Publicidade
Pikolin

Novos hotéis em cidades sedes da Copa preocupa

O Dia e horário dessa postagem está no final, assim como nome do autor. O tempo estimado de leitura é de 8 minutos

Até mesmo a cidade do Rio de Janeiro que possui a maior taxa de ocupação e diária média do País poderá ter excesso de oferta de hotéis em algumas regiões como a Barra da Tijuca, mas a preocupação maior é Belo Horizonte que possui 64 novos projetos 

Um recente estudo realizado pela empresa de consultoria Hotel Invest com o nome de Panorama da Hotelaria Brasileira e complementado com o Placar da Hotelaria, aponta preocupação para os novos investimentos hoteleiros em algumas cidades sedes da Copa do Mundo de 2014. Em algumas capitais, já há o risco de superoferta de hotéis. As unidades que serão entregues até 2014 correm o risco de ficar sem hóspedes depois que as luzes dos estádios se apagarem e os turistas forem embora. Entre os locais mencionados nestes estudos está até mesmo a cidade do Rio de Janeiro que sempre liderou as estatísticas de taxa de ocupação e diária média por ser o portão de entrada do turismo internacional no Brasil. Mas o fato ocorre de forma isolada na região da Barra da Tijuca que deverá ter 3.700 unidades habitacionais nos próximos anos, o que poderá desequilibrar o desempenho nesta região causando queda de ocupação e diária média. Um outro levantamento feito na capital fluminense pela Rio Negócios aponta que após o pacote de incentivos da Prefeitura em 2010 já foram construídos 1.200 unidades habitacionais e a previsão é que chegue até 2016 com uma oferta de 47.788. Grandes redes nacionais e internacionais já estão aportando investimentos, como o Fasano, Allia Hotels, Ramada, Hilton, Hyatt, Vila Galé,  entre outras.

Publicidade
Onity

O Presidente da Associação Brasileira da Indústria de Hotéis do Estado do Rio de Janeiro, Alfredo Lopes não se mostra preocupado com o número de novas unidades habitacionais que deverão entrar em operação nos próximos anos. “Até a Copa do Mundo de Futebol de 2014 mais 6 mil unidades entrarão em operação. Cerca de 5 mil novos quartos já estão em processo de construção e outros 5 mil já estão licenciados pela Prefeitura e até as Olimpíadas de 2016 podemos chegar a 20 mil novos quartos. São hotéis de grande porte, com grande número de acomodações, então certamente o aumento da oferta irá regular os preços”, avalia Lopes.

Novos hotéis em cidades sedes da Copa preocupa

Alfredo Lopes, Presidente da ABIH/RJ (Foto: Divulgação)

Cenário desfavorável em Salvador

Para a cidade de Salvador estes estudos da Hotel Invest aponta um cenário muito desfavorável nos próximos anos motivado pelo aumento excessivo da oferta. O ritmo de novos investimentos deverá continuar a ocorrer e pela previsão existem mais 1.600 novas unidades hoteleiras para entrar em operação. A ABIH/BA —  Associação Brasileira da Indústria de Hotéis do estado da Bahia divulgou recentemente o balanço do desempenho da hotelaria em Salvador do mês da abril, o qual registrou uma taxa média de ocupação de 52,43% e diária média de R$188,49, resultando no Revpar (indicador ponderado da diária e ocupação) de R$98,72. Em comparação com outras capitais, observa-se que a taxa de ocupação de Salvador foi pelo segundo mês consecutivo, a mais baixa dentre as capitais pesquisadas. Isto pode ser um bom termômetro do que poderá acontecer nos próximos anos com a entrada destes novos hotéis.

Publicidade
SPCVB

Porto Alegre também é uma capital que os novos investimentos na hotelaria inspira uma análise mais minuciosa e muito cuidado. O Presidente do Sindicato dos Hotéis de Porto Alegre, Daniel Antoniolli aponta que até o próximo ano a capital gaúcha deverá receber 1.590 novas unidades habitacionais. “Não há dúvida que esta nova demanda hoteleira provocará uma queda da taxa de ocupação, juntamente com a queda da diária média. Infelizmente é uma lei irrevogável já que o mercado hoteleiro atual é bastante pulverizado e competitivo. Cerca de 80%  destes empreendimentos é feito através de condo-hotéis, um modelo financeiro que protege de risco as construtoras e as administradoras de redes hoteleiras, enquanto os quartos são pagos por investidores que ficam com todo o risco da operação. As construtoras e redes hoteleiras que administram hotéis foram perspicazes e aproveitaram a Copa de 2014, que gerou expectativa em um grande grupo de pequenos investidores, que não têm a informação de mercado que os investidores mais sofisticados” alega Antoniolli.

Segundo ele, os grandes empresários se aproveitaram desta empolgação para lançar estes empreendimentos  numa ação considerada oportunista. “Os novos hotéis atendem perfeitamente aos interesses: a construtora constrói e vende, e a administradora ocupa o espaço, sem investir dinheiro, só entrando com a marca. Na lógica do dirigente, o que deve acontecer é que os empreendedores ocuparão espaço e depois ganharão fatias de mercado. Não existem milagres, tudo indica que os investidores terão que aguardar alguns anos para obterem os resultados que lhes foram acenados e igualmente os hotéis independentes terão dificuldades para se manterem lucrativos”, avalia Antoniolli.

Preocupação de Sul a Norte

Se esta preocupação existe no Sul, no Norte também é percebida pelo Presidente da Associação Brasileira da Indústria de Hotéis do Amazonas, Roberto Bulbol. “A hotelaria manauara possui 5.262 unidades habitacionais e 10.824 leitos, mas terá sete hotéis em fase de construção e entrando em operação até 2014. Com isto teremos mais 1.630 uh’s e 3.400 leitos, totalizando uma oferta de 6.892 uh’s e 14.224 leitos. O impacto é a super oferta, já que Manaus não tem demanda para tal. Isso não é bom, pois começa a diminuir a diária média. A hotelaria é uma atividade muito delicada, a baixa ocupação é sentida de imediato e sem retorno; diferente do comércio e da indústria, que possuem diferentes opções de recuperação em suas vendas. Como recuperar diárias baixas com ocupações pequenas?”, se mostra indignado Bulbol. Segundo ele, o Pós Copa do Mundo será um desafio para toda a hotelaria. “Teremos que ser bastante profissionais para mantermos uma boa continuidade de ocupação nesse segmento, visto que o legado deixado pela Copa do Mundo terá que ser estrategicamente bem utilizado”, destaca Bulbol.

Publicidade
Equipotel 2021

 

“Roteiros - Clube da Esquina” é nova proposta de passeios turísticos e culturais em BH

Belo Horizonte é uma das capitais que preocupa (Foto: Pixabay/wandbalbino)

Em Belo Horizonte é onde se registra a maior onda de investimentos em novos hotéis (Vide inventário a seguir) e muito se especula sobre quantos deram entrada na Prefeitura, quantos estão em execução e quantos realmente sairão dos projetos. Uma das fontes mais seguras e confiáveis na análise mercadológica da capital mineira é feito pelo Consultor Maarten Van Sluys. Segundo ele, deram entrada na Prefeitura de Belo Horizonte 64 novos projetos hoteleiros visando os incentivos concedidos através da reescrita Lei de Uso e Ocupação do Solo para Incentivo a construção de hotéis (Lei 9.952 de 2010) e outros segmentos de negócios que estimulassem a infraestrutura local para o advento Copa do Mundo 2014. Em sua previsão mais otimista, Sluys acredita que menos da metade dos projetos hoteleiros que deram entrada na Prefeitura saiam do papel. “Passado o clímax desta desenfreada euforia, hoje percebemos uma clara divisão entre os projetos viáveis e aqueles que nunca poderiam se materializar pelos incentivos da Prefeitura e pela nítida dificuldade em se obter investidores para os projetos duvidosos. O que se viu no mercado foram os maus projetos que atrapalharam as vendas e a captação dos recursos para os excelentes projetos chancelados por construtoras renomadas, em ótimas localizações e parceiras de operadores hoteleiros de envergadura como as redes internacionais. Isto sem dúvida  irá ‘mudar a cara’ da defasada hotelaria de Belo Horizonte. Uma hotelaria notoriamente familiar e sem re-investimentos em infraestrura (salvo raríssimas exceções) e ainda menos quando falamos em investimentos (treinamentos, qualificação e valorização) dos profissionais que neles atuam. O sucateado parque hoteleiro da cidade dará lugar a uma nova oferta mais ágil, eficaz e com hotéis adequados aos novos tempos. A preocupação tem levado alguns hoteleiros a fazer investimentos em seus hotéis (muitos deles apenas maquiagens) para confrontar a nova concorrência. Uma pessoa em viagem busca preço justo x hospedagem eficiente e sem luxos : modernidade, conforto, rapidez, tecnologia embarcada nos hotéis (internet gratuita, notas fiscais enviadas automaticamente via email após o check out etc), segurança e luminosidade adequada nos ambientes”, exemplifica Sluys.

Novos hotéis em cidades sedes da Copa preocupa

Maarten Van Sluys é Consultor Estratégico Senior em Hotelaria (Foto: divulgação)

Oferta desequilibra a demanda

Segundo balanço da Secretaria Municipal Extraordinária da Copa do Mundo, estão previstos 31.240 novos leitos em Belo Horizonte nos próximos anos. Se a demanda continuar nos mesmos 13.440 leitos, sobrarão 17.800. Na pesquisa da Hotel Invest, a oferta de novos hotéis na capital mineira fará com que a taxa de ocupação caia dos níveis atuais, de 69%, para os preocupantes 48%. Por isso, as bandeiras que assumirem os empreendimentos já erguidos pelas incorporadoras poderão ter dificuldade para operar no azul. Isso pode ser uma boa notícia para o consumidor que precisa se hospedar em Belo Horizonte que terá hotéis posicionados de maneira competitiva no mercado. “Com níveis de ocupação próximos de 50%, será difícil para os administradores reajustarem os preços por um período longo, de oito a dez anos. Um empreendimento só consegue cobrar tarifas mais altas se tiver uma taxa de ocupação acima de 65%, patamar que não será atingido em várias capitais brasileiras como Belo Horizonte”, conclui Diogo Canteras, sócio da Hotel Invest.

Publicidade
Engie

 

INVENTÁRIO NOVOS PROJETOS HOTELEIROS : BELO HORIZONTE   (JUNHO 2013)
NomeConstrutoraRegiãoRede HoteleiraÁreaCategoriaAptos
Treinador de BelvedereParanasaBelvedereAccor36m25 estrelas280
Holiday Inn Savassi BhPatrimarSavassiIHG27m24 estrelas216
Lavras 150 HotelMasbSavassiPasseio25 m23 estrelas160
Promenade Hotel & Spa ToscaninimestreSavassiPasseio23m24 estrelas144
Bristol Multy Horizonte BuritisMonteiro MagalhaesBuritisBristol29m24 estrelas195
Golden Tulip Belo HorizonteM.RoscoeCentroBHG36 m24 estrelas414
Golden Flat Cidade JardimCanopusCidade JardimPasseio21,5m24 esrelas323
Novotel BH SavassiParanasaSavassiAccor24m24 estrelas204
Ibis Budget SavassiParanasaSavassiAccor19m23 estrelas240
Ibis BelvedereParanasaBelvedereAccor19m23 estrelas216
San Diego Express PalmaresAmplaPalmaresArco Hotéis18m23 estrelas111
Go Inn Del ReyDirecionalPampulhaAtlantica18m23 estrelas200
Tulip Inn SavassiDirecionalSavassiBHG22 m23 estrelas240
Ibis Styles PampulhaDirecionalPampulhaAccor19m23 estrelas208
Comfort ConfinsCaparaóConfinsAtlantica21 m23 estrelas280
PHV LuxemburgoPHVLuxemburgoSem bandeira28m23 estrelas207
Hotel Santo AgostinhoEssencialSanto AgostinhoSem bandeira27m23 estrelas77
Ibis Styles LourdesEngeclamCentroAccor24m23 estrelas74
San Diego Suites PampulhaBitarãesPampulhaArco Hotéis25 m23 estrelas80
Intercity Express BhCasteloGameleiraIntercity22m23 estrelas286
Comfort PampulhaConcretoPampulhaAtlantica21m23 estrelas176
Bristol (Allia) JaraguáCMRPampulhaAllia Hotéis19m23 estrelas70
Ibis Afonso PenaParanasaSavassiAccor15m22 estrelas300
Ibis Budget Afonso PenaParanasaSavassiAccor15m22 estrelas206
Estádio Bristol (Allia)CMRPampulhaAllia Hotéis29m24 estrelas334
Go Inn PampulhaBrisaPampulhaAtlantica27m23 estrelas375
E.Suites LuxemburgoSoincoLuxemburgoVerde27m24 estrelas154
Hotel Bristol Multy SkallaCrânioPampulhaBristol20m23 estrelas86
Arena Hotel SkallaCrânioPampulhaGCS17m22 estrelas56
Intercity Premium BH RajaEspaçoGutierrezIntercity27m24 estrelas132
Bristol (Allia) Convention HotelSandro PimentaCalafateAllia Hotéis22m23 estrelas126
Ramada LuxemburgoSoincoLuxemburgoVerde23 m23 estrelas90
Apart Hotel Dom GustavoJAPampulhaAuto gestão19m23 estrelas50
Impar Suites ExpominasBase MinasCalafateImpar18m23 estrelas96
Bristol (Allia) Centre HotelAELCentroAllia Hotéis27m24 estrelas200
Ramada Minas CasaLíderPalmaresVerde23m23 estrelas200
Hotel Rua JacuíDharmaNova Florestaem definição26m23 estrelas205
Melia Tryp Cidade NovaEspaçoUniãoMeliá18m23 estrelas151
Hotel Orla da PampulhaGGCBandeirantesSem bandeira17m23 estrelas91
Hotel Av. Amazonassem constr.Prado BarrocaSem bandeira19m23 estrelas42
Parc Etoile Santa LúciaTencoBelvedereSem bandeira36m25 estrelas216
Fasano Belo Horizonte (Ipsemg)não definidoSavassiFasano – JHSF36m25 estrelas130
Centro de Convenções NovoOderbrechtUniãoStarwood24m25 estrelas300
Giulianno LourdesConcretoSavassiAuto gestão35 m24 estrelas105
Ramada Olhos D’aguaVindoBelvedereVerde22m23 estrelas170
Complexo Raja Gabaglianão definidoSão BentoSem bandeira34 m23 estrelas628
Royal Express SavassiRealSavassiRoyal Engenharia20m23 estrelas78
Bristol Multy MangabeirasCrânioMangabeirasBristol24 m24 estrelas124
San Diego Express Pedro I?PampulhaArco Hotéis22m23 estrelas172
Ramada Pedro I?PampulhaVerde22m23 estrelas120
Four Points By Sheraton?SavassiStarwood38m24 estrelas250
Hotel NiquelinaGaissler e SolonCentroSem bandeira22m23 estrelas159
Hyatt Regency BHPHVBelvedereHyatt36m24 estrelas310
Hotel Halleynão definidoSanta LuciaSem bandeira25m23 estrelas110
Assoc. dos Cartoriosnão definidoSanto AgostinhoSem bandeira25m23 estrelas90
San Diego Express LiberdadeBitarãesJaraguáSan Diego22m23 estrelas98
San Diego Express Aeroporto PampulhaOliveira FortesItapuãSan Diego23m23 estrelas92
Soft Inn Belo HorizonteArte & SimetriaCachoeirinhaBHG16m22 estrelas170
Ibis SavassiParanasaSavassiAccor17m23 estrelas208
Impar Suites Cidade NovaBase MinasUniãoImpar42m23 estrelas96
Total Uhs10.921
TOTALHotéisApartamentos
Em operação58808,06%
Obras em curso325.81853,27%
paralisados203.64533,38%
atrasados35785,29%
6010.921

Publicidade
APP da Revista Hoteis

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *


CAPTCHA Image
Reload Image
CLICK AQUI PARA ESCOLHER O IDIOMA DA LEITURA
error: ARQUIVO NÃO AUTORIZADO PARA IMPRESSÃO E CÓPIA