HOME Matérias Belo Horizonte sediará a sexta edição do Festival do Japão

Belo Horizonte sediará a sexta edição do Festival do Japão

87
0
SHARE
A culinária japonesa estará bem representada neste Festival - Foto - Divulgação

O evento conta com uma programação bem variada para divulgar a cultura japonesa e aumentar o intercâmbio social, cultural e econômico entre esses dois países

O evento acontece nos próximos dias 17 a 19 de fevereiro no Expominas, na capital mineira e tem como objetivo a divulgação da cultura japonesa, o intercâmbio social, cultural e econômico entre esses dois países. Serão três dias de programação, com diversas novidades para o público. A diversidade da culinária japonesa – Washoku, tombada pela Unesco como patrimônio imaterial da humanidade em 2013, estará representada no Festival, por meio de várias atividades. O evento contará com workshops de Shin Koike, Embaixador da Difusão da Culinária Japonesa para o exterior, nomeado pelo Governo do Japão para promover a cultura washoku e difundir os preceitos da boa culinária japonesa.

Celso Amano, grande vencedor do World Sushi Cup 2016, realizado no Japão, também estará no Festival. Já Atomu Komono, designado como chef pelo Ministerio das Relações Exteriores do Japão para atuar no Consulado Geral do Japão no Rio de Janeiro, vai ministrar a oficina de Chirashizushi, outra modalidade de sushi. Nessa área, será ministrada palestra com degustação de Saque, pela sommelier Yasumin Yonashiro, que possui o certificado de Kikisake-shi (sommelier de sake) pela instituição japonesa Sake Service Institute. Haverá também a exposição de réplicas de pratos típicos originais, que chegam a enganar os olhos de tão perfeitos e apetitosos.

O grupo Hikari Daiko será uma das atrações do Festival do Japão - Foto - Daniel Akira Hirozawa
O grupo Hikari Daiko será uma das atrações do Festival do Japão – Foto – Daniel Akira Hirozawa

Grandes atrações

Neste ano os espaços estão mais interativos, para proporcionar aos visitantes uma experiência mais próxima da cultura. Podemos destacar o espaço do Tanabata Matsuri ou Festival das Estrelas, conhecido pelos pedidos escritos em tiras de papel, a área do Undokai, uma gincana poliesportiva com atividades para toda a família, e o Kyudo, o de arco e flecha que também estará disponível para experimentação.

As atrações de palco vão contar com dois diferentes estilos de Taiko (tambores japoneses), representados pelos grupos Hikari Daiko, bicampeão nacional, e Ryukyu Koku Matsuri Daiko, condecorado com o Diploma de Honra ao Mérito do Ministério das Relações Exteriores do Japão. Haverá também o Grupo de Dança com Espadas, vindo de São Paulo e as apresentações de performances esportivas de Judô, Aikidô e Karatê, este contando com atletas vindos diretamente do Japão.

Já tradicionais no evento, permanecem na programação a Casa do Chá com a cerimônia completa e experimentação do Matcha (chá verde em pó), a Exposição dos arranjos florais Ikebana e as oficinas. Com inscrições gratuitas, o público poderá experimentar as práticas de Oshiê, composição de figuras com papéis e tecidos com a artista Alice Saguti, Origami, dobra em papel com a artista Kennya Luz, de Mangá com o quadrinista Ricardo Tokumoto, de Ikebana por Lina Kawamura e de Pipamodelismo, com o engenheiro de pipas Ken Yamazato.

O Festival do Japão em Minas é uma realização da Associação de Cooperação em Ciência e Tecnologia Brasil-Japão e do Escritório do Cônsul Geral Honorário do Japão em Belo Horizonte, sendo o último responsável por toda a organização do evento. O Festival conta com apresentação da CBMM e patrocínio da Usiminas, VSB, Cenibra, Vale, SESI-FIEMG, e Cemig/Governo de Minas, por meio das Leis Federal e Estadual de Minas Gerais de Incentivo à Cultura.

Dando continuidade às edições anteriores, o evento conta em sua programação com dois encontros técnicos, o 8º Seminário Internacional de Policiamento Comunitário/Sistema KOBAN e o 4º Encontro Internacional Brasil Japão. O evento conta com apresentação da CBMM e patrocínio da Usiminas, VSB, Cenibra, Vale, SESI-FIEMG, e Cemig/Governo de Minas, por meio das Leis Federal e Estadual de Incentivo à Cultura.

SHARE

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here


CAPTCHA Image
Reload Image