RIOgaleão divulga balanço pós-jogos Olímpicos e Paralímpicos

RIOgaleão divulga balanço pós-jogos Olímpicos e Paralímpicos

Quantidade de turistas superou as expectativas do aeroporto

28
0
SHARE
Olimpíadas 2016 aconteceram no Rio de Janeiro durante 5 a 21 de agosto - Imagem: Divulgação

Aeroporto Internacional Tom Jobim (RJ) divulgou seu balanço pós-Olimpíadas/Paralimpíadas. A previsão inicial era de que 1,5 milhão de passageiros chegassem à cidade pelo RIOgaleão, mas o número superou as expectativas. Ao todo, entre o período olímpico e paralímpico, estima-se a passagem de 2,5 milhões de viajantes. Desses, cerca de 61.200 eram integrantes da família olímpica e 20.400 da paraolímpica. O aeroporto contou com um investimento de R$ 2 bilhões em obras de modernização e os novos serviços.

Saga System´s

De acordo com a concessionária, um dos grandes acertos operacionais que proporcionou uma maior fluidez dos passageiros pelos terminais nos dias de maior movimento foi o check-in remoto na Vila dos Atletas. Foi montado um mini-aeroporto na vila com 75 estações de check-in. Nos dias de pico (20 a 22/08, durante as Olimpíadas, e 18 a 20/09 nas Paralimpíadas), as delegações puderam o check-in, despachar as bagagens e emitir os bilhetes de embarque com antecedência. Ao chegar ao aeroporto, atletas e comissões iam direto para o raio-x no embarque e as quase 20 mil bagagens, transportadas por 128 caminhões da Vila para o aeroporto, eram acondicionadas nos aviões. No total, o RIOgaleão recebeu 234.230 bagagens das famílias olímpica e paraolímpica no período dos Jogos.

Durante as Paralimpíadas, o principal desafio segundo a concessionária foi a quantidade de pessoas com deficiência e cadeiras de rodas que passaram pelo aeroporto. O número de pessoas em cadeiras de rodas que circularam pelos terminais chegou a 3.335, o que ultrapassou em 66% a previsão inicial de 2 mil viajantes. Somente no dia 19 de setembro, um dia após o fim dos Jogos Paralímpicos, foram mais de 1.000 pessoas, enquanto em um dia normal, esse número é de aproximadamente 85 pessoas em cadeiras de rodas. Para os jogos, foram investidos R$ 5,5 milhões no projeto de acessibilidade do aeroporto.

Kaba do Brasil
SHARE

SEM COMENTÁRIOS

DEIXE UMA RESPOSTA


CAPTCHA Image
Reload Image