TradeÚltimas Notícias

Turismo corporativo fecha 2023 com recorde histórico

No ano, o faturamento alcançou 13,5 bilhões, valor 18,5% a mais do registrado no período pré-pandemia

O setor de viagens corporativas fechou 2023 com um faturamento histórico. No ano, foram arrecadados R$ 13,505 bilhões, maior valor desde que o levantamento começou a ser feito. Os números representam uma alta de 18,5% do total registrado no período pré-pandemia, com R$ 11,388 bilhões, e 20% superior aos R$ 11,204 bilhões de 2022. Os dados são da Abracorp – Associação Brasileira de Agências de Viagens Corporativas, junto a seus associados.

Publicidade
Harus

Apenas em dezembro de 2023, o setor movimentou R$ 892,8 milhões, 22% acima do obtido no mesmo mês de 2019, com R$ 729,4 bilhões. Na série histórica do ano passado, março foi o mês de melhor faturamento, arrecadando R$ 1,28 bilhão em viagens de negócios. “As viagens de negócios ampliam o fluxo de visitantes não apenas para um determinado evento, congresso, reunião. Os participantes de eventos vão ficar em hotéis, procurar bons restaurantes, mas também podem reservar um tempo para visitar atrativos turísticos entre as agendas. Então, é um segmento extremamente importante para os nossos destinos”, ressaltou o ministro do Turismo, Celso Sabino.

Publicidade
Desbravador

Entre os 11 setores avaliados na cadeia, segundo a Abracorp, a aviação civil, que representa quase 60% do faturamento total do setor, teve um desempenho positivo, com lucros de R$ 8,5 bilhões, superando 2022 e 2019, com R$ 7,2 bilhões e R$ 7,4 bilhões, respectivamente. Outro setor que se destacou em 2023 foi o de viagens rodoviárias. Em forte expansão, o faturamento chegou a R$ 45,114 milhões no ano, 318% superior aos números de 2019, quando registrou R$ 10,781 milhões.

Locação de veículos e hotelaria tiveram números positivos

Caminhando juntos, setores como o de locação de veículos e das redes hoteleiras apresentaram números positivos no balanço do ano. Em 2019, a média das reservas de veículos de aluguel era de 7,3 dias. Em 2023 esse número saltou para 8,5 dias. A mudança de comportamento do viajante ajudou o segmento em seu crescimento que arrecadou R$ 368 milhões. Em 2019 foi R$ 184 milhões, e 2022, R$ 338 milhões. No setor hoteleiro, segundo os estudos, a permanências dos hospedes também aumentou, saindo da média de 2,59 noites, em 2019, para 2,72 noites em 2023. A maior movimentação veio principalmente do mercado nacional, com faturamento de R$ 3 bilhões, frente a R$ 2,7 bilhões em 2019, e R$ 2,8 bilhões em 2022.

Publicidade
GTA

Denise Bertola

Denise Bertola - Repórter

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo
CLICK AQUI PARA ESCOLHER O IDIOMA DA LEITURA
error: ARQUIVO NÃO AUTORIZADO PARA IMPRESSÃO E CÓPIA