Publicidade
Escola de resultados

MOVE completa um ano de atuação durante a maior crise sanitária do País

O Dia e horário dessa postagem está no final, assim como nome do autor. O tempo estimado de leitura é de 3 minutos

Em um ano de existência, a MOVE (Agência de Desenvolvimento de Monte Verde e Região) já representa 140 associados, que empregam mais de mil pessoas e, juntos, faturam cerca de R$ 70 milhões por ano. Criada em março de 2020, a associação cresceu em meio à maior crise econômico-sanitária do País, tomando medidas fundamentais para a saúde dos trabalhadores, moradores e visitantes do distrito de Camanducaia (MG), bem como para garantir o equilíbrio da economia local.

Publicidade
APP da Revista Hoteis

De acordo com a Presidente da agência, Rebecca Wagner, a MOVE começou com 46 associados, número que aumentou 204,34% em 12 meses. São proprietários de hotéis e pousadas, bares e restaurantes, agências de passeios e receptivos turísticos, comércio e serviços. “A agência surgiu da necessidade de fortalecer e dar voz ao empresariado do distrito. Após uma reunião para a realização do Natal de 2019, ficou constatado que Monte Verde precisava de lideranças ativas e confiáveis que pudessem, de forma organizada, reivindicar, apoiar e promover ações para seu desenvolvimento sustentável”, afirma.

Publicidade
LG Eletronics – Meio

Para 2021, as prioridades da agência são: manter Monte Verde como destino seguro e aconchegante; promover eventos para estimular o turismo e mitigar o prejuízo com os fechamentos do comércio; diminuir os períodos de baixa temporada; manter parcerias para melhoria do destino; gerar material de divulgação para se manter na mídia nacional; e oferecer cursos profissionalizantes e de aperfeiçoamento para gestores e colaboradores.

MOVE completa um ano de atuação durante a maior crise sanitária do País

A MOVE é uma Agência de Desenvolvimento de Monte Verde e Região (Foto: divulgação)

Mitigação de prejuízos

Em 2020, Monte Verde sentiu o impacto do lockdown em pleno inverno, período de alta temporada do turismo no distrito. Para mitigar o prejuízo, a MOVE realizou a maior celebração natalina da sua história com o “Natal Cultural nas Montanhas – Uma história em Bauer”, que, em 45 dias, levou cerca de 270 mil visitantes à vila. O número é 50% maior do que o registrado em 2019.

Publicidade
Tramontina

Para atrair mais turistas, a MOVE passou a divulgar medidas de proteção e orientações sobre os protocolos de higiene adotados no município – tanto que foi considerada pelo Ministério do Turismo exemplo nacional de retomada segura durante a pandemia. Além disso, lançou campanhas em parceira com a Prefeitura de Camanducaia para engajar os estabelecimentos a cumprirem as orientações e para incrementar o turismo em outras estações do ano; realizou parceria com o Sebrae a fim de oferecer capacitação para empresas de turismo e associados; e ofereceu descontos para o Carnaval de 2021.

Com a recente implantação da onda roxa em todo o Estado de Minas Gerais, anunciada no dia 17 de março, até o dia 4 de abril, a estimativa é que o fechamento do comércio cause um prejuízo de cerca de R$ 15 milhões a Monte Verde. Para minimizar as perdas, que se acumulam desde o ano passado, a MOVE desenvolveu um pacote de ações que auxiliam na sobrevivência dos negócios locais. “Todas as nossas ações são respaldadas nas orientações das autoridades de saúde, não só para garantir a economia de Monte Verde, mas para mantermos nossos funcionários, moradores e visitantes seguros. Estamos a todo o tempo acompanhando os acontecimentos e pensando em alternativas para mitigar os danos, tanto quanto for possível”, afirma a Presidente da MOVE.

A agência planejou, ainda, um evento especial com dois meses de duração para estimular a busca de visitantes por Monte Verde. Com início em 11 de junho e encerramento em 14 de agosto, a vila receberá um misto dos eventos “Amor nas Montanhas”, “Inverno nas Montanhas” e “Festival Gastronômico”. O projeto passa por elaboração final e será realizado com recursos da Lei de Incentivo ao Turismo.

Outras ações

Em julho de 2020, a associação assumiu a responsabilidade de organizar, gerenciar e manter a Pedra Redonda, uma das principais trilhas ao ar livre conhecidas no distrito. Com isso, o acesso passou a ser permitido com restrição de número de pessoas e apenas para visitantes acompanhados por guias de agências credenciadas pela MOVE. A mudança ocorreu devido ao fim da parceria entre os proprietários da área e a Prefeitura de Camanducaia.

Além disso, por iniciativa da associação, Monte Verde terá, pela primeira vez, um estudo específico para compor a elaboração do Plano Diretor de Camanducaia. A agência contratou uma empresa de consultoria para levantar necessidades, visões e estratégias econômicas, sociais, ambientais, urbanísticas e institucionais para que, por meio delas, sejam definidos os programas e projetos a serem implantados na vila nas próximas duas décadas. A expectativa é que o estudo seja finalizado até meados de junho e, o Plano Diretor, até o final deste ano.

Publicidade
Harus 1

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *


CAPTCHA Image
Reload Image
CLICK AQUI PARA ESCOLHER O IDIOMA DA LEITURA
error: ARQUIVO NÃO AUTORIZADO PARA IMPRESSÃO E CÓPIA