Publicidade
Pikolin

Com vacinação em ritmo acelerado, hotel em Brasília volta a crescer

O Dia e horário dessa postagem está no final, assim como nome do autor. O tempo estimado de leitura é de 3 minutos

O B Hotel, um dos mais concorridos hotéis de negócios de Brasília, inaugurado há pouco mais de três anos e projetado pelo arquiteto Isay Weinfeld, segue, pouco a pouco, retomando o bom momento em seus negócios com o aumento gradual do número de hóspedes. Em junho, o empreendimento, sob gestão dos executivos George Durante e Paulo Brazil, fechou o mês com cerca de 37% de taxa de ocupação, índice 45% superior ao apurado em maio.

Publicidade
Engie

O bom momento vivenciado pelo B Hotel dá indícios de recuperaçao do setor hoteleiro em Brasília. Segundo dados da ABIH-DF (Associação Brasileira da Indústria de Hotéis do Distrito Federal), a taxa média de ocupação do DF vem crescendo, principalmente por conta da movimentação da CPI da COVID-19, e já mostra avanço com relação ao mês de maio. Já o Fórum de Operadores Hoteleiros do Brasil (FOHB), aponta reação do segmento e prevê um segundo semestre em alta, com até 65% de ocupação.

Publicidade
Equipotel 2021

No acumulado geral, de janeiro a junho de 2021, o B Hotel vem apresentando uma constante evolução mês a mês em sua taxa de ocupação, que hoje está na casa dos 34%. Expectativa é atingir os 50% de ocupação média entre os meses de agosto e dezembro. “Estamos muito otimistas com a retomada do turismo e dos eventos corporativos. Os índices estão subindo gradativamente com o avanço do cronograma de vacinação e a faixa etária de maior frequência em nosso hotel, que é a de 35 a 55 anos, já se encontra em condições de viajar novamente. Considerando o mês de março, pico da 2ª onda no Brasil, como o único ponto de retração apresentado este ano, temos motivos de sobra para acreditar em 2º semestre muito mais promissor para nós e para o setor hoteleiro no geral”, ressalta Paulo Brazil, Diretor Comercial do B Hotel.

Com vacinação em ritmo acelerado, hotel em Brasília volta a crescer

Um dos apartamentos do B Hotel Brasília (Foto: Joana França)

Ele destaca a importância do revenue management – um conceito de gestão utilizado para calcular a melhor política de preços, para otimizar e maximizar os lucros gerados pela venda de um produto ou serviço, baseada em modelos matemáticos de simulação e previsões de tendências de procura por segmento de mercado. “Na verdade, com certeza a questão do incremento da nossa diária média é fruto da gestão de revenue que estamos fazendo no hotel. Temos trabalhado muito com este equilíbrio entre as tarifas públicas e as que negociamos com o corporativo, mas com certeza o resultado tem sido bom, pela gestão e estratégias definidas por este ângulo”, comenta Brazil.

Publicidade
Simmons

Além do crescimento em ocupação apurado no 1º semestre de 2021, o B Hotel vem relatando ainda um aumento significativo no número de hóspedes provenientes de estados pouco recorrentes, como Pernambuco, Bahia e Ceará. No último mês, clientes oriundos destas regiões representaram quase 7% do acumulado geral de junho. São Paulo (24,54%), DF (24,59%) e Rio de Janeiro (10,64%) lideram como os três maiores polos emissores de clientes.

George Durante, Diretor de operações do B Hotel, comenta que: “São Paulo deve continuar sendo o nosso principal polo emissor de hóspedes para o 2º semestre, até pelo poderio econômico que o estado representa, mas há grande expectativa em um volume maior de clientes provenientes de estados como Minas Gerais, Rio de Janeiro, Santa Catarina e Rio Grande do Sul. São praças importantes e estratégicas para nós, com uma grande concentração de empresas que possam se interessar pelo nosso rol de serviços personalizados, sem terceirizações e totalmente ajustáveis para as necessidades de executivos de médio e alto escalão”, ressalta.

Publicidade
Onity

Para Paulo Brazil, do B Hotel, em Brasília, o crescimento do volume de novos hóspedes, inclusive os oriundos de regiões até então pouco recorrentes, se deve a projeção do hotel no mercado e ao fortalecimento da marca. “Tornar a marca B Hotel mais forte e conhecida no mercado é primordial para a nossa estratégia. Sabemos a importância disso e estamos buscando esse posicionamento para angariar novas oportunidades de negócios no futuro com os nossos serviços e produtos. Acredito que isso tenha sido determinante nesta retomada e na conquista de novos cliente”, ressalta o executivo

Publicidade
Soluções RH

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *


CAPTCHA Image
Reload Image
CLICK AQUI PARA ESCOLHER O IDIOMA DA LEITURA
error: ARQUIVO NÃO AUTORIZADO PARA IMPRESSÃO E CÓPIA