Publicidade
SPCVB

Pesquisa mostra que passagens aéreas ficam até 57% mais baratas com compra antecipada

O Dia e horário dessa postagem está no final, assim como nome do autor. O tempo estimado de leitura é de 1 minuto

No primeiro semestre, os viajantes brasileiros estiveram atentos à melhor época para encontrar passagens mais baratas e viajar pagando menos

Planejar e comprar passagens aéreas com antecedência significa viajar com mais economia. Um novo levantamento do KAYAK, metabuscador de viagens, apontou que a média de preço dos voos nacionais é 57% menor para compras feitas com pouco mais de um mês de antecedência. Voos internacionais, por sua vez, ficam até 47% mais em conta para compras feitas com cerca de 4 meses de antecedência.

Publicidade
Soluções 1

Os dados do KAYAK tiveram como base os valores encontrados no mês de julho de 2021, onde o maior valor médio de passagens em voos nacionais foi registrado no dia anterior à viagem (R$ 1.766) e o menor com 33 dias de antecedência do embarque (R$ 749). A pesquisa levou em conta a busca por voos a partir de qualquer cidade brasileira para qualquer destino doméstico. Já os índices internacionais, com partida de qualquer aeroporto do Brasil e destino a qualquer país, também mostram que o dia anterior à viagem costuma ser o mais caro para comprar passagens (média de R$ 5.722) e o menor foi registrado pouco mais de três meses antes da viagem (R$ 3.006).

Publicidade
Escola de resultados

Os preços mais baixos têm feito os viajantes, cada vez mais, ficarem um passo à frente ao planejarem suas viagens. Segundo o KAYAK, no primeiro semestre de 2021, 20% dos brasileiros buscaram por passagens de 15 a 30 dias antes de embarcarem para um destino nacional. Quando o destino era internacional, 37% dos usuários da plataforma buscaram voos com mais de 91 dias de antecedência ao longo da primeira metade do ano. Em ambos os casos, estes são justamente os períodos nos quais o KAYAK registrou a menor média de valores.

Se for viajar para fora do Brasil, é sempre bom ficar atento ao destino escolhido. Como as restrições para conter o avanço da COVID-19 podem ser alteradas, muitas vezes sem aviso prévio, a recomendação é, constantemente, checar o Mapa de Restrições e conferir quais países, restaurantes, aeroportos, atividades e mais estão abertas para turismo.

Publicidade
APP da Revista Hoteis

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *


CAPTCHA Image
Reload Image

CLICK AQUI PARA ESCOLHER O IDIOMA DA LEITURA
error: ARQUIVO NÃO AUTORIZADO PARA IMPRESSÃO E CÓPIA