OpiniãoÚltimas Notícias

Pessoas e tecnologia uma união que gera discussão

Uma combinação de excelentes profissionais e novas tecnologias criam um cenário transformador e na hotelaria não é diferente

Artigo de Jorge Della Via Junior* – Temos um cenário onde existem profissionais sem habilidades necessárias para uma nova realidade. Diante de tantas novas opções de tecnologia e dentro do segmente hoteleiro esse profissional se torna mais escasso ainda por vários motivos. Inteligência artificial, Assistentes Virtuais, RA, RV, ChatGPT, Metaverso, Cyber e Robôs nos trazem um bum de tantas novas opções que na maioria do tempo as empresas não são capazes de saber para que lado seguir, e me faz lembrar das três perguntas que sempre devemos fazer para utilizar: O que? Como? Para que?

Publicidade
Fispal

Pessoas e tecnologia uma união que gera discussão
A Inteligência artificial cria muitas oportunidades na hotelaria – Crédito da foto – Pixabay

Quem deve responder essas perguntas o CIO, CTO…no segmento hoteleiro isso se torna mais desafiante ainda pois você conta no dedo quais empresa de hotelaria tem uma estrutura com CIO/CTO. A tecnologia tem a habilidade de dar às pessoas ferramentas para as coisas acontecerem de forma mais rápida, fácil e com menos fricção e resistência. Nesse mundo que uma nova era com tecnologia se apresenta precisamos de profissionais com visão de negócios, com uma visão estratégica, com uma área de TI que visa geração de resultados financeiros. Empresas hoteleiras precisam entender que a área de TI não pode ser tratada como uma área de suporte apenas, sendo um centro de custo de despesas para isso precisa contratar profissionais que realmente sejam executivos e não só técnicos de ´informática´.

Publicidade
Clima ao Vivo
Pessoas e tecnologia uma união que gera discussão
Investir em tecnologia é aumentar as receitas – Imagem de Alexandra Koch por Pixabay

Precisa ficar claro que a combinação de excelentes profissionais e novas tecnologias criam um cenário transformador para qualquer empresa, toda empresa seja ela de qual segmento também precisa entender que deverá se tornar uma empresa de tecnologia e para isso profissionais especialistas devem estar no radar sempre.

Publicidade
Tramontina

Investir em tecnologia, aumentar o budget anual em inovação com foco no negócio acelera o crescimento da empresa conforme estudo: Ele foi levantado pela TNS Research e aponta que as empresas que investem em tecnologia têm aumento na receita. Crescem aproximadamente 60% a mais em comparação com as empresas que descartam o investimento em tecnologia. Inteligência de Dados, Big Data e Mobilidade são serviços que se destacam na pesquisa. Entre os benefícios do uso da tecnologia para as empresas estão: otimização dos processos, redução de custos e agilidade nas tarefas.

Pessoas e tecnologia uma união que gera discussão
Em alguns hotéis do exterior a tecnologia está sempre em primeiro lugar, onde até as entregas de room service são feitas por robôs mensageiros – Crédito da foto – Divulgação
Publicidade
APP da Revista Hoteis

Mas para investir em tecnologia as empresas precisam de pessoas preparadas e hoje no Brasil vemos uma escassez de mão de obra nessa área. Até 2023 no Brasil o mercado tinha em média 152 mil vagas em aberto e de forma geral se formava em média 56 mil profissionais por ano. Até final de 2025 serão aproximadamente 752 mil vagas. Como vocês podem ver pessoas e tecnologia sempre será tema de discussão, mas uma boa discussão, pois estamos falando de um mercado sempre promissor, dinâmico, inovador, desafiador e em constante ebulição. O Segmento hoteleiro deve e precisar ter um olhar digital cada vez, buscando Inovação Aberta se aproximando de Startups, gerando oportunidades de criação de novos plataformas para melhorar a experiencia dos hospedes ou criando processos operacionais mais eficazes.

*Jorge Della Via Junior é Diretor de Inovação em Tecnologia e CSC do Grupo Mabu

Fonte de pesquisa e alguns dados colhidos para esse artigo. Data Site e Olhar Digital.

Publicidade
Anuncie conosco

Edgar J. Oliveira

Diretor editorial - Possui 31 anos de formação em jornalismo e já trabalhou em grandes empresas nacionais em diferentes setores da comunicação como: rádio, assessoria de imprensa, agência de publicidade e já foi Editor chefe de várias mídias como: jornal de bairro, revista voltada a construção, a telecomunicações, concessões rodoviárias, logística e atualmente na hotelaria.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Verifique também
Fechar
Botão Voltar ao topo
CLICK AQUI PARA ESCOLHER O IDIOMA DA LEITURA
error: ARQUIVO NÃO AUTORIZADO PARA IMPRESSÃO E CÓPIA