Publicidade
Trofeu Fornececor

Infraero reformará pista principal do Aeroporto de Congonhas

A pista principal do Aeroporto de Congonhas, em São Paulo, passará por obras de recuperação do pavimento asfáltico. A ANAC – Agência Nacional de Aviação Civil concedeu permissão nesta semana para a realização dos trabalhos, que começam em 5 de agosto, com previsão de conclusão em 5 de setembro. Durante as obras, o aeroporto vai operar por meio da pista auxiliar. Com isso, poderá ocorrer alteração de voos e informações devem ser buscadas junto às companhias.

Publicidade
Retomada do turismo

 

Investimento de R$ 11,5 milhões

O Aeroporto de Congonhas é operado pela Infraero, empresa vinculada ao MINFRA – Ministério da Infraestrutura. Com investimento de R$ 11,5 milhões, a intervenção vai exigir o fechamento total da pista por pelo menos 30 dias, devido à complexidade da tecnologia a ser aplicada ao pavimento, conhecida como camada porosa de atrito (CPA). A tecnologia irá proporcionar, entre outros benefícios, melhora da capacidade de drenagem da pista e aumento da aderência do pneu da aeronave ao pavimento.

Infraero reformará pista principal do Aeroporto de Congonhas

Etapas do processo de reforma

Publicidade
RAP Engenharia

Para a execução dos serviços dentro do prazo estabelecido, serão alocadas equipes 24 horas nos sete dias da semana. Os trabalhos incluem serviços de fresagem do revestimento asfáltico existente, execução de camada estrutural de concreto asfáltico (CBUQ) com grooving na região das cabeceiras; e de camada superficial porosa de atrito (CPA). A técnica CPA não utiliza emendas transversais no pavimento, sendo necessário um trabalho contínuo para seu melhor resultado, evitando-se interrupções.

Manutenção periódica

O Superintendente do aeroporto, João Marcio Jordão, disse que “a Infraero está aproveitando a queda na movimentação de passageiros e operações, em decorrência da pandemia da COVID-19, para adiantar o calendário de obras da empresa. O obra faz parte de manutenção periódica e servirá para garantir que Congonhas siga operando em condições normais, especialmente de segurança, pelos próximos dez anos”.

Publicidade
APP – cabeçalho

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *


CAPTCHA Image
Reload Image

CLICK AQUI PARA ESCOLHER O IDIOMA DA LEITURA
error: ARQUIVO NÃO AUTORIZADO PARA IMPRESSÃO E CÓPIA