HOME Matérias Aconteceu Ricardo Domingues palestrou no 18º Encontro da Hotelaria Mineira

Ricardo Domingues palestrou no 18º Encontro da Hotelaria Mineira

67
0
SHARE
Ricardo Domingues deu uma verdadeira aula no assunto resorts no Brasil

Direto de Tiradentes (MG) – Ele que é Diretor executivo da ABR – Associação Brasileira de Resorts abriu a grade de palestra desse Encontro que teve início agora há pouco no Santíssimo Resort em Tiradentes (MG). Domingues abordou o tema “Matriz de classificação, segmentação e tendências”. Domingues começou sua palestra explicando que a ABR foi fundada em 2001 em razão da necessidade de alguns empresários do setor para diferenciar o posicionamento de seus empreendimentos, como SuperClubs. Esse resort que foi implantado no Complexo Costa de Sauípe foi quem implantou o conceito all inclusive no Brasil e abriu a demanda para criação de uma entidade do setor. “A ABR surgiu para unificar, identificar, avaliar e discutir a situação do setor e hoje conta com 48 dos mais importantes resorts do Brasil”, disse Domingues.

Ele explicou os critérios para um empreendimento se associar a ABR, em que deverá atender critérios rígidos, documentação em dia, boa infraestrutura, entre outros. Para ele, antigamente se tinha uma ideia equivocada que resort só seria um sucesso de fosse na praia, mas com o sucesso do Rio Quente Resorts, em Rio Quente (GO), acabou quebrando esse paradigma, assim como outros resorts no Interior do Brasil. “Hoje um terço de nossos associados não estão no litoral e também um terço trabalham com eventos como uma grande alavanca para garantir boa taxa de ocupação”, disse Domingues.

Slide apresentado por Domingues da atuação da ABR no Brasil

Em relação as tendências que garantem a taxa de ocupação perene dos resorts no Brasil, Domingues destacou a inserção de parques aquáticos, o modelo de negócios do timeshare e da multipropriedade, campos de golfe e os cassinos. “Temos um grande potencial para que esse segmento seja explorado no Brasil e alavancar ainda mais os resorts, O jogo de cassino, como black jack e 21, não são proibidos no Brasil e em Balneário de Camburiu (SC) temos grandes torneios internacionais.  Esse torneio distribui US$ 5 milhões aos participantes, mas a inscrição é de US$ 1,5 mil. Uma vez regulamentado, o cassino será uma grande alavanca para os resorts no Brasil”, concluiu Domingues.

Para Ricardo Domingues, cassino é uma das grandes alavancas para os resorts crescerem no Brasil

A Revista Hoteis é Media Partner desse evento e se hospeda em Tiradentes na Pousada Aromas da Montanha.