Publicidade
Retomada do turismo

Novo decreto aumenta a taxa de ocupação em hotéis de Monte Verde (MG)

Os estabelecimentos de hospedagem em Monte Verde (MG) poderão funcionar com restrição de 60%

A partir desta quinta-feira (30), os mais de 150 estabelecimentos de hospedagens do distrito de Monte Verde (MG) poderão operar com, no máximo, 60% da sua capacidade. A ampliação, até então em 40%, foi estabelecida em novo decreto da Prefeitura de Camanducaia (nº 145/2020), publicado na última sexta-feira (24), que traz, ainda, outras novidades nas regras de reabertura do turismo da vila: a entrada de famílias na Pedra Redonda e o aumento no número de pessoas nos comércios.

Publicidade
RAP Engenharia

Com relação aos serviços e atrativos turísticos que precisam de carros, o novo decreto estabelece que os veículos deverão transportar, no máximo, três pessoas, incluindo o guia/motorista, exceto nos casos de casais acompanhados de filhos, quando será permitida a ocupação máxima do veículo. Já na Trilha da Pedra Redonda, o novo texto permite a entrada de famílias. Na regra anterior, o acesso estava restrito a apenas duas pessoas. A entrada de famílias no passeio na Trilha da Pedra Redonda, porém, só será permitida com a contratação de agências de passeio.

Além disso, o decreto aumenta também o número de pessoas nos comércios: estabelecimentos comerciais acima de 150 m² poderão funcionar com, no máximo, dez clientes por vez (antes, o limite era de seis clientes), sempre obedecendo o distanciamento interpessoal de, no mínimo, 2 metros.

Mirante localizado na Trilha da Pedra Redonda, em Monte Verde, distrito da cidade mineira de Camanducaia (Foto: Divulgação)

Hospedagem

Apesar do aumento da taxa de ocupação nos hotéis e pousadas, as áreas de lazer, como piscinas, saunas, quadras esportivas e playground deverão permanecer fechadas.  Já nas atividades com até duas pessoas, como por exemplo quadra esportiva para tênis, estão permitidas. Aos finais de semana e feriados, apenas turistas com reservas antecipadas podem ter acesso ao distrito.

Publicidade
Continuum

Rebecca Wagner, Presidente da MOVE – Agência do Desenvolvimento de Monte Verde e Região, criada neste ano para promover o desenvolvimento econômico sustentável de Monte Verde.“Nossa prioridade é fazer a retomada de maneira consciente e responsável, seguindo absolutamente todos os protocolos sanitários”, disse.

De acordo com o decreto municipal 0119/2020, publicado no dia 29 de maio, desde o dia 1º de junho, também com restrições, as atividades de outros segmentos também voltaram a funcionar, como bares, restaurantes, lojas, academias e salões de beleza. Monte Verde abriga, de acordo com a Prefeitura de Camanducaia, mais de 50 restaurantes, bares e similares. No ano passado, mais de 500 mil turistas passaram pelo distrito, sendo 60% na alta temporada (entre maio e agosto), segundo dados da Prefeitura de Camanducaia.

Leia mais:

Ministro do Turismo, Marcelo Álvaro Antônio, visitou Monte Verde (MG)

MOVE e Sebrae firmam parceria para aumentar a competitividade do turismo em Monte Verde (MG)

Monte Verde (MG) ganha Guest House para temporada de julho

Publicidade
Totaline

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *


CAPTCHA Image
Reload Image