Publicidade
Retomada do turismo

Atlantica Hotels apoia campanha da Childhood Brasil

A Atlantica Hotels apoia a campanha da Childhood Brasil, cujo conceito deste ano é “O Covid-19 também é perigoso para crianças e adolescentes”. Com a adesão dos hotéis administrados pela rede, a campanha da Childhood Brasil tem como objetivo alertar sobre as situações de vulnerabilidade de meninos e meninas durante a pandemia do novo coronavírus (COVID-19).

Este ano, a mobilização do Dia Nacional de Combate ao Abuso e à Exploração Sexual de Crianças e Adolescente, realizada tradicionalmente em 18 de maio, foi adaptada pela Childhood Brasil em decorrência das interrupções na escola e na vida cotidiana de crianças e adolescentes neste período e está sendo reforçada nos hotéis da Atlantica. “A campanha alerta para os efeitos do isolamento social, medida importante recomendada por diversos governos, autoridades sanitárias e a Organização Mundial de Saúde (OMS) para contenção da propagação do coronavírus, que pode deixar meninos e meninas expostos a situações de maior vulnerabilidade”, afirma a Presidente da Childhood Brasil, Roberta Rivellino.

Publicidade
Harus

De acordo com a Vice-Presidente de Pessoas, Financeiro e Jurídico da Atlantica Hotels, Flávia Buiati, é fundamental que toda a cadeia do turismo no Brasil se mobilize em prol da proteção de crianças e adolescentes durante o período de isolamento social no País. “Uma das nossas iniciativas é promover, sistematicamente, rodas de conversas com os colaboradores dos hotéis para que conheçam mais a fundo as ações da Childhood Brasil e sejam tanto multiplicadores da causa dentro do próprio hotel, como também disseminadores através de uma comunicação proativa com hóspedes”, afirma a executiva.

Publicidade
RAP Engenharia

Um exemplo da ação efetiva da Atlantica em prol da causa é a obrigatoriedade de apresentação de documentos de identificação de crianças e adolescentes para a hospedagem, e, quando necessário, da autorização legal registrada em cartório dos pais ou responsáveis para evitar qualquer tipo de caso de corrupção de menores nos empreendimentos da rede. “Muitos turistas nem imaginam que existam essas leis no Brasil. É importante divulgar as normativas existentes e, com isso, dificultar esse tipo de comportamento que pode colocar crianças e adolescentes em situação de risco”, esclarece Flávia.

Publicidade
APP – cabeçalho

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *


CAPTCHA Image
Reload Image

CLICK AQUI PARA ESCOLHER O IDIOMA DA LEITURA
error: ARQUIVO NÃO AUTORIZADO PARA IMPRESSÃO E CÓPIA