HOME Matérias Administração Samba Hotéis fatura R$ 15 milhões no 1º semestre e anuncia unidade...

Samba Hotéis fatura R$ 15 milhões no 1º semestre e anuncia unidade em Macaé (RJ)

Antes operado pela Accor sob a bandeira Mercure, o empreendimento dará lugar ao Samba Macaé, um hotel com 100 quartos localizado na praia de Cavaleiros

406
0
SHARE
Um dos 100 quartos do Samba Macaé, hotel que ainda passará por revitalização - Foto: divulgação

A rede hoteleira mineira Samba Hotéis acaba de divulgar dados referentes ao primeiro semestre de 2019. Apesar da lenta recuperação da economia, segundo o CEO Guilherme Castro o grupo faturou R$ 15 milhões no período, teve 34% de alta na diária média e de 25,6% na ocupação dos empreendimentos em comparação com o ano passado.

Nestes resultados, não constam o Samba Betim e o Samba Lagoa da Prata by Gilberto Silva, hotéis de Minas Gerais que entraram em operação no segundo semestre de 2018. “A unidade de Betim teve ocupação média de 80% nesse semestre. E, diante destes números, vamos sustentar nossas projeções de faturamento entre R$ 35 a R$ 40 milhões para este ano. Temos que manter o foco em oferecer um bom serviço aos hóspedes e dar lucro aos investidores”, pontua Castro.

Além disso, a rede Samba Hotéis subiu posições no relatório Hotelaria em Números – Brasil 2019, produzido pela JLL. Em 2018, estava na 46ª posição, com oito hotéis e 882 quartos. Este ano, surge na 39ª colocação com 12 propriedades e 1148 acomodações. “Em número de hotéis estamos na 21ª colocação e isto é apenas o começo. Nossa empresa tem apenas cinco anos de atuação, mas não medimos esforços para nos tornarmos melhores a cada dia”, diz o executivo.

Expansão e conversão de bandeiras

Apesar de mais contida por conta da economia fragilizada, a rede Samba Hotéis segue expandindo: no início deste mês de agosto inaugurou uma unidade em Cabo Frio (RJ) e agora anuncia um novo contrato no Rio de Janeiro, desta vez em Macaé. “A cidade é uma das mais importantes do País na produção de petróleo e sentiu muito a queda na arrecadação de royalties e com a redução das atividades da Petrobrás. Mas o mercado começou a sinalizar uma retomada e acredito que esta é a hora certa de assumirmos essa propriedade que já estava fechada há algum tempo”, assegura Castro.

Antes operado pela rede Accor sob a bandeira Mercure, o empreendimento dará lugar ao Samba Macaé, um hotel com 100 quartos totalmente equipados localizado na praia de Cavaleiros, em frente ao mar, distante 15 km do aeroporto e de estações termoelétricas e de exploração petrolíferas.

A unidade tem instalações para hóspedes corporativos e de lazer, como salas de reuniões, piscina, academia, restaurante e estacionamento. “Estamos investindo na conversão de bandeiras. Por conta de nossa operação ser mais dinâmica, menos burocrática, com uma equipe comercial proativa e controle permanente para redução de custos com compras centralizadas, entre outros benefícios, temos obtido êxito nessa modalidade de negócio. Os nossos hotéis de Itaboraí (RJ) e Lagoa Santa (MG) eram ibis e Bristol, respectivamente. Sob nossa gestão, estão operando com ótima ocupação”, enfatiza ele.

Para a abertura, prevista para novembro deste ano, o Samba Macaé passará por uma revitalização geral das áreas comuns, equipamentos, enxoval, sinalização, entre outros, demandando um investimento de R$ 150 mil.

Além da nova propriedade em Macaé, a Samba Hotéis conta com outros três hotéis no Rio de Janeiro, em Itaboraí, Angra dos Reis e Cabo Frio; um em Itu, interior de São Paulo; seis em Minas Gerais, em Betim, Sacramento, Lagoa Santa, Lagoa da Prata, Itabirito e Belo Horizonte; e uma unidade em Beirute, no Líbano.

Fachada do Samba Macaé – Foto: divulgação

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here


CAPTCHA Image
Reload Image