HOME Matérias Aconteceu AccorHotels prioriza simplicidade em seu setor de Alimentos & Bebidas

AccorHotels prioriza simplicidade em seu setor de Alimentos & Bebidas

87
0
SHARE
Lucas Demetrescu: “Nossa missão é fazer com que o setor de A&B da AccorHotels seja reconhecido como um restaurante de rua, os chamados ‘restauranteurs’, proporcionando experiência relevante e autêntica ao cliente”

Aconteceu há pouco, na 8ª edição do Fórum de Formação em Compras da AccorHotels, a apresentação de Lucas Demetrescu, Gerente de Alimentos & Bebidas América do Sul da rede. O evento acontece, hoje, dia 13, no Novotel São Paulo Center Norte. Demetrescu apresentou ao público a missão, as tendências e os pilares da rede no setor de Alimentos & Bebidas, parte fundamental dos negócios da AccorHotels ao redor do mundo, com receita aproximada de 5 bilhões de euros.

O Gerente citou como exemplo o Hotel Adagio Alphaville, cuja taxa de ocupação aumentou consideravelmente depois da implantação de um restaurante nas dependências do empreendimento. Alguns dos restaurantes criados pela AccorHotels são o QCeviche!, o Udon, o Katsuya, o Monsieur Bleu, dentre outros. “Nossa missão é fazer com o setor de A&B da AccorHotels seja reconhecido como um restaurante de rua, os chamados ‘restauranteurs’, proporcionando experiência relevante e autêntica ao cliente”. Além disso, a rede busca criar espaços que, além de modernos, sejam essenciais tanto para as comunidades convivendo no entorno do hotel quanto para os viajantes. “O objetivo é fazer com que a hotelaria não seja um lugar exclusivo para o viajante, e sim para o público em geral”, disse.

Marcas de restaurantes e bares presentes em empreendimentos da AccorHotels

Tendências

Na AccorHotels, acredita-se em oito tendências seculares que causam impacto no mercado de Alimentos & Bebidas:

– Interessados: as pessoas estão cada vez mais apaixonadas e interessadas em explorar todas as dimensões relacionadas à gastronomia;

– Social: com o auge das redes sociais, houve o aumento no número de postagens de pratos de comida, principalmente no Instagram;

-Informados: o público está mais envolvido com o tema gastronomia e procura informações sobre o estabelecimento antes de conhecer. Sabe onde fica, qual é o tipo de culinária, quem é o chef de cozinha, quem costuma frequentar o local etc;

– No compromisse: a falta de compromisso do cliente, faz com que o estabelecimento tenha que buscar sempre se reinventar;

– Saudável: como as pessoas estão mais informadas, é natural que busquem uma alimentação mais saudável, priorizando produtos orgânicos, naturais etc;

– Apressados: os clientes querem tudo, mas querem tudo no menor tempo possível;

– Menos é mais: o público busca cardápios e serviços mais enxutos e mais simples;

– Conveniência: há mais do que nunca a procura por se comer em casa, de pijamas. Os serviços de entrega estão remodelando o cenário.

Complementando, Demetrescu citou os pilares da rede, que são:

– Simplicidade, autenticidade e excelência;

– Entretenimento;

– Ouvir o cliente;

– Inspirar e motivar a equipe.

Livros de gastronomia foram sorteados aos participantes

O especialista ainda ressaltou os fatores de sucesso de bares e restaurantes. Segundo Lucas, questões como luz, música e decoração são alguns pontos essenciais. E, claro, os profissionais que prestam o serviço e qualidade da comida são fatores fundamentais para o sucesso ou fracasso de um negócio. Cada momento e cada local vai se adaptar a um determinado cliente. Finalizando, o Gerente de Alimentos & Bebidas relembrou o significado da palavra experiência: conhecimento obtido através da vivência.