Publicidade
Simmons

O mundo encantado do café especial

O Dia e horário dessa postagem está no final, assim como nome do autor. O tempo estimado de leitura é de 2 minutos

Artigo de Leo Montesanto*

Café é uma conexão em forma de aconchego. Na minha vida, os grãos sempre foram os condutores de histórias bonitas. Assim como a lavoura, o meu cenário predileto para o pique-esconde na infância. O cheiro da roça me acalma e faz pensar em como o perfume do café sempre esteve presente nas linhas da minha trajetória. Acredito que com você não é diferente, né? Pensou aí, no cheiro que pula do coador de um café passado na hora? Ou a sua memória afetiva foi levada à última viagem de férias, sentado à mesa, revivendo o sabor de um delicioso café da manhã, que surge como o manjar do dia em um hotel à beira de um rio ou no topo de uma montanha?

Publicidade
SPCVB

A verdade é que o café rodeia a humanidade, desde que foi descoberto em 575 d.C, na Etiópia, África. Já ouviu falar de como isso ocorreu? Pegue seu cafezinho que vou te contar um pouco de uma história que eu adoro! Um pastor chamado Kaldi subiu as montanhas com as cabras para passearem. A região era um paraíso ideal para um bom descanso. Kaldi seguiu o fluxo e caiu no sono. Quando acordou, percebeu que os animais estavam agitados e não paravam de mexer e pular. Aquilo o deixou desconfiado e ele extasiado, queria entender o que havia ocorrido.

Publicidade
Onity

Rapidinho, o pastor percebeu que toda aquela “animação” começou depois que as cabrinhas comeram umas frutas vermelhas nos ramos da floresta. Então, cortou um pouco desses ramos  e levou os frutos até um sacerdote, respeitado da região,  chamado Wise. O padre ficou curioso e decidiu cozinhar todas aquelas frutinhas cheias de caldo. O gosto foi muito amargo e ele jogou os ramos no fogo, quase como uma reação instantânea. O aroma subiu e invadiu todo o local.

O mundo encantando do café especial

Depois de água, o café a segunda bebida mais consumida no mundo – Foto – Divulgação

Publicidade
Equipotel 2021
Chegada do café ao Brasil

No Brasil, o perfume do café – que hoje faz parte de 98% dos lares brasileiros – chegou em 1721. O estado do Pará foi o portal de entrada do fruto, que, logo, foi disseminado para várias regiões do País. Hoje em dia, o nosso País é o maior produtor de café do mundo e responsável por 30% da produção mundial. É muita coisa, né? E já faz um tempo que mostramos para o mundo que, além de produzir muito café, sabemos fazer café especial.

Porém, sempre me perguntei por que esse cafezão, que sempre explodiu na minha boca, geralmente, ia para longe. Os gringos chegavam e enchiam contêineres e o café especial não movimentava o mercado interno.

O mundo encantando do café especial

Belo Horizonte receberá em breve o Breakfast Festival que terá a participação de renomados hotéis – Foto – Divulgação

Publicidade
Altenburg

Acredito que o brasileiro merece tomar café especial, por isso trabalho duro para que os grãos de qualidade (e premiados) fiquem aqui. Como eu gosto de dizer: Acabou a farra dos gringos!! O Brasil é uma potência e a grande lavoura do mundo. E nós temos que nos orgulhar disso e pensar nas pessoas que se movimentam para que o seu cafezinho chegue até você todos os dias. Saúde e bons cafés!

*Leo Montesanto é produtor de café e em 2018, foi campeão mundial de qualidade de café no Cup of Excellence. Trabalha em prol da democratização do café especial no Brasil com a empresa Coffee.

Publicidade
Anuncie conosco

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *


CAPTCHA Image
Reload Image
CLICK AQUI PARA ESCOLHER O IDIOMA DA LEITURA
error: ARQUIVO NÃO AUTORIZADO PARA IMPRESSÃO E CÓPIA