HOME Matérias Aconteceu Encontro da Hotelaria Mineira debate venda de hotéis independentes online

Encontro da Hotelaria Mineira debate venda de hotéis independentes online

167
0
SHARE
"O hotel que não está nos canais digitais vai ficar para trás" - Henrique Campolina, Country Manager da Fastbooking

Direto de Uberlândia (MG) – Foi finalizada há pouco mais uma palestra do 15º Encontro da Hotelaria e Gastronomia Mineira, que acontece hoje no Center Convention de Uberlândia, no Triângulo Mineiro. O tema “Hotel Independente – Vendas Diretas em canais eletrônicos” foi abordado por Henrique Campolina, Country Manager da Fastbooking Brasil, adquirida recentemente pelo grupo AccorHotels.

O executivo é responsável pela subsidiária brasileira do Fastbooking, ferramenta da AccorHotels dedicada a hotéis independentes, e que foi adquirida pelo grupo em 2015. O foco de atuação do Fastbooking no Brasil é o marketplace, que consiste em abrir a plataforma de distribuição accorhotels.com para hotéis independentes. Após 4 meses de lançamento, o Fastbooking já assinou 80 novos contratos de hotéis independentes no Brasil.

“Em seis meses que venho falando com hotéis independentes, tem me impressionado o abismo em que o mundo hoteleiro tem nutrido em relação as circunstâncias trazidas pelo mundo digital. O Fastbooking oferece a hotéis independentes soluções de e-commerce para incremento de suas vendas diretas e assim, elas conseguem trabalhar com independência”, explicou o executivo. Campolina destacou que as áreas de especialização da plataforma incluem o desenvolvimento de sites para hotéis e serviços de marketing para aumentar o tráfego, mecanismo de reserva, gerenciamento de canais, ferramentas de otimização de gerenciamento de receita e inteligência competitiva.

Segundo ele, a era tecnológica impacta diretamente nos negócios, principalmente na hotelaria. 75% dos hotéis do Brasil são independentes, e grande parte deles ainda não encaram esta realidade e não estão conectados como seu cliente espera. “Todos estamos conectados à internet o tempo todo. Tornou-se uma necessidade básica, já que a maioria das nossas atividades se tornaram totalmente acessíveis com um smartphone – coisas que há cinco anos não acontecia.”, mencionou.

Argumentando sobre a necessidade de adaptação do hotel à era digital, Campolina trouxe alguns dados de pesquisa realizada com viajantes do mundo todo: 87% dos viajantes usam a internet para uma grande parte do planejamento de viagens, 51% das buscas por hotel são por smartphone; 82% das pessoas ao tem uma marca hoteleira em mente no momento da busca; 60% das viagens a lazer e 41% das viagens a negócios são concretizadas pela internet; 49% das pessoas usam comparador de preços e sites de avaliação como TripAdvisor; 46% dos pesquisados decidem pelo smartphone, mas reservam pelo laptop; 64% (95% a lazer) das pessoas buscam referência online antes de reservar; 52% das pessoas são influenciadas por redes sociais para viagens e 75% dos viajantes usam smartphone durante a viagem.

Marcos Valério, organizador do Encontro da Hotelaria Mineira intermedia o tema levantado por Henrique Campolina, Country Manager da Fastbooking

Campolina destacou sete passos da jornada do cliente:

1) Sonho
2) Pesquisa
3) Reserva
4) Preparação
5) Hospedagem
6) Compartilhar
7) Retornar

“Qualquer empresa que quer estar nos sete passos do cliente, precisa estar no meio online. A partir do momento que 87% das pessoas que buscam por viagens via ferramentas digitais, é necessário que se pense em alcançá-lo lá. Isso não signnifica que o hotel deve abandonar a experiência e o contato, mas não pode ignorar a força do marketing digital. Se você não tem uma reputação online adequada, pode não garantir resultado”, afirmou o executivo.

A redação da Revista Hotéis faz a cobertura do Encontro da Hotelaria e Gastronomia Mineira à convite da FBHA e se hospeda no Gran Executive Hotel.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here


CAPTCHA Image
Reload Image