HOME Matérias Giro pelo mundo IHG acrescenta 13 hotéis de luxo no Reino Unido

IHG acrescenta 13 hotéis de luxo no Reino Unido

Rede firmou acordo que incluirá as primeiras propriedades do Reino Unido na marca Kimpton Hotels & Restaurants

79
0
SHARE
IHG aposta no Reino Unido para liderar mercado hoteleiro de luxo

InterContinental Hotels Group está expandindo sua presença no mercado de luxo do Reino Unido. Na última semana, o IHG firmou um contrato condicional com o Foncière des Régions (FdR) para mudar a marca e administrar 12 hotéis abertos de alta categoria (2,2 mil apartamentos) e uma cadeia de hotéis (185 apartamentos) no seu portfólio de hotéis no Reino Unido.

Este acordo estabelecerá a IHG como a principal operadora de hotéis de luxo no Reino Unido, levando-a a mais de dois mil quartos neste segmento que está em franco crescimento. O contrato expandirá permitirá que a IHG lance sua marca de luxo, a Kimpton Hotels & Restaurants na região.

Vários hotéis serão adicionados para a marca nos principais centros urbanos, incluindo Londres, Manchester e Edimburgo. A marca, focada principalmente em oportunidades de conversão, fornecerá uma representação de alta qualidade no maior mercado da IHG na região da Europa, Oriente Médio, Ásia e África (EMEAA), onde será inicialmente lançado.
Keith Barr, CEO da IHG, comentou que juntamente com a recente adição do Regent Hotels & Resorts ao portfólio, a empresa está “construindo uma dinâmica real por trás de nossos planos para oferecer um crescimento em oferta de apartamentos líder no setor”.


Transação
Após a aquisição das propriedades e operações dos hotéis, a IHG vai administrar os hotéis a longo prazo, na forma de “arrendamentos gerenciados”, como parte de seu portfólio de luxo e alto padrão. Junto com o tratamento dado aos quatro outros hotéis de arrendamento gerenciado operados pela IHG, as receitas e os lucros dessas propriedades serão totalmente consolidados dentro do segmento de Propriedade e Locação na Demonstração de Resultados do Grupo IHG.

A IHG reverterá uma taxa de royalties, antes dos pagamentos de aluguel, de um valor equivalente às taxas de franquia dos hotéis existentes; Pagará valores de aluguel cuja previsão é de estabilizar em £ 48 milhões de libras (US $ 66 milhões de dólares) por ano em 2021, com aumentos inflacionários daí em diante; Financiará eventuais déficits nos pagamentos de aluguéis até um limite anual e cumulativo de perdas de £ 16 milhões de libras (US$ 22 milhões de dólares) e £ 48 milhões de libras (US$ 66 milhões de dólares), respectivamente, na estabilização e reterá uma parte dos lucros após o pagamento do aluguel.


Rentabilidade

Até 2023, essas propriedades deverão gerar mais de £ 200 milhões de libras (275 milhões de dólares) de receita e lucro operacional médio de um dígito para a IHG. Espera-se que, no restante de 2018, essas propriedades gerem receita total de £ 75 milhões de libras (103 milhões de dólares) e estarão operacionalmente em equilíbrio com uma perspectiva de lucro operacional durante esse período de transição.

De acordo com o IFRS 16, a nova norma de arrendamento mercantil que entra em vigor em 1º de janeiro de 2019, espera-se que essa carteira de arrendamento resulte no reconhecimento de um passivo de arrendamento incremento de £ 48m ($ 66m) com os valores adicionais classificados como aluguel variável.

A IHG pretende renomear as propriedades para outras marcas no portfólio de luxo e alto padrão da IHG no período de um a dois anos após a conclusão. Isso será financiado, em parte, por contribuições de capital do IHG e esses pagamentos serão enquadrados na orientação de despesas de capital da IHG. A transação deverá ser concluída durante o segundo ou terceiro trimestre de 2018, após terem satisfeitas condições habituais.

SHARE