Publicidade
Coronavirus

Pratagy Acqua Park, em Maceió, será inaugurado em julho

O Pratagy Beach All Inclusive Resort – Wyndham, localizado em Maceió, inaugura no próximo dia 1º de julho uma super atração. Trata-se do Pratagy Acqua Park, um parque aquático com o tema do fundo do mar orçado em R$ 35 milhões e 15 mil m2 de área construída. Será aberto a hóspedes e ao público em geral, de todas as idades, após dois anos de obras com a assinatura do consagrado arquiteto alagoano Lúcio Moura. O projeto foi exibido ontem a operadores de turismo e jornalistas em um evento no Lar Mar, na Zona Oeste de São Paulo.

Publicidade
Harus

Segundo o Diretor Geral do Grupo Pratagy, Bernardo Malta de Amorim, “o projeto do Pratagy Acqua Park é a concretização do sonho do meu pai, lá na década de 1980, e uma atração icônica que vem selar a nossa administração própria após arrendarmos o resort a outra empresa de 1997 a 2014”. O investimento é próprio, frisa Amorim.

O Diretor Geral do Grupo Pratagy, Bernardo Malta de Amorim, a Gerente de Vendas e Marketing do Pratagy Beach All Inclusive Resort – Wyndham, Mariana Mello, e o Gerente Geral do estabelecimento, Thales Athalimar, no evento em São Paulo (foto Claudio Schapochnik)

Ainda de acordo com o executivo, com o Pratagy Acqua Park em operação, “o Pratagy Beach All Inclusive Resort será um destino completo e, ao mesmo tempo, vai alavancar muito a ocupação e, sobretudo, a diária média”. Segundo ele, “em 2019 o hotel registrou 80% de taxa média de ocupação e incrementou a diária média”.

Publicidade
RAP Engenharia

Infraestrutura do Pratagy Acqua Park
O parque aquático do Pratagy Beach, assegura Amorim, “será o mais bonito por m2 do Brasil” e vai oferecer um brinquedo interativo de toboáguas com 16 atrações – importado do México –, um rio lento com 300 metros de extensão e uma piscina com 1,10 m de profundidade e 300 m2. “Vamos abri-lo em soft opening em abril”, afirma o Diretor do Grupo Pratagy.

O rio lento, que integra o parque aquático

Segundo ele, o Pratagy Acqua Park espera receber mais de 200 mil visitantes ao ano, entre hóspedes e público em geral – incluindo portadores de necessidades especiais e/ou pessoas com mobilidades reduzida. “O limite diário será algo até 700 pessoas, para que todos tenham diversão garantida, conforto e, principalmente, segurança”, destaca Amorim. “O parque foi cuidadosamente projetado para operar de acordo com os padrões estadunidenses de segurança e seguirá à risca as normas impostas pela NBR 15926, que regula o funcionamento dos equipamentos em parques de diversões.”

Parque será para hóspedes e visitantes

Publicidade
Saga System

O parque terá coberta de sinal wi-fi e, como não será permitida a entrada de alimentos e bebidas nas dependências do parque, os frequentadores terão muitas opções para comer e beber, como uma lanchonete da marca Bob´s, dois quiosques e um bar molhado, entre outras opções. “Para maior comodidade dos visitantes, as despesas serão pagas por meio de pulseiras com tecnologia NFC, que dispensa o uso de bolsas, carteiras e cartões de débito e crédito durante a permanência no parque”, explica Amorim.

A área vip do parque

O parque oferecerá ainda guarda volumes, loja de suvenires, serviço de locação de toalhas, cinco gazebos vips para locação e serviços diferenciados, banheiros masculino, feminino e familiar, enfermaria e estacionamento privativo para carros e ônibus.

Publicidade
APP da Revista Hoteis

De acordo com o Diretor Geral do Grupo Pratagy, o acesso do hóspede ao parque estará dentro do pacote, de forma escalonada. “Caso o hóspede comprar um pacote de uma semana, terá acesso gratuito a cinco dias”, exemplifica ele. Para o passante, o ingresso deve custar entre de R$ 80 e R$ 160, considerando inteira e meia entrada e combos serão oferecidos para famílias. Crianças com menos de dois anos de idade não vão pagar.

Publicidade
GRI Hotéis

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *


CAPTCHA Image
Reload Image