Publicidade
Encontro da Hotelaria Mineira

Temporada 2021/2022 deve começar em novembro no Porto de Santos

O Dia e horário dessa postagem está no final, assim como nome do autor. O tempo estimado de leitura é de 2 minutos

Temporada 2021-2022 de cruzeiros marítimos deve começar no dia 5 de novembro pelo Terminal Concais, no Porto de Santos

Com a retomada da temporada de cruzeiros marítimos ao redor do mundo – inclusive na América Latina -, passageiros, tripulantes, empresas transportadoras e vários outros que dependem do setor, aguardam esperançosos pelo anúncio da retomada da temporada 2021/2022 no Brasil. A expectativa é de que a temporada nacional tenha início em 5 de novembro de 2021. A previsão é de que seis lindos navios passem pelo Terminal Concais, no Porto de Santos, percorrendo a costa brasileira até meados de abril. Para tanto, é necessário que a Anvisa – Agência Nacional de Vigilância Sanitária bata o martelo sobre os protocolos a serem seguidos.

Publicidade
Altenburg

Segundo Sueli Martinez, Diretora de operações do Concais, afirma: “Estamos otimistas com a temporada de cruzeiros”. Vale lembrar que em 2019, antes mesmo da obrigatoriedade dos protocolos sanitários, o terminal já havia adotado medidas como higienização, obrigatoriedade do uso de máscaras pelos funcionários e dispositivos de álcool gel por todo o terminal. Dados do Governo Federal apontam que até o final deste ano, 160 milhões de brasileiros estejam vacinados. Em São Paulo, a previsão do Governo do Estado é de que toda a população esteja vacinada até outubro. “Faremos todos os controles sanitários necessários, pois sabemos da importância do nosso setor para a retomada de empregos. Para se ter uma ideia, só no Porto de Santos, a temporada deve injetar mais de R$ 132 milhões para a economia de Santos e Região”, diz.

Importante destacar que, historicamente, o navio é o único lugar com controle para qualquer tipo de sintomas. “Diariamente, antes da atracação, o navio reporta para a Anvisa todos os passageiros que estiveram no ambulatório e por quais motivos, justamente para ter o controle de liberação do navio”, explica Sueli. “Em outros eventos como Olimpíadas, Copa América e estruturas como aviões, resorts e hotéis, nunca houve controle de saúde com monitoramento das pessoas que retornam para suas casas. Isso passou a acontecer somente por conta da pandemia”, destaca.

Publicidade
Pikolin

As grandes armadoras já se organizaram e implementaram uma série de procedimentos para voltarem a realizar seus roteiros com total segurança. Entre as medidas que estão sendo consideradas pela Associação Brasileira de Cruzeiros Marítimos (Clia Brasil), estão os testes para detectar a COVID-19 antes do embarque e durante a viagem, a reserva de cabines para possíveis quarentenas, a distribuição de pulseiras que detectam aglomerações e um novo sistema de ventilação dentro dos navios. A entidade também está levantando a possibilidade de limitar a ocupação dos cruzeiros para 70% da capacidade máxima. Os terminais de cruzeiros marítimos, como o Concais, também adotaram os protocolos adicionados aos dos navios para os embarques e desembarques.

Publicidade
SPCVB

Sem dúvida, a expectativa para a temporada é grande. É esperado que 237 mil cruzeiristas embarquem em Santos, ansiosos pela realização de seu sonho de navegar pelo País. “Da mesma forma como todos os outros setores do turismo já retomaram as suas atividades, os cruzeiros marítimos deverão ser os próximos. Sempre prezamos pela segurança e saúde das pessoas que decidem viajar de navio. Nossa expectativa é de que esta temporada seja confirmada o quanto antes e que as pessoas possam curtir seu verão em alto mar”, finaliza.

Publicidade
Soluções RH

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *


CAPTCHA Image
Reload Image

CLICK AQUI PARA ESCOLHER O IDIOMA DA LEITURA
error: ARQUIVO NÃO AUTORIZADO PARA IMPRESSÃO E CÓPIA