HOME Matérias Concierge do Novotel Curitiba Batel é reconhecido por excelência no atendimento

Concierge do Novotel Curitiba Batel é reconhecido por excelência no atendimento

261
0
SHARE
Da esquerda à direita: Miler Bairros, Gerente Geral do Novotel Curitiba Batel; João Faustino Sousa, Tesoureiro Les Clefs d´Or; Ailton Moura, Concierge do Novotel Curitiba Batel; Rodrigo Martins, Presidente da Associação Francesa e Deivisson Bento, Concierge do Pestana Curitiba Hotel

Em cerimônia realizada em Búzios (RJ), no último fim de semana, dias 1º e 2 de dezembro, o paulistano Ailton Moura, Concierge do Novotel Curitiba Batel – unidade da categoria midscale do grupo AccorHotels – foi reconhecido pela Associação Francesa Les Clefs D’or, que representa a excelência no atendimento hoteleiro, como um dos embaixadores da capital paranaense.

De acordo com o Presidente da Les Clefs d´Or Brésil, Rodrigo Martins, entidade francesa que congrega profissionais especializados em prestar um atendimento de excelência aos visitantes do país, apenas 43 profissionais que atuam como Concierge no Brasil, especificamente em hotéis, ostentam na lapela do uniforme o símbolo máximo da hospitalidade no mundo: um par de chaves de ouro, que representam a disposição do funcionário em ir além quando se trata de ajudar um hóspede. “O profissional precisa ter muito mais que jogo de cintura para prestar informações. É preciso ter carisma, ser um mestre da empatia, dominar um segundo idioma, estar atento a tudo o que acontece na agenda da cidade e ter uma boa rede de contatos para aspirar esta posição conquistada em rigoroso processo de seleção”, lista o executivo.

Desde 1929, as chaves douradas representam as chaves da cidade. A insígnia surgiu na Europa, em Paris, e somente no início da década de 90 veio para o Brasil. Conta a história, que desde o século 19, os edifícios destacam dentro de suas estruturas um profissional de Concierge. O ‘humilde servo’, assim reconhecido na época, tinha a missão de cuidar dos visitantes nobres, geralmente, possuidores de títulos. Atualmente, este mesmo profissional disposto a se doar integralmente à missão, domina a arte de receber bem as pessoas e, também, tem entre suas incumbências fomentar a economia local.

Segundo o Presidente da Les Clefs d´Or Brésil, Curitiba é uma cidade exigente que combina com a excelência de serviços que se busca aqui. “Além de atuarem sob um código de conduta, nossos membros são permanentemente avaliados para que busquem sempre a superação de seus serviços, de forma a tornar seus hóspedes especiais e únicos”, comenta.

Primeiro a receber as chaves de ouro pela cidade de Curitiba, Deivisson Bento, Concierge do Pestana Curitiba Hotel, conta que tem como lema a frase “servir é uma arte”. Ao lado de Moura, Aparecido da Costa Gasparotti, do Grand Hotel Rayon, também será enchavado. “Não é um caminho fácil, mas é recompensador”, conclui o Concierge do Novotel Curitiba Batel.

Segundo pesquisa realizada pelo Ministério do Turismo, a hospitalidade do brasileiro é o fator que o turista estrangeiro mais valoriza quando visita o país. No entanto, mesmo diante de avaliação tão positiva, o ato de receber e cuidar de alguém com dedicação pode ser considerado um negócio de luxo, que nem sempre é encontrado com exclusividade na categoria upscale dos hotéis.