) com 36 coletores solares com 2m² e 50 com 1,6m², mais três reservatórios de 4.000 litros, totalizando 12.000 litros de reserva de água quente. “Esta reserva é suficiente para dois dias de consumo médio para a edificação, pois conta também com um sistema de válvulas termostáticas, quadros de comando e bombas de circulação, além do sistema auxiliar a gás, composto por mais quatro aquecedores de 32,5 litros/ min. Além desta segurança na oferta de água quente, a economia dos custos operacionais comprovou a escolha acertada do sistema”, enfatizou o Engo Baptista.

Outro importante projeto sustentável que ele revela foi a de reutilização de água. Para isto, foi implantado na edificação o sistema de tratamento de águas, composto por três principais etapas: Captação de esgoto chamado de águas cinzas, tratamento através de uma ETA – Estação de Tratamento de Água e reuso de água tratada nas bacias sanitárias dos apartamentos. “Na primeira etapa, o sistema trabalha com a captação e tratamento das águas cinzas, que são provenientes dos pontos de dreno do ar condicionado  e esgotos dos lavatórios e dos chuveiros dos 180 apartamentos. Este sistema contempla duas redes de captação de esgoto sendo a primeira, a das águas cinzas que conduz este esgoto ‘limpo’ para a ETA. Na segunda etapa, as águas são conduzidas através desta rede independente de esgoto para um reservatório inferior de chegada, de 5.000 litros.

Através de um sistema de bóias e bombas automáticas, a água é conduzida a uma ETA e

José Maria Neves Baptista: “Construir uma edificação sustentável foi nossa preocupação desde o início”
José Maria Neves Baptista: “Construir uma edificação sustentável foi nossa preocupação desde o início”

que, por sistemas automatizados, realiza o processo de tratamento em três níveis. Inicia-se pela dosagem de produtos químicos que realizarão a floculação, formando flocos de resíduos. No processo seguinte a água passará pelo decantador e se desprenderá dos flocos para por fim  passar por filtros a concluírem o processo de tratamento desta água de reuso. Na terceira etapa, as águas, agora tratadas, passam a ser armazenadas num reservatório inferior de saída de 5.000 litros que são bombeadas para reservatórios superiores, isolados dos demais  de 10.000 litros. A partir destes reservatórios esta água passa a alimentar, por gravidade, somente as bacias para descarga. Com  a utilização destas águas, é produzido um segundo esgoto com a descarga das bacias, este sim tem uma segunda rede interna de esgoto, a ser despejada nas redes de captação da concessionária da cidade. Para este projeto a economia de água na edificação está prevista em 160.000 litros por mês de frequência convencional”, estima o Engo Baptista.

Além da dedicação em sustentabilidade expressada pelo sistema de aquecimento solar de água e reuso das águas cinzas, ainda houve outros sistemas com o mesmo foco, como: A implantação de sistemas para economia de energia na iluminação, composta por sensores de presença, timers, e lâmpadas em leds, com baixo consumo de energia e instalação de reguladores de vazão em chuveiros e torneiras para controle de vazão adequada a seus devidos usos, importante devido  a correção das variações de pressão. Somado a isto, foi implantado um sistema de ar condicionado do tipo VRF, da marca Samsung, onde as condensadoras, que resfriam e condensam o gás das linhas de ar condicionado, trabalham de forma gradual para atender a necessidade de refrigeração que está sendo solicitada. Ou seja, cada uma das 18 condensadoras que atendem os 180 apartamentos, trabalham de forma individuais em frequência solicitada ou em conjunto, também em frequência solicitada, para que assim o sistema seja otimizado ao máximo com relação ao consumo de energia. Até mesmo a falta de energia do empreendimento foi fator de preocupação de sustentabilidade. Foi instalado um grupo gerador da marca Stemac para atender a 100% da demanda com uma autonomia de quatro horas, contando com equipamentos de catalisação que minimizam a poluição na saída do escapamento. O sistema em rampa possibilita com que o quadro de transferência realize a troca do fornecimento de energia em horários de pico de custo.

ibis Jundiai Shopping, sustentabilidade em prol do conforto e segurança dos hóspedes

Hóspedes beneficiados

E toda esta infra-estrutura montada na edificação foi para receber o ibis Jundiaí Shopping, que entrou em operação oficial no último dia 19 de maio. O empreendimento conta com 180 apartamentos e complementa a oferta da rede Accor no estado paulista que já conta com outros 78 hotéis e mais 14 mil quartos. A construção exigiu R$ 45 milhões em investimentos captados através de um pool de investidores. A localização é um dos diferenciais deste empreendimento que está situado na Av. 9 de julho, principal via de entrada de Jundiaí, ao lado do Shopping Jundiai e da Via Anhanguera.

A Átrio, maior franqueadora da Accor no Brasil, é quem vai administrar este empreendimento, e com isto, passa a ter a administração de 22 unidades nas bandeiras Mercure, Novotel e os íbis (vermelho), ibis Style e Budget. Paulo Mélega, Diretor da Átrio está com uma expectativa bem otimista na performance deste hotel. “Ele é o maior de Jundiaí em número de apartamentos e será mais um desafio a ser superado, mas estamos preparados, pois temos know how de 25 anos e projetamos ter 47 hotéis em operação e 5400 quartos nos próximos anos”, ressaltou Mélega.

Em relação à expectativa de taxa de ocupação, Guilherme Kuntze, Gerente de operações ibis, prevê que em apenas seis meses o empreendimento atinja a taxa de 80%. “Temos um forte embasamento de estudos de viabilidade que apontam esta ocupação que é a performance dos hotéis ibis no Brasil. E esta unidade vem suprir a carência de hospedagem de turismo a lazer, pois Jundiai é a nona economia do Estado, a 23ª do País e possui um parque industrial com mais de 1300 empresas. O hotel será também uma boa alternativa para o público que visita os parques de diversões da Região, vinícolas e as diversas belezas naturais, assim como alternativa para eventos”, destacou Kuntze.

E quem também está com uma expectativa otimista no sucesso deste empreendimento é Carlos Alberto Campilongo Camargo, Diretor da PGC / Sol Brasil. “Temos um histórico de parceria com a rede Accor, pois construímos há cerca de 13 anos atrás o ibis em frente ao aeroporto de Congonhas que é um case de sucesso e possui altas taxas de ocupação. Mais recentemente construímos o ibis Mogi das Cruzes que também possui altas taxas de ocupação e isto nos motiva a construir também outros ibis em Itatiba, Santa Bárbara, São Paulo, Assis, Suzano e um Novotel em Itu”, destaca Camargo.

Foto 4 Fachada

Conforto e comodidade

Os apartamentos possuem uma boa infra-estrutura para maximizar o conforto dos hóspedes e isto inclui telefone, ar condicionado da marca Samsung, televisão de LCD de 32 polegadas da LG com uma variada opção de canais a cabo, frigobar, fechadura e cofre eletrônico da VingCard e uma bancada de madeira para trabalho. Somado a isto, está a cama exclusiva Sweet Bed by ibis, projetada pela equipe da Accor junto com a Colchões Castor para garantir mais conforto aos hóspedes. O enxoval de cama e banho é da Altenburg e coube a VAG Confecção fornecer as cortinas. Nos banheiros o secador de cabelo é da Panther.

Coube à empresa Manufacta confeccionar o mobiliário dos quartos do hotel, utilizando painel BP (baixa pressão) fornecido pela Duratex e especialmente desenvolvido para a rede ibis. A fabricação utilizou o sistema CNC, totalmente automatizado e exigiu a elaboração de projeto em software específico, que reproduz fielmente em três dimensões as técnicas de montagem, estruturação e fixação efetivamente aplicadas, além de otimizar a utilização do material. Para a instalação foram treinadas equipes de montadores constituídas de dois profissionais por dormitório, além de equipes de transporte e embalagem. Todo o mobiliário segue rigorosamente o disposto nos cadernos de detalhes da Accor.  As áreas comuns ficaram a cargo da empresa G2 e seguem a nova versão do projeto internacional da rede ibis.

Os apartamentos são muito confortáveis e possuem uma boa infraestrutura
Os apartamentos são muito confortáveis e possuem uma boa infraestrutura

No hotel, os principais serviços, como a recepção e o bar, funcionam 24 horas, a internet é gratuita e os ambientes são 100% não fumantes, além de aceitar cachorros de estimação de pequeno porte.

Diante da forte demanda de eventos, o empreendimento conta com cinco salas bem equipadas, com capacidade para até 200 pessoas, com divisórias retráteis da marca Wall System, mobiliário da Tomberlin e carpetes da Interface Flooring.

Na área de alimentação, o hotel conta com o ibis Kitchen Restaurante, que possui funcionamento no almoço e jantar, com buffet nos dias de semana e à la carte nos finais de semana. Os equipamentos de cozinha levam a marca Topema.

O ibis Kitchen Restaurante é uma das opções gastronômicas do empreendimento
O ibis Kitchen Restaurante é uma das opções gastronômicas do empreendimento
SHARE

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here


CAPTCHA Image
Reload Image