HOME Matérias Aconteceu Prodetur + Turismo itinerante apresenta investimentos no Paraná

Prodetur + Turismo itinerante apresenta investimentos no Paraná

75
0
SHARE
Autoridades locais junto ao Ministro do Turismo,Vinicius Lummertz na Reunião do Prodetur + Turismo em Foz do Iguaçu (PR) - Foto: Raiza Santos

Direto de Foz do Iguaçu (PR) Para apoiar os municípios e o setor privado a viabilizar projetos de estruturação do setor, o Governo criou o Prodetur + Turismo, programa que fornece acesso a recursos provenientes de financiamentos nacionais e internacionais. Em parceria com o BNDES, a pasta anunciou nesta quarta-feira (20), na edição itinerante da reunião do programa com autoridades locais e federais no Mabu Thermas Grand Resort, incentivos para empreendimentos do estado paranaense.

Até o momento, foram apresentados ao MTur R$ 1,16 bilhão em 21 projetos que passarão a tramitar no BNDES. Desses, R$ 712 milhões são dos pleitos formalizados pelos três estados do Sul. Dois hotéis independentes de Foz do Iguaçu, Carimã e Luxtour Hotelaria, receberam financiamentos para reforma a partir do programa, que gerarão 95 empregos diretos com o aporte do BRDE (Banco Regional de Desenvolvimento do Extremo Sul).

Representantes dos hotéis Carimã e Luxtour Hotelaria que receberão investimentos oriundos do BRDE – Foto:Raiza Santos

O Ministro do Turismo Vinícius Lummertz, entregou o Selo +Turismo a três municípios que apresentaram projetos de melhorias estruturais – Foz do Iguaçu, Paranaguá e Pontal do Paraná – que receberão o carimbo que garante prioridade de tramitação junto ao BNDES. Os três projetos somam R$ 200 milhões. Cerca de 70% (283) dos municípios do estados estão aptos a solicitar recursos por meio do Prodetur + Turismo, caso tenham capacidade de endividamento.

Autoridades celebram Prodetur + Turismo

O Prefeito de Foz do Iguaçu (PR), Chico Brasileiro, foi uma das autoridades presentes na apresentação dos recursos que serão repassados aos projetos paranaenses na tarde de hoje. Ele valorizou as ações voltadas para desenvolvimento do turismo a partir da mobilização das instituições financeiras.

“O Prodetur + Turismo é um sonho para quem aposta tudo no setor. Os municípios têm muito potencial para ser fortalecido. Sem dúvida, o turismo será a alavanca de desenvolvimento para estados e municípios. Basta trabalhar com projetos estratégicos, gerando uma nação reconhecida pelo desenvolvimento sustentável”, afirmou o prefeito, destacando que Foz é um exemplo que  iniciativa privada tem características que contribuem para o avanço.

Chico Brasileiro, prefeito de Foz do Iguaçu (PR) – Foto:Raiza Santos

Em seguida, Orlando Pessuti, Presidente do BRDE, ressaltou que o repasse de recursos para os hotéis em Foz do Iguaçu (PR) é fruto de esforço dos empresários que buscaram, a partir dos projetos apresentados,  este apoio do banco. “É possível financiar atrativos como parques, restaurantes, hotéis e muitos outros porque o governo, tando federal como estadual, acreditaram que era possível. O total de financiamento em 2017 foi de R$ 4 bilhões. Está sendo feita uma estrutura de fomento ao desenvolvimento, e peço ao Ministro mais parcerias para alavancar o setor com mais renda e empregos”, se dirigindo a Vinícius Lummertz.

Orlando Pessuti, Presidente do BRDE – Foto:Raiza Santos

Também compareceram à reunião a governadora do estado do Paraná, Cida Borghetti, que destacou a atuação da Itaipu Binacional – representada por seu Diretor, Marcos Vitório Stamm – como um chamariz de turistas que fomentam a economia local e nacional. “O Paraná atua em sintonia com os parceiros para estimular todo o potencial com medidas como o Prodetur. Por exemplo, estamos com o Programa ‘Paraná Fala Idiomas’, um convênio que ensina novas línguas aos estudantes universitários e que está sendo levado para as escolas estaduais”, mencionou.

O atual governo também autorizou o investimento de R$ 3 bilhões para municípios paranaenses, que abrangem infraestrutura não apenas para turistas, mas para os moradores das cidades.

Maior participação do governo no turismo

O Ministro do Turismo salientou a abordagem inovadora do Prodetur + Turismo, e destacou a participação do Sebrae com investimentos de R$ 100 milhões ao ano durante cinco anos para ajudar a tornar os projetos realidade com sua “visão sistêmica”.

Citando Bill Clinton, Lummertz declarou: “’Crédito é um direito humano’. Essa frase diz tudo. O crédito gera expectativa humana para seu uso. Sabemos que não estamos inventando a roda, mas precisamos fazer o que deu certo com novas ideias. Queremos ver hoteleiros captando recursos, tendo benefícios e oportunidades. Isso é democracia! No ano passado, a cada cinco empregos gerados, um era no turismo. Nós não deveríamos ter problemas de emprego”, pontuou.

Comparando com o desempenho dos EUA, que faturam US$ 60 milhões ao ano com turismo, que representa apenas 11% de sua rentabilidade, o Ministro menciona que o Brasil tem vantagens naturais, com seus recursos, mas não estão sendo bem aproveitados.

Vinicius Lummertz, Ministro do Turismo – Foto: Raiza Santos

“O Brasil ainda é muito fechado. Há 20 anos tínhamos cerca de 9% de abertura para novos capitais, hoje estamos em 19% – isso ainda é metade dos EUA. Devemos abrir o mercado para novos investimentos, com um novo sistema político e novos negócios”, disse, declarando estar esperançoso e com boas expectativas para o programa que percorrerá as cidades que integram o Mapa do Turismo Brasileiro.


Como acessar os recursos

Para acessar o Prodetur+Turismo, lançado no âmbito do Plano Nacional do Turismo 2018-2022, os interessados, tanto do Setor Público, quanto do setor privado, devem obter o Selo+Turismo, no Ministério do Turismo, conforme orientações definidas nas Diretrizes do Programa.

O Selo identifica que os planos ou projetos apresentados, e previamente analisados pelo Mtur, são prioritários e estão alinhados com as Diretrizes do Programa. Podem ser financiados diversos tipos de projetos, como saneamento básico, transporte e mobilidade urbana, investimentos para implantação, expansão, modernização ou recuperação de empreendimentos, infraestrutura; produção ou aquisição de máquinas e equipamentos novos, de fabricação nacional e credenciados pelo BNDES; capital de giro, entre outros.

Guilherme Paulus, fundador da GJP Hotels & Resorts foi chamado à mesa como representante do turismo e hotelaria brasileiros – Foto:Raiza Santos

FIT – Festival das Cataratas

A 13ª edição do Festival das Cataratas será aberta em solenidade com as autoridades do segmento, incluindo o Ministro do Turismo, esta noite, dia 20 de junho, no hotel Recanto das Cataratas, às 20h00.  Evento acontece até a próxima sexta-feira, dia 22, no Rafain Palace Hotel.

A redação da Revista Hotéis viaja a convite da Itaipu Binacional e do Festival das Cataratas, que tem apoio de hospedagem do Wyndham Golden Foz Suítes.