Publicidade
FOHB

Guia do viajante para se manter ciberseguro

O Dia e horário dessa postagem está no final, assim como nome do autor. O tempo estimado de leitura é de 2 minutos

Fortinet alerta para o risco de phishing e de outros ataques a viajantes 

À medida que o turismo volta a crescer com os países reabrindo suas fronteiras e os eventos corporativos presenciais – em diferentes localidades – voltando a fazer parte da rotina das pessoas, aumentam também os riscos cibernéticos relacionados às viagens. Quem viaja, normalmente leva consigo um laptop, smartphone ou tablet – dispositivos conhecidos como endpoints. A natureza dos endpoints é que eles se conectam a diferentes redes, seja um hotel, uma rede corporativa, um Wi-Fi público ou uma conferência. Os endpoints são, portanto, o último estágio de uma rede, tornando-os os mais vulneráveis.

Publicidade
Clima ao Vivo

 

Ao mesmo tempo, os atores das ameaças estão sempre à frente das oportunidades e estão sempre monitorando de perto como as pessoas estão se comportando, incluindo a alta no número de viagens e os riscos cibernéticos que os viajantes costumam correr. Campanhas de phishing (mensagens com links maliciosos) explorando essas oportunidades são extremamente comuns.

Publicidade
Revista Hotéis – Instagram

Por essa razão, a Fortinet, empresa líder em soluções de cibersegurança no Brasil e na América Latina, reuniu algumas dicas simples para ajudar os viajantes a ficarem mais seguros:

  • A engenharia social ainda é uma das táticas mais prevalentes e bem-sucedidas para obter acesso a contas de usuários, portanto pense bem antes de postar nas redes sociais. Quanto mais informações você expõe de si mesmo, mais fácil fica para os invasores.
  • Atualize seus sistemas e aplicativos no App Store ou Google Play Store: Não é tão difícil para um invasor verificar quais sistemas não foram corrigidos, eles sabem se algo está vulnerável ou não. Por isso, atualizar todos os seus sistemas é muito importante.
  • Não instale apps, jogos ou qualquer outro programa aleatório em seus dispositivos para as quais você não conhece a legitimidade. Ao viajar, às vezes você precisa de diferentes tipos de software de rastreamento, como os de imigração dos aeroportos. Certifique-se de instalar o arquivo correto e não aqueles similares que servem de isca na Internet.
  • Também é muito importante saber com quem você compartilha seus dispositivos. Quando você viaja, não permita que outra pessoa use seu laptop, mesmo que rapidamente para navegar em um site ou verificar alguns e-mails. Isso é realmente perigoso porque essa pessoa pode abrir arquivos maliciosos em seu computador, mesmo que sem querer. O mesmo vale para os pendrives. Jamais insira pendrives de outras pessoas no seu computador.
  • Não deixe seu laptop ou telefone desbloqueado perto de outras pessoas, mesmo que por um breve momento.
  • Certifique-se que todos seus apps e sites tenham uma senha complexa e sempre que possível habilite o duplo fator de autenticação. O ideal é utilizar um gerenciador de senhas para que todos os seus acessos – e especialmente de e-mails – estejam seguros.
  • Se possível, não se conecte a uma rede Wi-Fi pública, especialmente se houver muitas pessoas ao redor. Se a rede tiver uma segurança ruim, seu sistema pode ser verificado diretamente por outras pessoas desta rede.

Publicidade
Anuncie conosco

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *


CAPTCHA Image
Reload Image

CLICK AQUI PARA ESCOLHER O IDIOMA DA LEITURA
error: ARQUIVO NÃO AUTORIZADO PARA IMPRESSÃO E CÓPIA