TradeÚltimas Notícias

InFOHB divulga resultados do mês de outubro

Informativo atual traz os dados de desempenho de outubro de 2023 em comparação ao mesmo mês de 2022

A 195ª Edição do InFOHB – informativo desenvolvido mensalmente pelo FOHB – que exibe e analisa os resultados estatísticos da hotelaria no país, já está disponível. Esta edição traz os dados de desempenho de outubro de 2023 em comparação ao mesmo mês de 2022. A análise contou com amostra de 602 hotéis de redes associadas, responsáveis pela oferta de 94.073 unidades habitacionais (UHs) disponíveis.

Publicidade
GTA

No mês de outubro, os resultados consolidados registraram apenas acréscimos sendo 5,3% na taxa de ocupação, 18,7% na diária média e 25% no RevPAR. Na performance por região, a taxa de ocupação apenas acréscimos sendo 14,1% no Centro-Oeste, 8% no Nordeste, 5,2% no Norte, 3,1% no Sudeste e 7,3% no Sul. A diária média, apontou percentual positivo no Centro-Oeste 36,1%; Nordeste 14,2%; Norte 23,6%, Sudeste 19,9% e Sul 10,6%. No RevPAR, alta de 55,3% no Centro-Oeste; 23,3% no Nordeste; 30% no Norte; 23,6% no Sudeste e 18,7% no Sul.

Na análise de desempenho por categoria hoteleira, a taxa de ocupação apontou apenas acréscimos sendo 4,8% no Econômico, 6,4% no Midscale e 3,3% no Upscale. Na diária média, acréscimos em relação ao ano anterior de 16,7% no Econômico, 20,1% no Midscale e 21,4% no Upscale. No RevPAR, também conta com alta no Econômico de 22,3%, Midscale 27,8% e Upscale 25,4%.

Publicidade
Clima ao Vivo
Principais municípios

Taxa de ocupação (%) Outubro/23

Neste indicador, dos quinze municípios, apenas três apontam variações negativas: São Paulo (-0,8%), Goiânia (-8,9%) e Florianópolis. Os demais, apontam variações positivas entre 2,5% em Curitiba e 26,5% em Brasília. Rio de Janeiro, Salvador, Recife e Porto Alegre apresentam percentuais acima de 10%.

Diária Média (R$) Outubro/23

Na diária média, os municípios apontam apenas percentuais positivos, variando entre 3,1% em Florianópolis e 42,3% em Brasília. São Paulo, Belo Horizonte, Vitória, Salvador, Goiânia, Manaus e Belém também apresentam percentuais acima de 20%.

RevPAR (R$) Outubro/23

No RevPAR, apenas Florianópolis apresenta percentual negativo de (-0,3%), os demais municípios apontam variações positivas entre 12,3% em Goiânia e 80% em Brasília. Outras cidades com percentuais acima de 30% foram: Rio de Janeiro (31,4%), Belo Horizonte (30,8%), Vitória (36,3%), Salvador (38,7%), Recife (32%), Porto Alegre (35,9%) e Belém (37,6%).

Publicidade
APP da Revista Hoteis
Acumulado ano

Janeiro a outubro de 2023

Analisando os dados acumulados de janeiro a outubro de 2023, o InFOHB considera para o estudo 536 hotéis de redes associadas responsáveis por 84.446 unidades habitacionais (UHs). Em comparação com 2022, houve alta de 4,2% na taxa de ocupação 23,4% na diária média e 28,5% no RevPar.

Quanto à análise por região, a taxa de ocupação apresentou desempenhos negativos nas regiões Nordeste (-0,2%) e Norte (-0,8%). As demais localidades apontam variações positivas entre 3,7% no Sul e 5,5% no Sudeste. A diária média apontou percentuais positivos em todas as regiões, 29,9% no Centro-Oeste; 18,6% no Nordeste; 23,3% no Norte; 24,1% no Sudeste e 18,9% no Sul. Para o indicador de RevPAR, percentuais positivos variando entre 18,4% no Nordeste e 36,3% no Centro-Oeste. Na análise por categoria hoteleira, apenas acréscimos foram registrados na taxa de ocupação: 6,2% no Econômico; 2,3% no Midscale; e 1,6% no Upscale. Na diária média acréscimos na categoria Econômico de 20,2%; Midscale, 26,8% e Upscale 26,4%. No RevPAR percentuais positivos de 27,7% no Econômico; 29,7% no Midscale; e 28,4% no Upscale.

Publicidade
Desbravador
Principais municípios

Taxa de ocupação (%) Janeiro a Outubro/23

Dos quinze municípios analisados, cinco apresentam queda: Vitória (-2,5%), Recife (-2,9%), Fortaleza (-3,5%), Manaus (-2,6%) e Belém (-1,4%). As demais, apontam variações positivas entre 0,8% no Rio de Janeiro e 7,4% em Belo Horizonte.

Diária Média (R$) Janeiro a Outubro/23

Para este indicador todos os municípios apresentam percentuais positivos variando entre 10,9% em Fortaleza e 37,9% em Brasília. São Paulo, Belo Horizonte, Salvador, Goiânia e Belém também apresentam percentuais acima de 20%.

RevPAR (R$) Janeiro a Outubro/23

A performance do RevPAR revela apenas percentuais positivos, variando entre 7% em Fortaleza e 47,7% em Brasília. São Paulo, Belo Horizonte, Campinas, Salvador, Goiânia, Curitiba, Porto Alegre e Belém apresentam percentuais acima de 25%.

Publicidade
Harus

Denise Bertola

Denise Bertola - Repórter

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo
CLICK AQUI PARA ESCOLHER O IDIOMA DA LEITURA
error: ARQUIVO NÃO AUTORIZADO PARA IMPRESSÃO E CÓPIA