Publicidade
Leceres

Financiamentos do Desenvolve SP beneficiaram o setor turístico

O Dia e horário dessa postagem está no final, assim como nome do autor. O tempo estimado de leitura é de 2 minutos

O turismo e a gastronomia estão entre os setores que foram mais impactados pela crise sanitária provocada pela COVID-19. Para auxiliar os dois segmentos a superarem a crise e manterem milhares de empregos, o estado de São Paulo reduziu o ICMS para bares e restaurantes de 3,69% para 3,2%, beneficiando 250 mil empresas, e ampliou o financiamento para os setores. O Desenvolve SP desembolsou R$ 148,5 milhões em linhas de crédito para hotéis, agências de viagem, bares e restaurantes, entre março de 2020 e março deste ano. O Presidente do Desenvolve SP, Sergio Gusmão Suchodolski, afirmou que as linhas de crédito do banco do empreendedor foram essenciais para evitar que milhares de empreendimentos dos setores turísticos e gastronômico encerrassem as atividades durante a crise. “Os setores de turismo e gastronomia foram muito prejudicados durante a pandemia. O Desenvolve SP cumpriu a sua parte de ser um agente anticíclico e atuou efetivamente para auxiliar os empreendedores e oferecer o suporte para que eles possam sobreviver em meio ao período turbulento da crise sanitária”.

Publicidade
Clima ao Vivo

Para o setor hoteleiro, que viu despencar o número de visitantes, os financiamentos totalizaram R$ 53,9 milhões e beneficiaram 82 empreendimentos. Deste montante, R$ 29,2 milhões foram destinados para projetos de investimento, pouco mais de 50% do total. Outros R$ 24,7 milhões tiveram como finalidade capital de giro. O volume de recursos desembolsado para o segmento de restaurantes foi ainda maior e chegou a R$ 67,6 milhões. Mais de 96% foram utilizados para capital de giro: R$ 65 milhões ao todo, distribuídos em 317 contratos. O banco do empreendedor ainda financiou mais R$ 2,2 milhões para projetos de investimento. Já para o setor de bares, o Desenvolve SP desembolsou R$ 7,7 milhões, distribuídos em 41 contratos. Neste caso, 100% donos de bares utilizaram os recursos para capital de giro. Ou seja, os financiamentos foram usados exclusivamente para manter o negócio em pleno funcionamento.

Publicidade
Soluções 1

O Hotel Porto do Ribeirão, inaugurado em fevereiro em Iporanga no encontro das águas dos rios Iporanga e Ribeira do Iguape, foi um empreendimento que se beneficiou com os recursos do Desenvolve SP. A ideia da construção surgiu da constatação do enorme potencial para o ecoturismo na região, combinado com o afluxo de pesquisadores que procuravam a reserva Betary para estudos em biologia. O crédito do Desenvolve SP representou 80% dos recursos aportados no empreendimento.

Publicidade
APP da Revista Hoteis

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *


CAPTCHA Image
Reload Image

CLICK AQUI PARA ESCOLHER O IDIOMA DA LEITURA
error: ARQUIVO NÃO AUTORIZADO PARA IMPRESSÃO E CÓPIA