Publicidade
LG Eletronics

Empresas de turismo e eventos terão redução e isenção de impostos em Santos

O Dia e horário dessa postagem está no final, assim como nome do autor. O tempo estimado de leitura é de 2 minutos

As empresas ligadas aos setores de turismo e eventos, com sede em Santos, devem ser contempladas com redução e isenção de impostos, conforme projeto de lei enviado pelo Prefeito Rogério Santos à Câmara Municipal de Santos, na última quarta-feira (31). O pedido partiu do Santos Convention & Viistors Bureau, em tratativas da Presidente da entidade em Santos, Vanessa Lombardi, junto a Secretária de Empreendedorismo, Economia Criativa e Turismo da cidade, Selley Storino.

Publicidade
Dam Roupas

O Plano Diretor de Metas (PDM), elaborado pela prefeitura também irá contemplar empresas destes dois segmentos, altamente impactados pelos efeitos da pandemia. O projeto visa isentar e remir tributos municipais para empresas e profissionais autônomos com CNAE (Classificação Nacional de Atividades Econômicas) e CBO (Classificação Brasileira de Ocupações) ligados a diversos setores. “Protocolamos um ofício junto à Seectur solicitando, como forma de amenizar o impacto financeiro das empresas dos setores de turismo e eventos, a inclusão dessas atividades econômicas no PDM”, explicou Vanessa Lombardi.

Publicidade
APP da Revista Hoteis

O projeto, que ainda precisa ser aprovado na Câmara, pretende perdoar aqueles contribuintes que ainda não conseguiram pagar os tributos referentes ao exercício de 2021, além de isentá-los das parcelas do ano que ainda vão vencer.

Remissão e Isenção de tributos

O benefício vale para a isenção de quatro tipos de tributos municipais: Imposto Sobre Serviço Fixo; Taxa de Licença; Taxa de Publicidade e Taxa de Licença de Ambulantes em Santos.

Empresas de turismo e eventos terão redução e isenção de impostos em Santos

O benefício vale para a isenção de quatro tipos de tributos municipais: Imposto Sobre Serviço Fixo; Taxa de Licença; Taxa de Publicidade e Taxa de Licença de Ambulantes (Foto: geralt/ Pixabay)

Devem ter suas dividas perdoadas, profissionais e empresas que não tiveram condições de arcar com as taxas já vencidas deste ano, como agências de viagens, produtores artísticos, produtores de eventos esportivos, casas de festas e eventos, bares, restaurantes, lanchonetes, cinemas, ambulantes, taxistas, motoristas de transporte escolar, entre outros.

Publicidade
Harus

Segundo o projeto, para ter acesso aos benefícios, o contribuinte deve ter, obrigatoriamente, cumprido com todos os protocolos estabelecidos por decretos municipais para a contenção da pandemia do novo coronavírus, sem jamais ter recebido sanção da fiscalização por descumprimento de regras. “Contamos com o entendimento positivo e a aprovação da Câmara Municipal, e estamos certos, cada vez mais, de que a união e o associativismo fortalecem e validam as reivindicações. Nossa iniciativa sempre têm o intuito de beneficiar os associados do Bureau, mas neste caso específico se estenderá a todo um setor”, comemora Vanessa.

Publicidade
RAP Engenharia

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *


CAPTCHA Image
Reload Image
CLICK AQUI PARA ESCOLHER O IDIOMA DA LEITURA
error: ARQUIVO NÃO AUTORIZADO PARA IMPRESSÃO E CÓPIA