Publicidade
SPCVB

Quatro tendências que estão trazendo nova vida às viagens

O Dia e horário dessa postagem está no final, assim como nome do autor. O tempo estimado de leitura é de 5 minutos

Artigo de Decius Valmorbida*

Se 2020 foi o ano em que a liberdade de viajar ficou congelada, a temporada de meio de ano verá o início de um degelo gradual em algumas partes do mundo. Dadas as circunstâncias extremamente diferentes entre os continentes, é claro que a recuperação será variada e fragmentada.

Publicidade
Engie

Mas, apesar de todas as incertezas, continuamos otimistas quanto ao futuro das viagens a longo prazo. Os dados de Hospitality da Amadeus mostram que a confiança dos viajantes está crescendo, com um aumento de +60% nas reservas desde o início do ano.

De resorts com “bolhas” e corredores de viagens ao surgimento de “workations” e uma nova geração de consumidores conscientes da sustentabilidade, o mapa atual é quase irreconhecível em comparação com 2019 e 2020.

Publicidade
Altenburg

Prever o futuro é mais desafiador do que nunca. Mas, recorrendo aos grandes volumes de dados à nossa disposição, conseguimos identificar algumas tendências. Embora as descobertas possam evoluir, há indicadores claros do que pode estar reservado para o resto de 2021 com a distribuição contínua de vacinas.

Enquanto buscamos reconstruir as viagens, aqui estão quatro tendências que vemos moldando as viagens nesta próxima temporada de férias, de junho a agosto – seja no verão no hemisfério norte ou no inverno no sul.

Publicidade
Onity

Bolhas de Viagens
Como o setor de viagens e turismo está possibilitando viagens mais seguras

Com a burocracia aumentando nas fronteiras, como viajar para o exterior com segurança em uma pandemia? Pense em bolhas. Não estamos falando sobre a tônica em seu coquetel de férias favorito aqui, mas sobre a estrutura fundamental que permite que as pessoas viajem de um país para outro.

Enquanto isso, hotéis estão se promovendo como resorts de bolhas, permitindo que os hóspedes viajem em grupos e aproveitem as férias juntos, desde que tenham um teste de COVID negativo. Observamos um aumento de 66% nas pesquisas em todo o mundo para viagens de duas semanas às Maldivas em comparação com o mesmo período de 2019.

Publicidade
Equipotel 2021

As agências de viagens também desempenham um papel fundamental na criação do pacote-bolha perfeito para os viajantes. Os dados da Amadeus mostram um ligeiro aumento de pacotes de viagens, tanto online como offline, especialmente para pessoas que viajam juntas como famílias ou grupos, com crianças.

Com a incerteza em curso, o crescimento das Viagens em Bolha tem implicações significativas para os passaportes de saúde. Um estudo recente da Amadeus descobriu que mais de 90% dos viajantes se sentiriam confortáveis ​​usando um passaporte de saúde digital para viagens futuras.

Workcation
A crescente viabilidade de uma forma nômade de trabalhar

Se a forma como trabalhamos está mudando há alguns anos, o processo foi turbinado pela combinação de uma pandemia global e o surgimento da videoconferência. Nada melhor para a nova geração de nômades digitais que deixaram o escritório para trabalhar em qualquer lugar.

Uma pesquisa recente da Harris descobriu que 74% dos americanos considerariam fazer “workation”. E embora fossem alguns poucos aventureiros que deixavam para traz o “normal” para trabalhar em um hotel à beira-mar ou alugar uma casa de longa duração nas montanhas, nossos dados mostram que muitos já estão fazendo isso.

Publicidade
Simmons

As viagens rápidas para o Caribe – um destino popular para trabalhar – despencaram em comparação a 2019, com pesquisas para estadias de um dia caindo 79%, enquanto estadias mais longas de mais de 14 dias aumentando 43%.  Globalmente, vimos um aumento de 41% no número de pesquisas para estadias de 30 dias, embora as regiões variassem significativamente.

Nos EUA, por exemplo, o aumento foi mais moderado, de 2% para viagens acima de 14 dias. Na França e na Espanha, porém, observamos um aumento de 75% e 52%, respectivamente, nas pesquisas por estadias de 30 dias.

Viagem Compensatória
Como uma sede renovada por viagens, consumidores estão reservando “viagens compensatórias”

Se havia um benefício em ficar confinado à prisão domiciliar virtual por grande parte do ano passado, era a incapacidade de gastar muito. Grandes refeições fora de casa, feriados e até casamentos foram reduzidos ou cancelados.

Os dados da Amadeus mostram que algumas das viagens mais reservadas tendem claramente para um caráter compensatório. No topo da tabela estão os habitantes de Paris e Los Angeles, rumando para resorts de praia sofisticados em grande número.

Publicidade
Pikolin

A preferência dos viajantes franceses é pelos paraísos caribenhos da Martinica e Guadalupe, enquanto seus primos americanos estão indo para Cancún, México e Havaí. Os próximos na lista são os cidadãos de Moscou – com os moscovitas voando em massa para o Mar Negro.

É notável que Cancún, no México, disparou de fora dos 50 destinos mais pesquisados ​​para chegar ao quarto lugar globalmente, superando pesos pesados ​​com restrições rígidas de fronteira, como Paris e Bangcoc.

Viagem Consciente
Como os viajantes procuram opções de viagem mais sustentáveis ​​e conscientes

Nossos dados indicam que as pessoas estão pesquisando suas viagens 27% mais cedo do que antes, em relação ao mesmo período de 2019. Isso mostra que os viajantes estão pensando muito no planejamento de sua próxima viagem – em termos de segurança, bem como de meio ambiente e socialmente consciente de suas escolhas. Chamamos isso de Viagem Consciente.

Quando se trata de segurança pessoal, os dados da Amadeus mostram um aumento de três dígitos nas compras de seguros de viagem. Isso indica que os viajantes estão mais conscientes sobre sua segurança. As companhias aéreas e os aeroportos responderam a este “grande despertar da segurança” com tecnologia “touchless” e opções de check-in externas. Na Amadeus, estamos facilitando isso por meio de nosso ecossistema Safe Travel.

Igualmente interessante é o aumento da demanda por aluguel de carros. Os especialistas em mobilidade da Amadeus sugerem que isso pode ser o resultado de viajantes que desejam mais segurança pessoal e optam por viajar de carro até seu destino. O aluguel de carros tem sido tradicionalmente uma questão secundária, atrás de hotéis e passagens aéreas. Os dados da Amadeus mostram que este continua a ser o caso, com mais de um quarto de todas as buscas de aluguel de automóveis ocorrendo com menos de uma semana de antecedência.

Quando se trata de ter mais consciência ambiental e social, a pesquisa da Amadeus mostra que um terço dos Millennials gostaria de ver mais disponibilidade de opções de viagens sustentáveis ​​e maneiras de reduzir suas emissões de carbono ao viajar. Foi uma tendência semelhante a todas as idades e mercados globais, com um em cada quatro compartilhando esse compromisso com a Viagem Consciente.

Muitas operadoras estão adotando a onda de sustentabilidade, que parece ter se acelerado em meio à pandemia. No início deste ano, as associações da indústria de viagens propuseram um plano para atingir zero emissão líquida de dióxido de carbono (CO2) até 2050. Aeronaves movidas a hidrogênio e combustíveis de aviação sustentáveis ​​são as principais preocupações das transportadoras, e esperamos que alguns viajantes modifiquem suas opções de viagem com base nessas melhorias.

Os governos também estão fazendo sua parte, oferecendo incentivos para encorajar viagens mais ecológicas, como descontos em passagens de trem. A empresa ferroviária estatal espanhola Renfe é um exemplo, anunciando recentemente que irá baixar as tarifas para o verão. Além disso, a União Europeia nomeou 2021 como o Ano Europeu das Ferrovias.

*Decius Valmorbida é Presidente de Travel da Amadeus

Publicidade
Anuncie conosco

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *


CAPTCHA Image
Reload Image
CLICK AQUI PARA ESCOLHER O IDIOMA DA LEITURA
error: ARQUIVO NÃO AUTORIZADO PARA IMPRESSÃO E CÓPIA