Publicidade
Trofeu fornecedor

Rede Selina estima captar US$ 350 bilhões ao ano por meio de fusão

O Dia e horário dessa postagem está no final, assim como nome do autor. O tempo estimado de leitura é de 2 minutos

A rede hoteleira Selina e a BOA Acquisition Corp. – empresa de aquisição para fins especiais de capital aberto, firmaram um contrato definitivo de combinação de negócios que torna a Selina uma empresa de capital aberto. A transação avalia a empresa proforma em um valor patrimonial de aproximadamente US$ 1,2 bilhão e deverá ser concluída no primeiro semestre de 2022. A empresa combinada operará como Selina Hospitality plc e suas ações ordinárias serão listadas na Bolsa de Valores de Nova York sob o símbolo “SLNA”.

Publicidade
Onity

Lançada em 2015 pelos cofundadores Rafael Museri, CEO, e Daniel Rudasevski, Chefe de Expansão, Selina possui uma rede de 134 propriedades pelo mundo. Desde a sua criação, Selina tem aumenrado seu alcance geográfico usando tecnologia  para identificar hotéis de baixo desempenho e transformá-los em centros culturais e apresentar uma programação inspirada em experiências locais. As propriedades de Selina oferecem acomodações para o trabalhador remoto e nômade digital, proporcionando uma experiência abrangente que deverá continuar a impulsionar a demanda pelas ofertas de Selina, uma vez que 73% dos empregadores devem manter recursos de trabalho remoto até 2028.

A marca Selina foi desenvolvida especificamente para os viajantes da geração Y (millenials) e da geração Z – um grupo que gasta aproximadamente US$ 350 bilhões por ano em viagens, de acordo com estimativas próprias. A rede utiliza um modelo operacional “asset light” baseado na parceria com proprietários de imóveis, que em média pagam 90% do custo para transformar suas propriedades em hotéis com a marca Selina.

Publicidade
Harus 1

Selina garantiu US$ 350 milhões de capital comprometido de parceiros para expandir sua oferta em 12 localidades, o que deve adicionar aproximadamente 40.000 novos leitos à rede até 2025. Além de sua oferta pré-paga, também introduziu um serviço de assinatura inovador – Nomad Passport – que permite aos hóspedes ficarem em qualquer local de Selina pelo tempo que desejarem, com todas as comodidades, incluindo acomodação, co-working, atividades de bem-estar e eventos com curadoria local.  Selina espera ter EBITDA (sigla em inglês para lucro antes de juros, impostos, depreciação e amortização) positivo no primeiro trimestre de 2023 e gerar aproximadamente US$ 1,2 bilhão em receitas até 2025, impulsionado por novas inaugurações, melhorias operacionais e maturação de seu portfólio.

Publicidade
Anuncie conosco

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *


CAPTCHA Image
Reload Image

CLICK AQUI PARA ESCOLHER O IDIOMA DA LEITURA
error: ARQUIVO NÃO AUTORIZADO PARA IMPRESSÃO E CÓPIA