Publicidade
Unilever

Ribeirão Pires (SP) ganha parque que celebra imigração japonesa

Na semana passada (quinta-feira, dia 25/6), o Secretário de Turismo do Estado de São Paulo, Vinícius Lummertz, e o prefeito de Ribeirão Pires, Adler Teixeira, inauguraram o Parque Oriental / Parque Municipal Milton Marinho de Moraes, às margens da represa Billings. A cidade fica na Grande São Paulo. Com área total de 60 mil m², o parque consumiu um investimento de R$ 4,2 milhões – recurso do DADETUR – Departamento de Apoio ao Desenvolvimento dos Municípios Turísticos da Secretaria de Turismo do Estado de São Paulo. Por enquanto, devido à necessidade de isolamento social, o parque ainda não pode ser visitado.

Publicidade
Harus

O Parque Oriental registra a importância da história da imigração japonesa na cidade, que se iniciou em meados da década de 1940. Ribeirão Pires, a 40 quilômetros da capital paulista, fica na Região Metropolitana de São Paulo. O novo Parque abriga também o Jardim Japonês, inaugurado em 1971, e o Centro de Exposições e História do município.

As obras tiveram início no final de 2018. O parque abriga vários equipamentos, principalmente para observação da natureza e lazer. Entre os atrativos estão o Portal de Entrada com 3,5 m de altura, o Pavilhão de Exposições, o Jardim Oriental, o Jardim Zen, um playground, a Casa do Origami, o Monumento Sadako Sasaki, trilha composta por 260 pedras de até uma tonelada cada, especialmente esculpidas para o parque, o Centro de Informações Turísticas (CIT), ateilê de artes, pier, restaurante, sanitários, espaços administrativos e o lago, além da iluminação externa e o paisagismo.

Publicidade
RAP Engenharia

Vizinha ao parque fica a Torre de Miroku, a maior em seu estilo em todo o Brasil, com 32 metros de altura e inspirada no Horyu-ji, na cidade japonesa de Nara.

Segundo o Secretário Vinicius Lummertz, a obra “é um exemplo de como a aplicação de recursos com responsabilidade, com coerência e criatividade, pode fazer muito pelo desenvolvimento econômico de uma comunidade. Pode fazer muito pelo turismo, não apenas pelo excursionismo, mas, sim, para a criação de mais atividades permanentes, como a hipótese da instalação de um hotel temático da cultura oriental. É importante trabalhar com a temática, com as especializações. Toda a economia ganha com o turismo. A diversidade cultural é um tipo de turismo que beneficia a comunidade”.

Publicidade
Retomada do turismo

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *


CAPTCHA Image
Reload Image

CLICK AQUI PARA ESCOLHER O IDIOMA DA LEITURA
error: ARQUIVO NÃO AUTORIZADO PARA IMPRESSÃO E CÓPIA