HOME Matérias Aconteceu Gestão de Pessoas: a ciência da felicidade foi debatida no II Fórum...

Gestão de Pessoas: a ciência da felicidade foi debatida no II Fórum Nacional da Hotelaria

70
0
SHARE
Carlos Aldan, CEO do Grupo Kronberg Brasil

Com o tema ‘Gestão de Pessoas: a ciência da felicidade’, Carlos Aldan, CEO do Grupo Kronberg Brasil – Coaching e Soluções de Produtividade – participou há pouco do II Fórum Nacional da Hotelaria, evento promovido pelo FOHB que acontece hoje (9) no Centro de Convenções Pullman e Grand Mercure Vila Olímpia, na capital paulista, e tem a Revista Hotéis como Mídia de Apoio.

Carlos Aldan abriu sua palestra abordando a positividade e os resultados de negócios e na vida. “Todos nós procuramos, consciente ou inconscientemente, a felicidade. Hoje, temos uma ciência que nos ajuda a promover a positividade: a psicologia positiva, que nasceu nos anos 1990 com Dr. Martin Seligman, considerado o pai da ciência.

Carlos Aldan: “Pessoas positivas ganham mais dinheiro”

Por que a positividade?

De acordo com o especialista, os benefícios de ser uma pessoa positiva são muitos:

– pessoas positivas ganham mais dinheiro;

– são mais saudáveis;

– são mais resilientes;

– são melhores líderes e negociadores;

– superam dificuldades mais facilmente;

– têm casamentos mais bem sucedidos;

O grande desafio da Kronberg, explicou Aldan, é mostrar aos empresários que, ao cuidar do bem-estar de seus colaboradores, você melhora os resultados da empresa. “Fazemos uma análise completa da companhia. Assim, identificamos as falhas e, então, desenvolvemos as melhores soluções”.

Pessoas de sucesso são mais felizes?

De acordo com ele, a positividade promove o esforço que, posteriormente, leva ao sucesso. 50% da nossa felicidade é biológica, ou seja, é hereditária, herdamos de nossos pais. 10% são resultado das circunstâncias, que sugere frases como: “quando eu me casar, serei feliz. Ou quando eu comprar aquele carro, serei feliz”. 40% vêm de atividades intencionais, como relacionamentos com propósito e de qualidade, além de valorizar as coisas boas da vida e ser grato. Além disso, atos de bondade/contribuição, como uma gentileza, faz parte do processo de encontrar a felicidade. “Um estudo de Harvard seguiu 724 homens durante todas as suas vidas. Os mais felizes foram os que tinham mais sucesso nos relacionamentos, correlação com saúde e bem-estar”, finalizou ele.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here


CAPTCHA Image
Reload Image