Publicidade
Leceres

Empreendedor, gestor e o pós crise!

O Dia e horário dessa postagem está no final, assim como nome do autor. O tempo estimado de leitura é de 2 minutos

Artigo de Rhaxwell Santos*

Os profissionais de gestão vivem um momento impensado, um imenso desafio trazido pelo COVID-19, tão grande quanto a pandemia. Gerir ultrapassa os limites de medir, mensurar e controlar, cuidar de um grande negócio, uma equipe ou mesmo de uma empresa formada por você mesmo e só. Gerir tem sido um grande exercício de superação e resiliência. O futuro é incerto, mas quando deixou de ser? O fato é que agora o gestor se depara com variáveis ainda não equacionadas e, portanto, sem fórmulas prontas para se obter o resultado almejado.

Publicidade
Harus 1

E mais: alcançar algum tipo de resultado hoje leva em conta que não quebrar a empresa já será motivo de comemoração, portanto, repensar o modelo de negócio se faz tão relevante quanto respirar. É hora dos líderes mostrarem suas caras e seus valores, mas também é um momento crucial para os empresários, pois será fundamental para a manutenção de seus empreendimentos que deem ainda mais apoio e ouvidos àqueles que terão a missão de retomar, fazer ressurgir, remontar o negócio e resgatar mercados. Reconstruir será lugar comum e um dos verbos mais utilizados, durante algum tempo não se pensará em outra coisa.

O coronavírus que começou numa província da China, se espalhou rapidamente e por isso virou uma pandemia oficializada pela OMS – Organização Mundial da Saúde

Caberá a esses profissionais pilotar naves avariadas. Mas exatamente o que cabe a eles agora? Mais importante que seus papéis durante esse período de extrema turbulência, será a postura adotada no enfrentamento dessa crise.

O grande estadista britânico Wiston Churchill, especialista em crises em um dos momentos mais difíceis da história da humanidade, que foi a segunda guerra mundial, entre tantos outros ensinamentos, cunhou a frase: “Se estiver passando pelo inferno, continue caminhando”.

Publicidade
Faitec

Avaliar os danos causados será o menor dos trabalhos, isso será evidente e comum à maioria dos mercados. Repensar modelos, criar soluções e reposicionar o negócio será o grande diferencial. Mais uma vez a história separará os bons, os melhores tirarão proveito (no bom e ético sentido) da crise e se tornarão pioneiros de uma nova era. Ou seja, para “sair do inferno” será preciso não só caminhar, mas correr. Viver o agora, mas projetar o que se quer.

A união das frentes empreendedor e gestor, que *juntos* irão capitanear os colaboradores e aglutinarão clientes e mercados, será consonante desde que haja empenho mútuo: os investidores, em manter seus principais e diferenciados quadros; gestores e líderes, em se mostrarem fundamentais nessa retomada e principalmente durante a crise. Novamente o momento não é para amadores. Posicionar-se agora e projetar o futuro do negócio será a diferença entre escrever seus nomes na “lápide” ou nos anais da história. Fazer a diferença não é apenas agregar valor: é ter valores.

*Rhaxwell Santos é CEO da Estrela do Sucesso, Developer em fundos de investimentos no Brasil e Portugal, Gestor, Hoteleiro, Professor universitário e formador de equipes vencedoras. Contato – rhaxwell@estreladosucesso.com

Publicidade
APP da Revista Hoteis

Edgar J. Oliveira

Edgar J. Oliveira - Diretor editorial - Tenho 30 anos de formação em jornalismo e já trabalhei em grandes empresas nacionais em diferentes setores da comunicação como: rádio, assessoria de imprensa, agência de publicidade e já fui Editor chefe de várias mídias como: jornal de bairro, revista voltada a construção, a telecomunicações, concessões rodoviárias, logística e atualmente na hotelaria.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *


CAPTCHA Image
Reload Image

CLICK AQUI PARA ESCOLHER O IDIOMA DA LEITURA
error: ARQUIVO NÃO AUTORIZADO PARA IMPRESSÃO E CÓPIA