Publicidade
Unilever

Turismo possui esperanças de retomada gradual em diferentes regiões brasileiras

De acordo com o levantamento apresentado pelo Conselho de Turismo da FecomercioSP a partir dos dados do IBGE – Instituto Brasileiro de Geografia e Estatístico, o turismo brasileiro apresentou uma redução de 33,6% no faturamento real, entre janeiro a agosto deste ano. As retrações impactaram, principalmente, os segmentos de viagens aéreas (-68,8%) e os serviços de hospedagem e alimentação (-43,2%).

Publicidade
Harus

Apesar do déficit, o mês de outubro trouxe expectativa para uma possível retomada do turismo. Dados coletados pela Criteo, empresa global de tecnologia, mostram que, no Brasil, a busca por viagens cresceu 32% na semana anterior ao Dia das Crianças. Aos poucos, o segmento se prepara para decolar. Para que isso seja possível, os empreendimentos turísticos adotaram protocolos de segurança para o recebimento dos turistas.

Alexandre Sampaio, Presidente da FBHA – Federação Brasileira de Hospedagem e Alimentação, comenta que: “Estamos enfrentando, há quase oito meses, um inimigo invisível. Passamos por grandes dificuldades e ainda temos que batalhar para reerguer o nosso setor. Acreditamos que as coisas vão melhorar. As empresas têm sido muito cuidadosas para as reaberturas de hotéis, bares, restaurantes e similares. Sem dúvidas, há um esforço conjunto para que os protocolos sejam seguidos com muito rigor”.

Publicidade
RAP Engenharia

Portas abertas

Com o isolamento social, diversas viagens já marcadas foram comprometidas. Agora, com o retorno das atividades turísticas, muitas regiões estão apostando nas suas belezas locais para atrair viajantes. Levando em consideração a grandeza do nosso País, a FBHA separou algumas dicas de destinos para quem já está se programando para montar um roteiro nacional no turismo. Confira:

Publicidade
Retomada do turismo

Manaus, Amazonas

A capital do Amazonas é um destino muito procurado pelos estrangeiros. Só em 2018, 18 mil turistas do exterior desembarcaram na cidade para aproveitar a temporada de cruzeiros. Entretanto, a região possui outros atrativos capazes de tirar o fôlego até mesmo dos próprios brasileiros. “Se o intuito da viagem é se aproximar da natureza, a nossa dica é procurar hotéis de selva. Os alojamentos ficam localizados em áreas selvagens, onde é possível entrar em contato com uma beleza exuberante e, ao mesmo tempo, com as características da região. Vale a pena conhecer”, comenta Alexandre Sampaio.

O Parque Nacional de Anavilhanas também chama atenção de quem vai à região amazona. Com belas praias de areias brancas, o arquipélago fluvial é considerado um dos maiores do mundo. Para que a viagem seja completa, a entidade também recomenda conhecer o encontro das águas, por meio de passeios de barcos; e o Museu da Amazônia (MUSA), onde há exposições, viveiro de orquídeas e bromélias, lago, aquários e laboratórios experimentais de serpentes, de insetos e de borboletas.

Maceió, Alagoas

As ruas maceionenses já estão com um movimento expressivo, principalmente aos finais de semana. Isso pode ser explicado pelas praias exuberantes do estado localizado na região Nordeste do país: águas verdes, calor convidativo e um horizonte incrível são os pontos fortes do local.

Além disso, é possível fazer passeios incríveis em diferentes áreas. Saindo da cidade, é possível chegar com facilidade em Maragogi, Milagres, Paripueira e Ipioca, no litoral norte. Aos que optarem pelo litoral sul, será possível chegar à Praia do Francês, Barra de São Miguel e Penedo. O que não falta é lugar para conhecer. “Todas as praias citadas são consideradas pontos turísticos de Alagoas. Aos que optarem em permanecer na capital, aconselho visitar o centro histórico onde há casas coloniais. Além disso, o Museu Théo Brandão de Antropologia e Folclore também é uma grande aposta para os que buscam cultura alagoana”, conta Sampaio.

Turismo possui esperanças de retomada gradual em diferentes regiões brasileiras

De acordo com Alexandre Sampaio, há expectativa de melhoras no setor turístico (Foto: Christina Bocaiuva)

Natal, Rio Grande do Norte

Com grande otimismo para o final do ano, a região, localizada no Rio Grande do Norte, possui praias conhecidas por serem orlas paradisíacas, como Pipa e Ponte Negra. Além das areias convidativas, a região também chama atenção por famosas lagoas de água doce. Na maioria das vezes, esses oásis brasileiro está localizado no meio das dunas. “A Lagoa do Jacumã, cerca de 35 km de Natal, é muito procurado para os passeios de buggy. Já os que buscam mais tranquilidade, a Lagoa de Arituba é muito recomendada por ter pouca profundidade”, aconselha o Presidente da FBHA.

Turismo possui esperanças de retomada gradual em diferentes regiões brasileiras

Praia do Amor, um dos cartões postais do Rio Grande do Norte (Foto: Humberto Salles)

Além disso, os que visitarem a região não poderão ir embora sem conhecer o maior cajueiro do mundo, localizado na Praia de Prangi. A árvore gigante entrou no Livro dos Recordes em 1994 por possuir 8.500 m²

Monte Verde, Minas Gerais

A serra da Mantiqueira é uma cadeia montanhosa que abrange três estados brasileiros: São Paulo, Rio de Janeiro e Minas Gerais. Do lado mineiro da região, Monte Verde, distrito da cidade de Camanducaia, traz variedade de atividades para serem exploradas em uma única viagem. Para começar a desfrutar a região, o Parque Oschin, construído em uma área florestal particular, oferece diversas atrações para os que desejam entrar em contato com a natureza.

Por outro lado, quem busca alimentar o espírito aventureiro, atividades como tirolesa, escalada, arco e flecha, falcoaria e, inclusive, passeio de quadriciclo podem ser encontradas na “Fazenda Radical”.

O distrito abriga a “Fazenda Radical”, onde é possível fazer atividades como tirolesa, escalada, arco e flecha, falcoaria e, inclusive, passeio de quadriciclo. “Se a intenção é conhecer belezas naturais, as ‘Corredeiras de Itapuá’ possuem diversas entradas que levam até a margem de um rio que, por sua vez, dá acesso às cachoeiras locais. Aproveitando a pegada de turismo a céu aberto, a trilha da Pedra Redonda também é um ótimo atrativo para ser colocado no radar dos turistas”, finaliza Alexandre Sampaio.

Publicidade
APP da Revista Hoteis

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *


CAPTCHA Image
Reload Image

CLICK AQUI PARA ESCOLHER O IDIOMA DA LEITURA
error: ARQUIVO NÃO AUTORIZADO PARA IMPRESSÃO E CÓPIA