Publicidade
Retomada do turismo

3ª HSMAI Strategy Conference: Travel Managers participam de ‘Roda Viva’

Com a participação de Fernão Loureiro, Latam Business Travel Manager da Philips, Vinicius Luz, Regional Travel Lead Latin America da Unilever e Roberta Nonis, Gerente de Eventos & Viagens da Astrazeneca do Brasil, foi realizada uma ‘Roda Viva’ no evento da HSMAI Brasil que acontece hoje, 10, no hotel Hilton São Paulo Morumbi.

Fernão deu início ao painel falando sobre as expectativas destes profissionais quanto a um Executivo de Contas durante o relacionamento com o hotel. Segundo ele, o ideal é contar com objetividade nas reuniões e nos contatos telefônicos ou e-mail; transparência em relação a tarifas e negociações; praticidade em reinões, com números e agenda pré-estabelecida; eficácia na promoção e boas idéias.

Segundo ele, para as TMCs e agências cujos maiores clientes tem adoção alta do OBT (Online Book Tool), não há forma de direcionar as reservas para os gestores, clientes “preferenciais”. Fernão acredita que com a profissionalização dos gestores de viagens e o desenvolvimento da hotelaria, haverá maior adoção online e menor interferência da TMC na escolha dos viajantes, e assim, maior fiscalização por parte dos gestores da aplicação de tarifas Net e de outras práticas hoje “pouco transparentes”.

Vinicius Luz acrescentou que é preciso ter, dos dois lados, gestores que digam não, para que se crie uma consistência nos negócios e para o setor comercial ter a ciência do retorno e consequências das escolhas do cliente. “Sejam abertos para falar sobre os problemas, tragam novidades. Todos os hotéis hoje tem internet wi-fi, todos precisam ter. Mas, o que mais? Estamos nos preparando para receber vocês, buscando análise de dados, e vocês precisam avaliar o que está acontecendo no mercado”, pontua.

Roberta Nonis e Vinicius Luz durante p 3ª HSMAI Strategy Conference

Roberta Nonis e Vinicius Luz durante o 3ª HSMAI Strategy Conference

Roberta Nonis falou sobre o exercício de precificar a agência, em relação ao comissionamento dos fornecedores. Segundo ela, na AstraZeneca a estratégia é própria, e quando a área de compras lançou o formato, as agências não poderiam atender. Assim, Roberta conta que listou as atividades de todo o processo, desde o briefing até o final do processo, o que enriqueceu a experiência.

Publicidade
APP – cabeçalho

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *


CAPTCHA Image
Reload Image

CLICK AQUI PARA ESCOLHER O IDIOMA DA LEITURA