MercadoÚltimas Notícias

Com nova estratégia, Voa Hotéis se prepara para rodada de investimentos

No início, o objetivo era elevar os resultados de hotéis independentes de pequeno e médio porte. Agora, dois anos depois de sua estreia no mercado e com 85 empreendimentos em seu portfólio, a Voa Hotéis muda de estratégia de crescimento, mirando em propriedades maiores, e se prepara para sua primeira rodada de investimentos da série A. A startup fundada por José Eduardo Mendes já tem em sua carteira nomes como o Hotel Nacional, no Rio de Janeiro, com 413 apartamentos. Com a absorção de estabelecimentos nesse perfil, a rede  percebeu que as dificuldades e os custos são maiores e decidiu apostar  nesse setor.

Publicidade
Desbravador

A empresa agora está focada em abraçar praças com empreendimentos de médio e grande porte que necessitam de força comercial, distribuição e tecnologia. Desta forma, os times da rede estão em fase de prospecção em mercados como Natal, Fortaleza e Bahia.  “Vamos voltar nossa atenção ao Nordeste para abrir novas frentes e incorporar mais hotéis da região. No Sudeste, já temos um portfólio considerável, mas também queremos expandir, assim como em praças como Curitiba, Foz do Iguaçu e Florianópolis, no Sul”, revela José Eduardo Mendes, CEO da Voa. Além do time comercial e do trabalho de gerentes regionais, a rede aposta em parcerias com entidades, como as ABIHs estaduais e secretarias de turismo.

Hotel Nacional, administrado pela WAM Brasil, faz parceria com VOA Hotéis
VOA Hotéis assumiu a administração comercial, de distribuição e performance do Hotel Nacional (Foto: Divulgação)

Novos planos, novas medidas

Para 2022, a rede está focada nos grandes e médios hotéis, mas continuará atuando com os pequenos. Os planos são de chegar a 250 empreendimentos sob gestão da rede. Buscando alcançar novos números, a Voa optou por realizar flexibilizações em seus modelos de negócio. Por exemplo, a startup retirou a multa para rescisão de contrato, buscando atuar de forma mais leve com seus parceiros. Além disso, eliminou a obrigatoriedade da padronização das propriedades, que passa a ser opcional.

Publicidade
Ameris

Balanço

Após um 2021 em que recuperou os danos causados pela pandemia, as apostas para 2022  são de um ano promissor. A startup alcançou ótimos resultados desenvolvendo um trabalho forte de distribuição em localidades como Interior Paulista, Região dos Lagos, no Rio e Centro-oeste. Segundo Mendes, um hotel de Bonito (MS) chegou a crescer 226% em faturamento entre janeiro de 2021 e 2022. Nesse mesmo período, a Voa Hotéis elevou sua capacidade de distribuição em 100% em canais que convertem vendas — o que ajudou a empresa a atingir níveis tão altos. No início do ano passado, a startup atuava com 135 canais com vendas, número que subiu para 280. Prestes a participar de uma rodada de investimentos de série A, a estimativa é crescer 10 vezes, assegurando seus principais pilares: tecnologia e inovação.

Publicidade
Clima ao Vivo

Denise Bertola

Denise Bertola é Repórter da Revista Hotéis

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo
CLICK AQUI PARA ESCOLHER O IDIOMA DA LEITURA
error: ARQUIVO NÃO AUTORIZADO PARA IMPRESSÃO E CÓPIA