Publicidade
Travel Tech

Concessão do Santos Dumont vai reforçar sua segurança operacional

O Dia e horário dessa postagem está no final, assim como nome do autor. O tempo estimado de leitura é de 2 minutos

A concessão do aeroporto Santos Dumont, no Rio, à iniciativa privada vai reforçar as medidas de segurança operacional do terminal. O aeroporto vai a leilão na próxima rodada de concessões organizada pelo governo federal, prevista para acontecer entre maio e junho de 2022. Esta etapa é a mais aguardada pelo mercado, por ter aeroportos do eixo Rio-Minas Gerais. O assunto foi tema de audiência da Comissão de Turismo da Câmara dos Deputados, nesta quinta-feira (15).

Publicidade
Tramontina

o deputado federal Otavio Leite (PSDB-RJ), ex-secretário de Turismo do estado do Rio, e quem requereu a audiência, comenta que:“A reunião foi muito importante, para sabermos como pensam as autoridades federais do setor e para termos esclarecimentos acerca do cronograma para o certame da concessão. E também para expressar as preocupações do turismo do Rio de Janeiro, com perdas de fluxo aéreo provocadas pela competição dos aeroportos do Galeão e Santos Dumont. É preciso compatibilizar as vocações de ambos”, afirmou.

Publicidade
Escola de resultados

Sobre a possibilidade de transferência dos voos internacionais do Galeão para o Santos Dumont, após concluído o leilão, Ronei Glanzmann, secretário nacional de aviação Civil, ponderou que os passageiros deverão ser ouvidos. “Temos trabalhado para trazer uma melhoria do serviço para a população brasileira. O Rio de Janeiro está buscando um caminho para seus problemas, para suas dificuldades, mas temos que atuar dentro dessas balizas fundamentais, como a livre iniciativa, a livre concorrência, um mercado dinâmico”, apontou.

Concessão do Santos Dumont vai reforçar sua segurança operacional

Nos próximos anos, após o leilão, o aeroporto passará por reforços de segurança (Foto: Divulgação)

Nos próximos anos, após o leilão, o aeroporto passará por reforços de segurança, dando continuidade a medidas que fazem parte do processo de certificação operacional, já iniciado na atual gestão da Infraero. “A Infraero tem feito investimentos, como a remoção da faixa preparada, melhorias de sinalização, recapeamento da pista, diversas intervenções para melhorar a segurança operacional do fluxo de 10 milhões de passageiros que o Santos Dumont recebe por ano”, afirmou Tiago Sousa Pereira, Diretor da ANAC. Ele reforçou que a atual estrutura é totalmente compatível com os requisitos necessários de operação, mas que as melhorias a serem concluídas pela futura gestão serão importantes.

Publicidade
LG Eletronics – Meio

Também participaram da reunião o deputado Bacelar (Podemos/ BA), presidente da Comissão de Turismo da Câmara dos Deputados, o diretor de finanças e novos negócios da Infraero, Thiago Pedroso,  o secretário de Transporte do Rio, Delmo Pinho, e de Turismo, Gustavo Tutuca, e o deputado federal Odair Cunha (PT-MG).

Na semana passada, a 6ª fase de leilões de aeroportos brasileiros arrecadou mais de R$ 3 bilhões, com o repasse de 22 aeroportos para a iniciativa privada.

Publicidade
Harus 1

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *


CAPTCHA Image
Reload Image
CLICK AQUI PARA ESCOLHER O IDIOMA DA LEITURA
error: ARQUIVO NÃO AUTORIZADO PARA IMPRESSÃO E CÓPIA