HOME Matérias Prodetur+Turismo ultrapassa os R$ 5 bilhões em projetos

Prodetur+Turismo ultrapassa os R$ 5 bilhões em projetos

33
0
SHARE
O Ministro do Turismo Marcelo Álvaro Antônio - Foto: Gustavo Messina

Ontem, dia 17 de janeiro, o ministro do Turismo, Marcelo Álvaro Antônio, entregou ao prefeito de Muriaé (MG), Ioannis Konstantinos Grammatikopoulos, o Selo Oficial +Turismo para projeto de infraestrutura turística do município. O documento garante prioridade na análise e tramitação da proposta de financiamento junto ao BNDES. A obra, orçada em R$ 14 milhões, prevê complementos de pavimentação na estrada de acesso do distrito de Itamuri ao distrito de Belisário, na serra de Muriaé.

O Prodetur + Turismo, lançado há menos de um ano pelo MTur, já recebeu um total de 126 propostas, que somam mais de R$ 5 bilhões para obras de infraestrutura turística, saneamento, montagem de observatórios de turismo, divulgação de destinos e produtos, entre outras.

O Prodetur + Turismo é uma linha de crédito com condições especiais, criada sob demanda para o Ministério do Turismo. Até o momento, os recursos disponíveis são do BNDES (R$ 5 bilhões) e do Banco de Desenvolvimento da América Latina – CAF (US$ 1 bilhão). “O interesse de estados, municípios e da iniciativa privada pelo Prodetur mostra o tamanho do potencial que ainda temos para desenvolver o turismo brasileiro. Esses recursos são fundamentais para melhorarmos o nosso posicionamento num mercado cada vez mais disputado”, comentou o ministro do Turismo, Marcelo Álvaro Antônio.

Para o prefeito Grammatikopoulos, “esse tipo de ação vai exatamente na linha do compromisso de campanha do presidente Jair Bolsonaro – quando ele falava em Mais Brasil, menos Brasília. Nós dos municípios estamos longe da capital e precisamos de ajuda para acessar os recursos do governo federal”. O gestor público estava acompanhado de comitiva técnica e do vereador Carlos Antônio.

A obra do município de Muriaé contemplada com o selo +Turismo prevê a pavimentação de 14 quilômetros com trechos de inclinação acentuada que, por não ter asfalto, dificulta a passagem de automóveis, ônibus turísticos e escolares. O local possui, além do Pico do Itajuru, atrativos turísticos como cachoeiras, mirante, roteiros que abrangem fazendas, piscicultura, apicultura e atrativos de turismo de base comunitária, que proporcionam aos turistas a vivência da rotina das comunidades da área rural.