HOME Matérias Aconteceu Qualidade em Construções e Reformas é tema de painel no Fórum em...

Qualidade em Construções e Reformas é tema de painel no Fórum em Compras AccorHotels

69
0
SHARE
Luciano Vieira, Gerente de compras da AccorHotels foi o moderador deste painel

Moderado por Luciano Vieira, Gerente de Compras no grupo AccorHotels, o tema “Construções, Reformas e Qualidade” foi debatido por Paulo Caputo, proprietário da operadora Atrio Hotéis; Carlos Bernardo, F&B, Conversions and Openings Manager do grupo e Zilca Saldanha, Gerente de Projetos em Design & Technical Services no Fórum de Formação em Compras da AccorHotels.

Para Carlos Bernardo, existem no Brasil uma série de empresas que fornecem produtos de alta qualidade. Em se tratando de equipamentos mais pesados, a rede ainda depende de produtos importados, americanos e chineses, que são mais duradouros e eficientes. “Esta é uma deficiência que ainda temos nos produtos nacionais, mas que podem ser aprimorados para que durem mais”.

Já Zilca Saldanha destaca que o sistema de ar condicionado é um dos grandes vilões do processo de implantação, representando 20% do custo de toda a obra e tem consumo por volta de 60% da energia total. Outro vilão é o sistema de reuso de água, pois muitas vezes, ele não funciona 100%.  “Por isso precisamos de vocês, fornecedores, para encontrar um sistema que facilite nosso trabalho e também contribua para o meio ambiente.

Para Caputo, é preciso tomar cuidado para se investir em determinados mercados, considerando seu tamanho e capacidade. Segundo ele, a expectativa para o próximo ano é positiva, pois os investidores devem voltar a investir. A Atrio Hotéis tem 28 empreendimentos administrados pela rede francesa. “Tudo para nós gira em torno de produtividade. Se o fornecedor tem um produto de qualidade, ele precisa mostrar por que eu preciso pagar um pouco a mais para ter retorno”, disse.

Caputo destacou ainda a necessidade de investir em TI, pois esta é uma das chaves para aumentar a produtividade e serviços nos hotéis. Além disso, ele menciona a utilização de processados na cozinha para otimizar os serviços. “Precisamos entender o que realmente precisamos para investir de forma correta, melhorando assim a comunicação entre o setor de compras compartilhadas e fornecedores”.

Bernardo afirma que o preço não é o único quesito a ser analisado. “É importante ter qualidade e a comunicação é essencial. E às vezes, o retorno não é rápido por parte dos fornecedores. Estamos em um ramo que os investidores querem resultados rapidamente e todos os envolvidos precisam estar nesta mesma sintonia”.

Da esquerda a direita da foto, Paulo Roberto Caputto, Carlos Bernardo e Zilca Saldanha
SHARE

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here


CAPTCHA Image
Reload Image