Publicidade
Retomada do turismo

Cancelamentos de contratos é tema de painel do ADIT Share 2020

Direto de Gramado (RS) – Terminou agora a pouco o painel “A verdade definitiva sobre cancelamentos’’, que faz parte da programação do ADIT Share que é promovido pela ADIT Brasil entre hoje e amanhã no centro de eventos do Wish Resort, em Gramado (RS). O cancelamento é o grande vilão do turismo compartilhado. Muitos empreendedores ficam receosos em investir neste segmento ao terem conhecimento das taxas de distratos. Para desmistificar os cancelamentos, esse painel teve a participação de Edson Cândido, Diretor comercial da Gramado Parks, Gilson Gratão, Sócio-diretor da GAV Resorts, Rodrigo Martins, Diretor comercial do GR Group. Noele Rodrigues, Gerente Vacation Club do Grupo Royal Palm foi a moderadora desse painel.

Cancelamentos de contratos é tema de painel do ADIT Share 2020

Noele Rodrigues, Gerente Vacation Club do Grupo Royal Palm

Publicidade
RAP Engenharia

Edson Candido revelou que a taxa de distratos da Gramado Parks gira em torno de 20% nos sete dias e 25% no período de um ano. “Para finalizar a venda do empreendimento, precisamos vendê-lo 2.6 vezes. O número é crítico, mas abre um leque de oportunidades’’, revelou Cândido.

Cancelamentos de contratos é tema de painel do ADIT Share 2020

Edson Cândido, Diretor comercial do Gramado Parks

Publicidade
Harus

Volume de vendas

De acordo com Gilson Gratão, os indicativos da GAV Resorts não diferem muito, uma média de 49,6%, e o cancelamento em sete dias fica em torno de 15,1%. ’’Precisámos vender muito mais para o negócio ser viável’’.

Trabalhando com dois produtos, de multipropriedade e timeshare, com a Wyndham Club Brasil, o GR Group conta com índices semelhantes a Gramado Parks e GAV Resorts, em torno de 40% de distratos. Dentro dos sete dias, a taxa fica em 15%. ’’Eu costumo dizer sobre perda de base, como queremos enxergar o cancelamento. Você tem tanto os clientes que acabaram de comprar e outros que adquiram há dois ou três anos, e no caso da multipropriedade devem esperar o empreendimento ser entregue’’, revelou Rodrigo Martins, que contou que o índice de distratos da multipropriedade fica em 46% e do timeshare em 35%.

Medidas para diminuir distratos

Para os painelistas, a melhor maneira de combater os cancelamentos é a prevenção, inovando no processo de vendas. Gilson Gratão ressaltou que a responsabilidade sobre a venda e cancelamento é de toda a equipe. ‘’Se não fizermos esse caminho preventivo demostra nossa ineficiência na gestão. Eu vejo o pós-vendas como um setor estratégico na empresa para manter o cliente na empresa’’.

Cancelamentos de contratos é tema de painel do ADIT Share 2020

Rodrigo Martins, Diretor Comercial do GR Group

Rodrigo Martins disse que as operações de turismo compartilhado atualmente dão muito mais importância para o comercial. ‘’Para falar de vendas é muito tempo, vejo muito pouca discussão sobre cancelamentos’’.

De acordo Edson Cândido, o atual modelo de vendas está enraizado. ‘’A gente atrai o cliente pelo brinde, fica 50 minutos motivando, depois mais um tempo negociando, depois mais 40 minutos para trâmites burocrático, depois vai para o pós-vendas. Por mais que tenhamos uma operação consolidada, não se pode fazer o mesmo processo que é realizado há mais de 20 anos’’.

Vendas consultivas e on-line

Como medidas já realizadas pelas empresas e que resultaram em taxas de distratos menores, os panelistas destacaram as vendas consultivas e on-line.

Edson Cândido contou que a Gramado Parks conta com três células de vendas consultivas, e o índice de cancelamento não chega a 10%. Já na venda on-line, em que o fechamento da venda dura entre 7 e 14 dias, os distratos estão em torno de 5%. ‘’Tá testado é comprovado que funciona’’, disse.

Cancelamentos de contratos é tema de painel do ADIT Share 2020

Gilson Gratão, Sócio-diretor da GAV Resorts

Gilson Gratão confirma que as vendas on-line possuem um baixo índice de cancelamentos, mas ainda ressaltou a importância da sala de vendas presenciais. “É uma chave que foi virada definitivamente, mas a gente sabe que o modelo clássico não pode ser tirado abruptamente, ressaltou Gratão’’.

Rodrigo Martins finalizou sua participação nesse painel destacando que acredita que dá pra manter o VGV com uma venda baseada em educação e relacionamento. “O GR implantou o canal de vendas digitais no inicio da pandemia. Em agosto, esse modelo de vendas atingiu 30% da média das salas de vendas e os distratos ficaram em 5%. Temos que acrescentar multicanais de vendas, para termos uma redução significativa dos cancelamentos’’, finalizou.

Agradecimento a Revista Turismo Compartilhado pela parceria nessa cobertura desse painel.

Publicidade
APP da Revista Hoteis

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *


CAPTCHA Image
Reload Image

CLICK AQUI PARA ESCOLHER O IDIOMA DA LEITURA
error: ARQUIVO NÃO AUTORIZADO PARA IMPRESSÃO E CÓPIA