Publicidade
FOHB

Delta segue renovando sua frota com a adição do Boeing 737 MAX

O Dia e horário dessa postagem está no final, assim como nome do autor. O tempo estimado de leitura é de 4 minutos

A Delta Air Lines adicionará a aeronave Boeing 737 MAX de última geração à sua frota, à medida que a companhia aérea continua atualizando seu conjunto de aviões para elevar a experiência do cliente durante o voo e melhorar a eficiência do combustível

A Delta está encomendando o maior modelo da família MAX, o 737-10, que começará a ser entregue em 2025. A aeronave será equipada com os motores LEAP-1B de nova geração fabricados pela CFM International, uma empresa de propriedade conjunta da GE e da Safran Aircraft Engines. A aeronave será de 20% a 30% mais eficiente, em termos de combustível, em comparação com os aviões que serão substituídos, tornando o acordo um passo importante na jornada da Delta em direção a um futuro sustentável para a aviação.

Publicidade
Harus 1

 

Ed Bastian, CEO da Delta, afirmou: “O Boeing 737-10 será uma adição importante à frota da Delta, ao mesmo tempo que moldamos um futuro mais sustentável para as viagens aéreas, proporcionando ao cliente uma experiência elevada, eficiência de combustível aprimorada e o melhor desempenho da categoria. Essas novas aeronaves oferecem economia operacional superior e flexibilidade de rede, e o acordo reflete nossa abordagem prudente para utilização do nosso capital. Esta aeronave será pilotada, servida e mantida pelos melhores profissionais do setor, e é o trabalho duro e a dedicação aos nossos clientes que sempre nos diferenciam”.

Stan Deal, Presidente e CEO da Boeing Commercial Airplanes, declarou: “Estamos orgulhosos que a Delta esteja renovando sua frota de aeronaves de corredor único com o 737 MAX, a família de aviões da Boeing mais eficiente em termos de combustível. Construído em nossa fábrica no estado de Washington com apoio de fornecedores importantes nos Estados Unidos, o 737-10 fornecerá à Delta a melhor economia para transportar mais passageiros em suas rotas de curta e média distâncias”.

O anúncio foi feito no Farnborough International Airshow 2022, no Reino Unido, e contou com a participação de executivos da Delta, da Boeing e da CFM em cerimônia de assinatura.

O 737-10 está alinhado com quatro pilares principais da estratégia de frota de longo prazo da Delta:

  • Tamanho: Como uma aeronave maior do que as que substitui, o 737-10 oferece benefícios econômicos superiores, pois a Delta continua aumentando o calibre médio de sua frota de fuselagem estreita.
  • Simplificação: Espera-se que o 737-10 compartilhe uma categoria de treinamento comum em toda a frota de 737 da Delta.
  • Escala: O pedido aumentará o tamanho da família 737 da Delta para mais de 300 aeronaves até o final da década.
  • Sustentabilidade: Com seus motores LEAP de última geração, o 737-10 estará entre as aeronaves mais econômicas da frota da Delta, junto com o A321neo.

O pedido está dentro da orientação do Capex 2022-24 da Delta fornecido no Capital Markets Day em dezembro de 2021.

Publicidade
Faitec

Quase um terço dos 182 assentos da aeronave serão assentos premium, com 20 clientes na First Class, 33 na Delta Comfort+ e 129 na Main Cabin. Os clientes experimentarão o interior da aeronave no estilo Boeing Sky, que se destaca pelas paredes laterais e modernas janelas esculpidas, com entretenimento a bordo e tomadas de energia em todos os assentos; Wi-Fi via satélite de alta velocidade em toda a aeronave; e conteúdo de vídeo sob demanda disponível através do Delta Studio. A cabine também contará com iluminação LED que aumenta a sensação de espaço da aeronave e grandes compartimentos superiores pivotantes.

Com velocidade máxima de Mach 0,79 e alcance de 3 300 milhas náuticas, o 737-10 tem ampla flexibilidade para atender mercados nos Estados Unidos dentro da rede líder do setor da Delta. A aeronave será utilizada em hubs principais, incluindo Nova York, Boston, Atlanta, Detroit, Minneapolis-St. Paul, Seattle e Los Angeles.

A montagem final do avião ocorrerá nas instalações da Boeing em Renton, Washington, perto do hub internacional da Delta no Aeroporto Internacional de Seattle-Tacoma. A aeronave complementará a frota A321neo de alto desempenho da Delta à medida que a companhia aérea atualiza sua frota de fuselagem estreita para os próximos anos. Com o pedido, a frota de Boeing 737 da Delta aumentará para mais de 300 aeronaves no total e será a segunda maior família de frotas da Delta, atrás do Airbus A320.

Publicidade
Tramontina

O 737-10 está atualmente aguardando a certificação final da Administração Federal de Aviação (FAA na sigla em inglês), prevista para 2023. Em caso de atraso, o acordo possui proteção adequada, inclusive permitindo que a Delta mude para outro modelo da família MAX, se necessário.

O pedido é a mais recente iniciativa da Delta para elevar e remodelar o futuro das viagens aéreas no ar e em terra. Isso inclui um investimento de longo prazo de 12 bilhões de dólares em instalações novas e atualizadas em aeroportos de Nova York, Los Angeles, Salt Lake City, Seattle e outras cidades importantes; novos, expandidos e aprimorados Delta Sky Clubs em aeroportos em todo o país; Wi-Fi a bordo de alta velocidade renovado; entretenimento a bordo ampliado nos assentos em toda a frota da Delta; e novas ferramentas digitais para melhorar a comodidade e reduzir o estresse em todos os pontos da jornada.

Publicidade
Soluções RH

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *


CAPTCHA Image
Reload Image

CLICK AQUI PARA ESCOLHER O IDIOMA DA LEITURA
error: ARQUIVO NÃO AUTORIZADO PARA IMPRESSÃO E CÓPIA