MercadoÚltimas Notícias

Pesquisa da Oracle Hospitality aponta para futuro tecnológico na hotelaria

Recente estudo da Oracle Hospitality mostra que 95% das pessoas querem viajar nos próximos seis meses, porém a maioria desses viajantes têm buscado meios de hospedagem que oferecem tecnologia para melhor a experiência da jornada. A pesquisa mostra que 73% dos entrevistados preferem usar o próprio smartphone para gerenciar sua experiência no hotel, desde o check-in e check-out, até o pedido de comida e a realização de pagamentos. Esse tipo de pessoa quer diminuir o contato pessoal com funcionários e outros hóspedes. Essa é uma boa notícia para o setor hoteleiro que pretendem introduzir tecnologias para administrar a falta de mão-de-obra sem comprometer os serviços e o engajamento dos clientes.

Publicidade
Ameris

Outro ponto interessante da pesquisa é o fato de que os viajantes têm procurado personalizar cada vez mais suas viagens, desde coisa simples como escolher as acomodações e em qual andar desejam se hospedar, até o uso de Inteligência Artificial para customizar serviços e de elementos do metaverso, como fazer uma visita virtual pela propriedade. Segundo o estudo, 38% das pessoas preferem o autoatendimento digital, assim como já é utilizado em outras áreas da vida cotidiana como no banco, no delivery, em que o próprio consumidor faz suas escolhas de maneira eficiente e assertiva, com uma equipe de apoio disponível apenas por demanda. Já 39% querem solicitar serviços de quarto pelo próprio smartphone e 49% querem realizar o pagamento sem contato com funcionários.

Publicidade
Clima ao Vivo

Entre os hoteleiros o investimento em tecnologia também é um fator de destaque, sendo que 96% dos entrevistados afirmaram que estão investindo em tecnologia, principalmente contactless e 63% apostam que as essas ferramentas serão as mais adotadas pelo setor nos próximos três anos. Além disso 54% dos hotéis pretendem adotar tecnologias que melhore ou elimine a necessidade da experiência de recepção até 2025.

Hotel com comodidade de casa

Os viajantes querem tecnologias que acima de tudo lhes ofereça conforto e conveniência, trazendo o aconchego de casa enquanto viajam como poder acessar seu streaming preferido, 45% disseram que ter dispositivos que se conectam as suas contas pessoais de entretenimento como filmes, séries e jogos é uma prioridade. Além disso 43% gostariam de ter comandos de voz para controlar luzes, temperatura, persianas e 25% gostariam de ter o ambiente com ajuste automático de temperatura e iluminação de acordo com base em ipreferências pré-compartilhadas.

Preços personalizados

Os consumidores também estão interessados em pagar apenas pelo que for usado. Assim o setor da hotelaria já pensa em um modelo em que possa ser oferecido um serviço básico, mas com possibilidades de oferecer experiências extras por um custo adicional, seguindo o modelo adotado pelas companhias aéreas. Entre os hóspedes 87% disseram que preferem reservar um hotel que lhes permita pagar somente as comodidades que forem utilizadas. Porém 54% estão dispostos a pagar mais para escolher a vista do quarto; 38% para escolherem seus quartos; 37% para ter early check-in/late check-out; 33% para uso de serviços de spa, bem-estar ou fitness.

Para a pesquisa foram entrevistados 5.266 consumidores e 633 CEOs de hotéis nos EUA, Reino Unido, Alemanha, França, Austrália, Cingapura, Japão, Brasil e México.

Publicidade
Anuncie conosco

Denise Bertola

Denise Bertola é Repórter da Revista Hotéis

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo
CLICK AQUI PARA ESCOLHER O IDIOMA DA LEITURA
error: ARQUIVO NÃO AUTORIZADO PARA IMPRESSÃO E CÓPIA