Publicidade
Simmons

Lockdown em Franca (SP) paralisou indústria essencial como a Harus

O Dia e horário dessa postagem está no final, assim como nome do autor. O tempo estimado de leitura é de 1 minuto

O novo lockdown decretado pelo prefeito da cidade de Franca, Alexandre Ferreira para vigorar até o próximo dia 10 de junho, afetou até mesmo indústrias de fabricação de produtos essenciais ao combate da COVID-19, como a Harus Soluções em Hospitalidade. A empresa que é um dos maiores fabricantes no Brasil de amenities para atender a hotelaria, também fabrica itens essenciais para a área de saúde.  Está estabelecida numa moderna fábrica de 20 mil m2 no distrito industrial da cidade, produz em larga escala álcool gel, máscara facial e outros produtos de higiene para hospitais, clínicas médicas, drogarias, entre outros setores de saúde. Com a paralisação não terá condições de honrar contratos com o fornecimento desses produtos e isso revoltou Luiz Roberto Magrin Filho, Diretor da Harus. “Trata-se de um ato arbitrário e incompreensível por parte das autoridades públicas, incluindo a recente decisão do Ministro Luiz Fux, Presidente do STF – Supremo Tribunal federal que mandou fechar tudo”, destacou Magrin Filho.

Publicidade
APP da Revista Hoteis

Lockdown em Franca (SP) paralisou indústria essencial como a Harus

Luiz Roberto Magrin Filho: “Estamos vivendo um radicalismo nacional, com gestores absolutamente despreparados para agir em situações como essa que estamos vivendo” (Foto: Divulgação)

Publicidade
Tramontina

Ele enviou uma carta ao prefeito de Franca, Alexandre Ferreira manifestando sua indignação com o fechamento de sua indústria, ressaltando que: “mais importante do que ter 100 funcionários em casa, é ter a empresa funcionando para ajudar a salvar milhares de vidas com a entrega regular de itens sabidamente necessários para o cumprimento dos protocolos de segurança sanitária. Estamos vivendo um radicalismo nacional, com gestores absolutamente despreparados para agir em situações como essa que estamos vivendo. Os gestores não sabem para onde correr e tomam medidas equivocadas”, desabafou o empresário Magrin Filho.

Publicidade
Soluções RH

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *


CAPTCHA Image
Reload Image
CLICK AQUI PARA ESCOLHER O IDIOMA DA LEITURA
error: ARQUIVO NÃO AUTORIZADO PARA IMPRESSÃO E CÓPIA