Publicidade
Leceres

Turismo de destinos encerrou 1º dia do Encontro da Hotelaria Mineira

O Dia e horário dessa postagem está no final, assim como nome do autor. O tempo estimado de leitura é de 3 minutos

Representantes do Sistema S mostraram soluções para o turismo no encerramento do 1º dia do Encontro da Hotelaria Mineira

Direto de Pouso Alegre (MG) – Para encerrar o primeiro dia de conteúdo do 21º Encontro da Hotelaria Mineira, realizado no Marques Plaza Hotel, seu idealizador Marcos Valério, convidou Milena Soares, Analista de turismo da Fecomércio Minas (como mediadora); Juliana Figueiredo, Coordenadora de Turismo no desenvolvimento de produtos e roteiros turísticos regionais, nacionais e internacionais do Sesc; Kleverthon Silva, Coordenador de Alimentos e Bebidas e professor da disciplina  de Bebidas da Faculdade de Gastronomia no Senac, em Minas Gerais; que subiram ao palco para discutir o tema “Inovação para competitividade de destinos e experiências turísticas no Sistema S de Comércio.

Publicidade
Faitec

 

Turismo de destinos encerrou 1º dia do Encontro da Hotelaria Mineira

Kleverthon Silva, do Senac Minas Gerais

Kleverthon iniciou o bate-papo apresentando um projeto que visa ressignificar estrategicamente a Pousada Escola Tiradentes como uma unidade ativa entre o trade do turismo e a gastronomia. “Juntamos um time com todas as pessoas do Senac que estão constantemente discutindo com o mercado, para um processo de renovação do turismo e da gastronomia no Estado de Minas Gerais. Assim, nasceu o Hub S, que é um Hub de inovação em gastronomia e turismo, um espaço de troca, de parcerias que trará muito valor aos dois segmentos. O Hub S visa o desenvolvimento social e econômico em Minas por meio de suporte, capital humano, experimentação, entre outros pilares”.

Turismo de destinos encerrou 1º dia do Encontro da Hotelaria Mineira

Juliana Figueiredo, do Sesc Minas Gerais

Já Juliana falou sobre a atuação do Sesc no desenvolvimento de produtos turísticos. “Temos como objetivo, ressignificar os olhares sobre o turismo nas cidades de Minas Gerais. Temos cerca de 80 grupos no Estado, mais de oito mil clientes e cerca de 200 viagens/ano. Em Minas temos mais de vinte pontos de vendas, movimentando a distribuição de pacotes. Não tem como pensarmos em competitividade sem parceria, precisamos nos posicionar como atração, que motiva as pessoas a saírem de suas casas.

Se eu tenho um atrativo, como o Hub S, sem contexto trabalhado juntamente e sem conexões, eu não consigo atrair turistas. Sem isso, não teríamos banheiros, quartos para pernoites, pontos gastronômicos, entre outros. Hoje o consumidor não faz escolhas aleatórias, hoje o viajante quer conexão e voltar para a sua casa com algo mais. Isso é o que nos torna diferentes. Para inovar como destino, temos trabalhado com fios condutores. O turismo se pensa de forma geográfica e hoje para trazer inovação, temos de ter experiência, um fio condutor, como em um destino onde se produz café. Nesse caso usa-se a cultura do café como esse fio condutor e engaja-se nesse processo todos os atores do turismo daquela região (hotéis, pousadas, restaurantes, entre outros)”.

Publicidade
Clima ao Vivo

Kleverthon explicou ainda que o Hub tem a finalidade de conectar, por meio de ações que devem gerar valor aos segmentos de gastronomia e hotelaria. “Nenhum destino é perfeito mas Tiradentes é um caso único como força e destino turístico e por meio do que Tiradentes tem de melhor, as pessoas participam de experiências que podem servir como pontos de melhoria que podem ser replicados em outras cidades. Uma cidade turística por exemplo, precisa de um posto de gasolina, uma farmácia e esse olhar passa por toda a estrutura do destino. Outro exemplo é um programa de aceleração de start-ups, a fim de trazer vantagens para aquelas soluções que são criadas para os segmentos de gastronomia e hotelaria. Teremos esse ambiente para empresas fazerem formações e colocarem em prática a inovação”.

Publicidade
Soluções 1

Juliana acrescentou a importância da criação de eventos. “Temos exemplos de destinos que se desenvolveram com a criação de um evento, algo regional e que tem a ver com a característica do destino, como Tiradentes e Gramado. Não é fácil, mas o Sesc está a disposição para discutir como operar e concretizar tudo isso”.

Turismo de destinos encerrou 1º dia do Encontro da Hotelaria Mineira

Milena Soares, da Fecomércio Minas Gerais

A Revista Hotéis é Mídia Oficial do Encontro da Hotelaria Mineira e hospedou-se no Hotel Ferraz

Publicidade
Harus 1

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *


CAPTCHA Image
Reload Image

CLICK AQUI PARA ESCOLHER O IDIOMA DA LEITURA
error: ARQUIVO NÃO AUTORIZADO PARA IMPRESSÃO E CÓPIA